Gestão estratégica de competências: uma prática complexa

Strategic management of competences: a complex practice

Resumos

O Projeto Integrado Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI, Plano Sul/CNPq-Fapergs, propõe diagnósticos a organizações sociais escolares e não escolares, através de um conjunto de indicadores, bem como modalidades de gestão - instrumentos, processos e práticas - voltadas à implementação, ao monitoramento e à avaliação de processos de formação de competências fundados numa perspectiva complexa, transdisciplinar.

Gestão estratégica; formação de competências; transdisciplinaridade


The Integrated Project Strategical Management of competences and the formation of the citizen of the XXI century, Plano Sul/CNPq-Fapergs, proposes diagnostics to social schooling and non schooling organizations, through a set of indexes, as well as management modalities - instruments, processes and practices - turned to the implementation, monitoring and to the evaluation of the processes for the formation of competences founded on a complex trans disciplinary perspective.

Strategical management; formation of competences; trans disciplinary way


ARTIGOS DE DEMANDA CONTÍNUA

Gestão estratégica de competências - uma prática complexa* * Este artigo, com algumas alterações, refere-se a dados e informações expostos em textos originais encaminhados ao CNPq sobre a proposta do Projeto Integrado Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI (1999) - Relatório de Avaliação do Plano Sul (nov. 2002). O Projeto Integrado Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI, Plano Sul/CNPq-Fapergs, foi desenvolvido com a colaboração dos seguintes pesquisadores e jovens pesquisadores: Dr.ª Maria Amélia Sabbag Zainko (coordenadora estadual - PR); Dr.ª Maria Salett Biembengut (coordenadora estadual - SC); Gisela W. Streck (Recém-Doutora - RS); Marta Maria Brackmann (Apoio Técnico - Administração, RS); Antônio Cláudio Kieling Jr. (Apoio Técnico - Informática, RS); Patrícia Nunes dos Santos (Iniciação Científica - Pedagogia e Multi-meios, RS). 1 TREPÓ, G.; FERRARY, M. La gestion des compétences - un outil strategique. Revue de Sciences Humaines, Paris, n. 78, p. 35, 1998. 2 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36. 3 Id. 4 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36. 5 Ibid., p. 36-37. 6 PARLIER, M. As características e as ambigüidades da gestão de competências. Connexions, Ramonville Saint-Agne, n. 70, p. 58, 1998. Consultar, também, entre outras obras, TARONDEAU, J-C. Les management des savoirs. Paris: PUF, 1998; NÓVOA, A. (Org.). Organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1992; MORGAN, G. Imagens da organização. São Paulo: Átila, 1996. 7 TANGUY, L. Introuvable relation formation/emploi. Paris: Documentation Française, 1989. p. 99. 8 TANGUY, L.; ROPÉ, F. (Orgs.). Saberes e competências - o uso de tais noções na escola e na empresa. Trad. de: Patrícia Chittoni Ramos e equipe do ILA-PUC-RS, sob a supervisão de Julieta Beatriz Ramos Desaulniers. Campinas: Papirus, 1987. p. 174. 9 STROOBANTS, M. Trabalho e competência: recapitulação crítica das pesquisas sobre saberes. In: DESAULNIERS, J. B. R. D. (Org.). Formação & Trabalho & Competência: questões atuais. Porto Alegre: Edipucrs, 1998. p. 17-48. 10 TRÉPOS, J-Y. Sociologie de la compétence profissionnelle. Nancy: PUN, 1992. p. 13. 11 TANGUY, L.; ROPÉ, F. Savoirs et compétences - de l'usage de ses notions dans l'école et l'entreprise. Paris: Harmattan, 1994. p. 14. Essa obra foi traduzida pela editora Papirus, Campinas, em 1997. 12 Uma análise bem aguçada dessa problemática consta em: FAGUER, J-P.; BALZS, G. Une nouvelle formule de ménagement: l'evaluation. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, Paris, n. 114, set. 1996. Esse texto foi traduzido pela revista Veritas, Porto Alegre, v. 45, n. 166, jun. 1997. 13 TANGUY; ROPÉ, 1994, op. cit., p. 14. 14 TANGUY, L. La formation, une activité sociale en voie de définition? In: COSTER, M. de; PICHAULT, F. (Org.). Traité de Sociologie du Travail. Bruxelas: De Boeck, 1994. p. 187-188. Esse texto foi traduzido pela revista Veritas, Porto Alegre, v. 45, n. 166, jun. 1997. 15 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36.

Strategic management of competences - a complex practice

Julieta Beatriz Ramos Desaulniers

Doutora em Ciências Humanas Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS -, Professora da Pontifícia Universidade Católica - PUC-RS. julieta@pucrs.br

RESUMO

O Projeto Integrado Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI, Plano Sul/CNPq-Fapergs, propõe diagnósticos a organizações sociais escolares e não escolares, através de um conjunto de indicadores, bem como modalidades de gestão - instrumentos, processos e práticas - voltadas à implementação, ao monitoramento e à avaliação de processos de formação de competências fundados numa perspectiva complexa, transdisciplinar.

Palavras-chave: Gestão estratégica, formação de competências, transdisciplinaridade.

ABSTRACT

The Integrated Project Strategical Management of competences and the formation of the citizen of the XXI century, Plano Sul/CNPq-Fapergs, proposes diagnostics to social schooling and non schooling organizations, through a set of indexes, as well as management modalities - instruments, processes and practices - turned to the implementation, monitoring and to the evaluation of the processes for the formation of competences founded on a complex trans disciplinary perspective.

Key-words: Strategical management, formation of competences, trans disciplinary way.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Texto recebido em 25 maio 2003

Texto aprovado em 05 set. 2003

  • FAGUER, J-P.; BALZS, G. Une nouvelle formule de ménagement: l'evaluation. Actes de la Recherche en Sciences Sociales, Paris, n. 114, set. 1996.
  • MORGAN, G. Imagens da organização São Paulo: Átila, 1996.
  • NÓVOA, A. (Org.). Organizações escolares em análise Lisboa: Dom Quixote, 1992.
  • PARLIER, M. As características e as ambigüidades da gestão de competências. Connexions, Ramonville Saint-Agne, n. 70, 1998.
  • STROOBANTS, M. Trabalho e competência: recapitulação crítica das pesquisas sobre saberes. In: DESAULNIERS, J. B. R. (Org.). Formação & Trabalho & Competência: questões atuais. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1998.
  • TANGUY, L. Introuvable relation formation/emploi Paris: Documentation Française, 1989.
  • ______. La formation, une activité sociale en voie de définition? In: COSTER, M. de; PICHAULT, F. (Org.). Traité de Sociologie du Travail Bruxelas: De Boeck, 1994.
  • ______; ROPÉ, F. (Orgs.). Saberes e competências - o uso de tais noções na escola e na empresa. Tradução de: Patrícia Chittoni Ramos e equipe do ILA - PUC-RS, sob a supervisão de Julieta Beatriz Ramos Desaulniers. Campinas: Papirus, 1987.
  • ______; ROPÉ, F. Savoirs et compétences - de l'usage de ses notions dans l'école et l'entreprise. Paris: Harmattan, 1994.
  • TARONDEAU, J-C. Les management des savoirs Paris: PUF, 1998.
  • TREPÓ, G.; FERRARY, M. La gestion des compétences - un outil strategique. Sciences Humaines, Paris, n. 78, 1998.
  • TRÉPOS, J-Y. Sociologie de la compétence profissionnelle. Nancy: PUN, 1992.

  • *
    Este artigo, com algumas alterações, refere-se a dados e informações expostos em textos originais encaminhados ao CNPq sobre a proposta do Projeto Integrado
    Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI (1999) - Relatório de Avaliação do Plano Sul (nov. 2002). O Projeto Integrado
    Gestão estratégica de competências e a formação do cidadão do século XXI, Plano Sul/CNPq-Fapergs, foi desenvolvido com a colaboração dos seguintes pesquisadores e jovens pesquisadores: Dr.ª Maria Amélia Sabbag Zainko (coordenadora estadual - PR); Dr.ª Maria Salett Biembengut (coordenadora estadual - SC); Gisela W. Streck (Recém-Doutora - RS); Marta Maria Brackmann (Apoio Técnico - Administração, RS); Antônio Cláudio Kieling Jr. (Apoio Técnico - Informática, RS); Patrícia Nunes dos Santos (Iniciação Científica - Pedagogia e Multi-meios, RS).
    1 TREPÓ, G.; FERRARY, M. La gestion des compétences - un outil strategique.
    Revue de Sciences Humaines, Paris, n. 78, p. 35, 1998.
    2 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36.
    3 Id.
    4 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36.
    5 Ibid., p. 36-37.
    6 PARLIER, M. As características e as ambigüidades da gestão de competências.
    Connexions, Ramonville Saint-Agne, n. 70, p. 58, 1998. Consultar, também, entre outras obras, TARONDEAU, J-C.
    Les management des savoirs. Paris: PUF, 1998; NÓVOA, A. (Org.).
    Organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1992; MORGAN, G.
    Imagens da organização. São Paulo: Átila, 1996.
    7 TANGUY, L.
    Introuvable relation formation/emploi. Paris: Documentation Française, 1989. p. 99.
    8 TANGUY, L.; ROPÉ, F. (Orgs.).
    Saberes e competências - o uso de tais noções na escola e na empresa. Trad. de: Patrícia Chittoni Ramos e equipe do ILA-PUC-RS, sob a supervisão de Julieta Beatriz Ramos Desaulniers. Campinas: Papirus, 1987. p. 174.
    9 STROOBANTS, M. Trabalho e competência: recapitulação crítica das pesquisas sobre saberes. In: DESAULNIERS, J. B. R. D. (Org.).
    Formação & Trabalho & Competência: questões atuais. Porto Alegre: Edipucrs, 1998. p. 17-48.
    10 TRÉPOS, J-Y. Sociologie de la compétence profissionnelle. Nancy: PUN, 1992. p. 13.
    11 TANGUY, L.; ROPÉ, F. Savoirs et compétences - de l'usage de ses notions dans l'école et l'entreprise. Paris: Harmattan, 1994. p. 14. Essa obra foi traduzida pela editora Papirus, Campinas, em 1997.
    12 Uma análise bem aguçada dessa problemática consta em: FAGUER, J-P.; BALZS, G. Une nouvelle formule de ménagement: l'evaluation.
    Actes de la Recherche en Sciences Sociales, Paris, n. 114, set. 1996. Esse texto foi traduzido pela revista
    Veritas, Porto Alegre, v. 45, n. 166, jun. 1997.
    13 TANGUY; ROPÉ, 1994, op. cit., p. 14.
    14 TANGUY, L. La formation, une activité sociale en voie de définition? In: COSTER, M. de; PICHAULT, F. (Org.).
    Traité de Sociologie du Travail. Bruxelas: De Boeck, 1994. p. 187-188. Esse texto foi traduzido pela revista
    Veritas, Porto Alegre, v. 45, n. 166, jun. 1997.
    15 TREPÓ; FERRARY, op. cit., p. 36.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    04 Mar 2015
  • Data do Fascículo
    2003

Histórico

  • Recebido
    25 Maio 2003
  • Aceito
    05 Set 2003
Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Educar em Revista, Setor de Educação - Campus Rebouças - UFPR, Rua Rockefeller, nº 57, 2.º andar - Sala 202 , Rebouças - Curitiba - Paraná - Brasil, CEP 80230-130 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com educar@ufpr.br