Corpos e vozes femininas: educação e resistência no cinema argentino

Natacha Muriel López Gallucci Sobre o autor

RESUMO

A história audiovisual das mulheres na Argentina coloca em perspectiva os marcadores formais, temáticos e estilísticos por trás da performance. A visão da realidade, os usos do corpo e os processos de autopoiesis enfatizam processos estéticos subjetivos que transcendem ao plano social através da midiatização acústica e visual. Certamente, as histórias do teatro, do rádio e do cinema argentino não têm outorgado a merecida atenção a esses processos formativos artísticos e de educação do corpo dentro do contexto da história das mulheres. O corpo, na representação fílmica, apresenta um aspecto histórico pouco estudado, que forma parte de uma estética de resistência de gênero sociocultural. São esses processos os que resignificam toda nossa compreensão acerca das políticas de representação na Argentina, do visível e do audível nas primeiras três décadas do século XX.

Palavras-chave:
Educação do corpo; Voz; Mulheres; Resistência; Cinema argentino

Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Educar em Revista, Setor de Educação - Campus Rebouças - UFPR, Rua Rockefeller, nº 57, 2.º andar - Sala 202 , Rebouças - Curitiba - Paraná - Brasil, CEP 80230-130 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: educar.ufpr2016@gmail.com educar@ufpr.br