Accessibility / Report Error

Adolescência, internet e tempo: desafios para a Educação

Adolescence, internet and time: challenges for Education

RESUMO

A relação dos adolescentes com o tempo, a forma como o conceituam e utilizam, tem sido foco de inúmeras pesquisas. O impacto das tecnologias de informação e comunicação, o mergulho no mundo virtual e o acesso ao novo mundo oferecido pela internet têm afetado essa relação. Esse é o objetivo principal deste artigo: observar tal questão à luz dos resultados de uma pesquisa realizada com 481 adolescentes do Rio de Janeiro. Começamos apresentando alguns conceitos de adolescência e destacando abordagens da relação com o tempo nesse período da vida. Passamos, em seguida, a abordagens conceituais do tempo na internet feitas por autores como Lèvy, Jenkins e Prensky. No questionário da pesquisa um dos quesitos era concordar ou discordar, justificando a resposta, com a afirmativa “A internet ocupa muito o meu tempo”. A maioria dos adolescentes da amostra estudada concordou com a afirmativa, apresentando justificativas relacionadas à fuga da realidade, ao isolamento da vida social e a efeitos cognitivos, como a diminuição da leitura e a pouca confiabilidade na internet como fonte de pesquisa. Os adolescentes dessa “geração touch”, sempre ligada aos celulares conectados à internet, que evoluiu no uso das tecnologias digitais da interação para a integração, dimensionam o tempo de uma forma nova. Cumpre à educação saber lidar com ela e às instituições que formam professores prepará-los para esse fascinante desafio que é educá-la.

Palavras-chave:
adolescência; tempo; internet; desenvolvimento humano; interação social

Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Educar em Revista, Setor de Educação - Campus Rebouças - UFPR, Rua Rockefeller, nº 57, 2.º andar - Sala 202 , Rebouças - Curitiba - Paraná - Brasil, CEP 80230-130 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: educar@ufpr.br