Fenomenologia do corpo vivido na depressão

Phenomenology of the lived body in depression

Fenomenología del cuerpo vivido en la depressión

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender a experiência de corpo vivido na depressão, tendo como base teórica a lente fenomenológica de Maurice Merleau-Ponty e a psicopatologia fenomenológica de Arthur Tatossian. Utilizamos o método fenomenológico crítico para compreender a experiência vivida de pessoas diagnosticadas com depressão. Realizamos entrevistas com dez sujeitoscolaboradores que descreveram a experiência vivida da depressão. Este estudo revelou que o fenômeno da depressão édescrito a partir do reconhecimento de sinais no corpo e da divisão entre corpo físico e mente. Compreendemos que para os sujeitos colaboradores a experiência vivida da depressão restringe suas possibilidades da existência a partir do que é experienciado no corpo, alterando a relação consigo e com mundo. Investigar a experiência vivida do corpo deprimido contribui para uma compreensão do fenômeno da depressão como expressão da existência do sujeito, possibilitando a criação de estratégias de tratamento e prevenção convergente com tais experiências.

Palavras-chave:
depressão; fenomenologia; corpo

Programa de Pós-graduação em Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicobiologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Caixa Postal 1622, 59078-970 Natal RN Brazil, Tel.: +55 84 3342-2236(5) - Natal - RN - Brazil
E-mail: revpsi@cchla.ufrn.br