Diferenças quanto à escolaridade em adultos no desempenho no teste de cancelamento dos sinos

Differences regarding education in adults in the bells test

Rochele Ferronato Correa da Silva Caroline de Oliveira Cardoso Rochele Paz Fonseca Sobre os autores

O papel de variáveis sociodemográficas na cognição humana, em especial da escolaridade, vem sendo estudado em indivíduos saudáveis. Esta pesquisa objetivou verificar se há diferenças entre grupos de diferentes níveis educacionais no processamento atencional visual avaliado pelo Teste de Cancelamento dos Sinos. Participaram 124 adultos jovens, distribuídos em três grupos, 5-8, 9-11 e 12 ou mais anos de educação formal, emparelhados por idade. As variáveis de acurácia e tempo, assim como os resultados qualitativos de estratégias utilizadas, foram comparados entre grupos (ANCOVA One-Way e Qui-quadrado). Observou-se uma discrepância entre dados quantitativos e qualitativos. Os grupos de diferentes escolaridades não se diferenciaram entre si quanto a acurácia e tempo; houve, porém, diferenças significativas quanto à distribuição de participantes por coluna em que o primeiro sino foi cancelado e pelas estratégias de cancelamento utilizadas. Novos estudos são relevantes com grupos de diferentes idades e com populações clínicas neurológicas e/ou psiquiátricas.

teste dos sinos; escolaridade; avaliação neuropsicológica; atenção; heminegligência


Programa de Pós-graduação em Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicobiologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Caixa Postal 1622, 59078-970 Natal RN Brazil, Tel.: +55 84 3342-2236(5) - Natal - RN - Brazil
E-mail: revpsi@cchla.ufrn.br