ENSINO DE CIÊNCIAS E CULTURA LOCAL: UM ESTUDO A PARTIR DAS FALAS DE PROFESSORES DE UM CONTEXTO TEUTO-BRASILEIRO

SCIENCE TEACHING AND LOCAL CULTURE: A STUDY OF TEACHERS' SPEECHES IN A GERMAN-BRAZILIAN CONTEXT

Dulce Maria Strieder Anna Maria Pessoa de Carvalho Sobre os autores

Resumos

O presente texto aborda os elos entre a cultura e o ensino de ciências, discutindo a existência de elementos da cultura local que permeiam os discursos dos professores de uma comunidade teuto-brasileira, sobre o ensino e a aprendizagem em ciências. O artigo relata resultados de uma pesquisa que investigou o cotidiano do ensino de ciências no município de Salvador das Missões (RS), colonizado por descendentes germânicos. Os resultados apontam que os principais identificadores culturais, como os valores atribuídos à escola, à família e à língua, continuam vivos no cotidiano da população local e permeiam as falas dos professores sobre temas como a função e os objetivos do ensino de ciências e as posturas adotadas em sala de aula.

Ensino de ciências; cultura teuto-brasileira; formação de professores


The present text discusses the relationship between the culture and the teaching of Science, focusing the presence of local culture elements in the discourses of teachers from a German-Brazilian community regarding the teaching and learning in Science. It reports results of a research in which we investigated the teaching practice of Science in Salvador das Missões (Rio Grande do Sul - Brazil), colonized by German descendants. The results show that the main cultural identifiers - that is, the values attributed to institutions like the school, the family and the the language - are still alive in the everyday life of the local population. These values are present in the teachers' speeches with respect to themes such as the function and the objectives of Science teaching, as well as in the teachers' attitudes in the classroom.

Science teaching; german-brazilian culture; teachers' education


Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

  • BOGDAM, R.; BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução a teoria e aos métodos. Porto Editora, 1994.
  • BRASIL - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatatística/IBGE. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 30 out. 2006.
  • CANDOTTI, E. Ciência na educação popular. In: MASSARANI, L.; MOREIRA, I. C.; BRITO, F. Ciência e público: caminhos da divulgação científica no Brasil. Rio de Janeiro: UFRJ, Casa da Ciência - Centro Cultural de Ciência e Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fórum da ciência e Cultura, 2002.
  • CAPECCHI, M. C. V. de M. Aspectos da cultura científica em atividades de experimentação nas aulas de física. 2004. 264p. Tese de Doutorado, Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
  • COBERN W. W.; AIKENHEAD, G. S. Cultural aspects of learning science. In: International Handbook of Science Education. Great Britain: Kluwer Academic Publishers, p. 39-52, 1998.
  • CUNHA, J. L.; GÄRTNER, A. (Orgs.). Imigração alemã no Rio Grande do Sul: história, linguagem, educação. Santa Maria, RS: Editora da UFSM, 2003.
  • GRIGNON, C. Cultura dominante, cultura escolar e multiculturalismo popular. In: SILVA, T. T. da(org.). Alienígenas na sala de aula, 2a ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. p. 178-189.
  • KREUTZ, L. Material didático e currículo na escola teuto-brasileira do Rio Grande do Sul. São Leopoldo: Ed. da Unisinos, 1994a.
  • MULLER, T. A escola teuto-brasileira católica e a nacionalização do ensino. In: MULLER, T.Nacionalização e imigração alemã. São Leopoldo, 1994b.
  • FIORI, N. A. (Org.). O professor paroquial católico teuto-brasileiro: função religiosa, sociocultural e política. In: FIORI, N. A.Etnia e educação: a escola "alemã" do Brasil e estudos congêneres. Florianópolis: Ed. da UFSC; Tubarão: Editora Unisul, 2003a.
  • KÜLZER, E. (Org). Síntese histórica do município de Salvador das Missões. Cerro Largo, RS: Gráfica Lenz, 2004.
  • MEYER, D. E. Etnia, raça e nação: o currículo e a construção de fronteiras e posições sociais. In: COSTA, M. V. (Org). O currículo nos limiares do contemporâneo, 2ª edição, Rio de Janeiro: DP&A., 1999.
  • RAMBO, A. B. A escola comunitária teuto-brasileira: a associação dos professores e escola normal. 1a ed., São Leopoldo: Ed. Unisinos, 1996.
  • FIORI, N. A. (Org.). O teuto-brasileiro e sua identidade. In: FIORI, N. A. Etnia e educação: a escola "alemã" do Brasil e estudos congêneres Florianópolis: Ed. da UFSC; Tubarão: Editora Unisul, 2003.
  • UNESCO. Ciência e cidadania: Seminário Internacional Ciência de Qualidade para Todos. Brasília, 28 nov. a 1° dez. 2004. Brasília, 2005.
  • VOGT, C. (Org.) Cultura científica: desafios. São Paulo: USP, Fapesp, 2006.
  • VOGT, C.; POLINO, C. (Orgs.) Percepção pública da ciência: resultados da pesquisa na Argentina, Brasil, Espanha e Uruguai. Campinas, SP: Unicamp, Fapesp, 2003.
  • WENZEL, E. G. (1997) Memória e identidade teuto-brasileira em Cerro Largo, Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado), Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

  • *
    Docente da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.
  • **
    Docente da Universidade de São Paulo.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    Jun 2009

Histórico

  • Recebido
    07 Dez 2007
  • Aceito
    14 Abr 2008
Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antonio Carlos, 6627, CEP 31270-901 Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, Tel.: (55 31) 3409-5338, Fax: (55 31) 3409-5337 - Belo Horizonte - MG - Brazil
E-mail: ensaio@fae.ufmg.br