A (RE)CONSTRUÇÃO DE CONCEITOS BIOLÓGICOS NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES E PROPOSIÇÃO DE UM MODELO EXPLICATIVO PARA A RELAÇÃO GENÓTIPO E FENÓTIPO1 1 Pesquisa desenvolvida com o apoio da Fundação Araucária/SETI - Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná.

THE RECONSTRUCTION OF BIOLOGICAL CONCEPTS IN TEACHER TRAINING AND THE PROPOSITION OF AN EXPLANATORY MODEL FOR THE RELATION BETWEEN GENOTYPE AND PHENOTYPE

Lourdes Aparecida Della Justina Fernanda Aparecida Meglhioratti Ana Maria de Andrade Caldeira Sobre os autores

Resumos

O objetivo deste trabalho foi investigar as concepções acerca da relação entre genótipo e fenótipo de estudantes da Licenciatura em Ciências Biológicas que integram um grupo de pesquisadores em epistemologia da Biologia. Em uma coleta inicial de dados, ficou evidente a presença de ideias pautadas na relação restrita ao gene e ambiente, sem considerar o organismo e sua história de vida. Entretanto, durante as discussões coletivas acerca desse tema, desenvolveram-se outros conceitos, tais como: interações moleculares; casualidade; organismo; e biologia do desenvolvimento. A análise das (re)construções conceituais que emergiram no grupo possibilitou a elaboração e a proposição de um modelo explicativo para a relação entre genótipo e fenótipo.

Epistemologia da biologia; formação inicial de professores; genótipo e fenótipo.


This paper aims to investigate the conceptions about the relation between genotype and phenotype of Biological Sciences Degree students who take part in a research group in Epistemology of Biology. In an initial data collection, the presence of ideas based on a restricted to genes and environment relation - without considering the organism and its life history - became evident . However, during the group discussions on the topic there were other statements involving other concepts, such as: molecular interactions, chance, organism and Developmental Biology. The analysis of conceptual (re)constructions that emerged in the group allowed the proposition and the development of an explanatory model for the relation between genotype and phenotype.

Epistemology of biology; teacher training; genotype and phenotype.


Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • ALMEIDA, A. M. R.; EL-HANI, C. N. Um exame histórico-filosófico de biologia evolutiva do desenvolvimento (evo-devo). Scientiae Studia, São Paulo, 8(1), p. 9-40, 2010.
  • ANDRADE, M. A. B. S. A epistemologia da biologia na formação de pesquisadores: compreensão sistêmica de fenômenos moleculares. 2011. 233 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), Bauru, 2011.
  • BACHELARD, G. A formação do espírito científico. São Paulo: Contraponto, 1996.
  • BONZANINI, T. K. Ensino de temas da genética contemporânea: análise das contribuições de um curso de formação continuada. 2011. 252f. volume 1. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência). Faculdade de Ciências, da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), Bauru, 2011.
  • CARVALHO, A. M. P.; GIL-PEREZ, D. Formação de professores de ciências. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2009.
  • CASTRO, R. S.;. CARVALHO, A. M. P História da ciência: como usá-la num curso de segundo grau. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, 9(3), p. 225-237, 1992.
  • CUNHA, A.M.O. Educação continuada: os professores como mediadores no processo de capacitação. Ensino em Revista. Uberlândia, 9(1): 7-24, 2001.
  • FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.
  • FOUREZ, G. Alfabetización científicay tecnológica: acerca de las finalidades de la ensenanza de las ciencias, Buenos Aires: Colihue, 1997.
  • GUDDING, G. The phenotype/genotype distinction and the disappearance of the body. Journal of the History of Ideas, [s.l], 57 (3) p. 525-545, 1996.
  • GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à genética. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
  • GRIFFITHS, P. E.; GRAY, R. D. Darwinism and developmental systems. In: OYAMA, S.; GRIFFITHS, P E.; GRAY, R. (ed). Cycles of contingency, developmental systems and evolution. Cambridge, Massachusetts; London, England: MIT Press, 2001. p. 195-218.
  • JABLONKA, E. The systems of inheritance. In:; OYAMA, S.; GRIFFITHS, P E. GRAY, R. (ed). Cycles of contingency: developmental systems and evolution. Cambridge, Massachusetts; London, England: MIT Press, 2001. p. 99-116.
  • JABLONKA, E.; LAMB, M. Evolution in four dimensions: genetic, epigenetic, behavioral, and symbolic variation in history of life. Cambridge, Massachussets: MIT Press, 2005.
  • JOAQUIM, L. M.; EL-HANI, C. N. A genética em transformação: crise e revisão do conceito de gene. Scientie Studia, São Paulo, v. 8(1), p. 93-128, 2010.
  • JOHANNSEN, W. L. The genotype conception of heredity. The American Naturalist, [s.l], v. 45 (531), p. 129-159, 1911.
  • JUSTINA, L. A. D. A herança genotípica proposta por Wilhelm Ludwig Johannsen. Filosofia e História da Biologia, São Paulo, 5, p. 55-77, 2010.
  • JUSTINA, L. A. D.; FERRARI, N. A ciência da hereditariedade: enfoque histórico, epistemológico e pedagógico. Cascavél: Edunioeste, 2010.
  • LEWONTIN, R. A tripla hélice: gene, organismo e ambiente. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
  • LORETO E. L. S.; SEPEL, L. M. N. Programa de incentivo à formação continuada de professores do ensino médio. Santa Maria: Departamento de Biologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), 2006. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf>. Acesso em: 20 jun. 2010.
    » http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf
  • MEGLHIORATTI, F. A. O conceito de organismo: uma introdução à epistemologia do conhecimento biológico na formação de graduandos de biologia. 2009. 254 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência) - Faculdade de Ciências, Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), Bauru, 2009.
  • MEGLHIORATTI, F. A.;; EL-HANI, C. N. CALDEIRA, A. M. A. A centralidade do conceito de organismo no conhecimento biológico e no ensino de biologia. In: Ana Maria de Andrade Caldeira. (Org.). Ensino de Ciências e Matemática II: Temas sobre Formação de Conceitos. São Paulo- SP: Cultura Acadêmica/ UNESP, 2009, p. 33-52.
  • MALDANER, O. A. A formação inicial e continuada de professores de química\ professores/pesquisadores. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2006.
  • NEUMANN-HELD, E. M. Let's talk about genes: the process molecular gene concept and its context. In:; OYAMA, S.; GRIFFITHS, P E. GRAY, R. (ed). Cycles of developmental systems and evolution. Cambridge, Massachusetts; London, England: MIT Press, 2001. p. 69-84.
  • OYAMA, S.;; GRIFFITHS, P E. GRAY, R.Introduction: what is developmental systems theory? In:; OYAMA, S.; GRIFFITHS, P. E. GRAY, R. (ed).. Cycles of contingency: developmental systems and evolution Cambridge, Massachusetts; London, England: MIT Press, 2001. p.1-11.
  • PEDRANCINI, V. D.; CORAZZA, M. J.; GALUCH, M. T. B. Mediação pedagógica e a formação de conceitos científicos sobre hereditariedade. Revista Electrónica de Ensenanpa de las Ciencias, Vigo, Espanha, v.10(1): 109-132, 2011.
  • PERRENOUD, P. Dez novas competências para ensinar. São Paulo: Artes Médicas Sul, 2000.
  • PORTIN, P. Historical development of the concept of the gene. Journal of Medicine and Philosophy, [s.l], v. 27, p. 257-286, 2002.
  • SCHNEIDER, E. M. A. et al. Conceitos de gene: construção histórico-epistemológica e percepções de professores do ensino superior. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 16(2), p. 201-222, 2011.
  • TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 7. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.
  • TIDON, R. Gene, organismo e ambiente. Genética na Escola. Brasília, v. 1 (2), p. 41-44, 2006. Disponível em: <http://www.geneticanaescola.com.br/Ano1vol2.html>. Acesso em: 12 maio de 2010.
    » http://www.geneticanaescola.com.br/Ano1vol2.html
  • TRIVELATO, S.L.F. Perspectivas para a formação de professores. In: TRIVELATO, S.L.F. (org.) Coletânea 3a Escola de Verão para Professores de Prática de Ensino de Física, Química e Biologia. São Paulo: FEUSP, 1995. p. 35-48.

  • 1
    Pesquisa desenvolvida com o apoio da Fundação Araucária/SETI - Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná.
  • 2
    Lourdes Aparecida Della Justina - Doutora em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP). Professora de Metodologia e Prática do Ensino de Biologia da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) Email: lourdesjustina@gmail.com
  • 3
    Fernanda Aparecida Meglhioratti - Doutora em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP). Professora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (Unioeste-Cascavel/PR). Email: meglhioratti@gmail.com
  • 4
    Ana Maria de Andrade Caldeira - Professora do Departamento de Educação da Faculdade de Ciências da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP)-Bauru/SP. Email: anacaldeira@fc.unesp.br

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Dez 2012

Histórico

  • Recebido
    18 Nov 2010
  • Aceito
    15 Out 2011
Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antonio Carlos, 6627, CEP 31270-901 Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, Tel.: (55 31) 3409-5338, Fax: (55 31) 3409-5337 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: ensaio@fae.ufmg.br