Accessibility / Report Error

A influência da ideologia católica no estado feudal português: a manutenção das condições materiais de produção feudais e suas conseqüências (superestruturais) para a cultura e para a educação

Resumo

Este texto tem por objetivo desvelar a influência que a ideologia católica (superestrutura) teve no desenvolvimento do modo de produção feudal que existia em Portugal e que por extensão se reproduzia em suas colônias além-Atlântico, no caso o Brasil, à época do Mercantilismo. A hegemonia que a Igreja Católica exercia sobre os países ibéricos no processo de produção material e nas relações sociais decorrentes, manifestava-se também na cultura e na educação. Essa concepção "castiça" que emanava do catolicismo romano permeava as instituições escolares da época, como por exemplo a Universidade de Coimbra e a corporação jesuítica. A ideologia de Roma mantinha uma relação imbricada com o Estado feudal português. A ideologia católica influenciou e contribuiu, sensivelmente, no processo histórico-social para o isolamento econômico, social e cultural dos países ibéricos, das conquistas do Mercantilismo e da ciência moderna, mantendo uma prática material e espiritual medievais.


ARTIGOS DE DEMANDA CONTÍNUA

A influência da ideologia católica no estado feudal português: a manutenção das condições materiais de produção feudais e suas conseqüências (superestruturais) para a cultura e para a educação* * Trabalho apresentado à disciplina Planejamento e Organização da Educação Brasileira do Mestrado em Educação da Universidade Federal do Paraná.

Ricardo Antunes de Sá

Professor do Departamento de Planejamento e Administração Escolar da Universidade Federal do Paraná

RESUMO

Este texto tem por objetivo desvelar a influência que a ideologia católica (superestrutura) teve no desenvolvimento do modo de produção feudal que existia em Portugal e que por extensão se reproduzia em suas colônias além-Atlântico, no caso o Brasil, à época do Mercantilismo. A hegemonia que a Igreja Católica exercia sobre os países ibéricos no processo de produção material e nas relações sociais decorrentes, manifestava-se também na cultura e na educação. Essa concepção "castiça" que emanava do catolicismo romano permeava as instituições escolares da época, como por exemplo a Universidade de Coimbra e a corporação jesuítica. A ideologia de Roma mantinha uma relação imbricada com o Estado feudal português. A ideologia católica influenciou e contribuiu, sensivelmente, no processo histórico-social para o isolamento econômico, social e cultural dos países ibéricos, das conquistas do Mercantilismo e da ciência moderna, mantendo uma prática material e espiritual medievais.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BASBAUM, L. História sincera da República: das origens até 1889. Rio de Janeiro: Livraria São José, v.1, p. 339. In: RIBEIRO, M. L. História da educação brasileira. 8. ed. São Paulo: Cortez, 1988.

FRANCISCO, F. Mercantilismo e transição. 13. ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.

MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

PORTELLI, H. Gramsci e o bloco histórico. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

SODRÉ, N. W. Síntese de história da cultura brasileira. 16. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

XAVIER, M. E. Capitalismo e escola no Brasil. Campinas : Papirus, 1990.

  • BASBAUM, L. História sincera da República: das origens até 1889. Rio de Janeiro: Livraria São José, v.1, p. 339.
  • In: RIBEIRO, M. L. História da educação brasileira. 8. ed. São Paulo: Cortez, 1988.
  • FRANCISCO, F. Mercantilismo e transição. 13. ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.
  • MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1983.
  • PORTELLI, H. Gramsci e o bloco histórico. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.
  • SODRÉ, N. W. Síntese de história da cultura brasileira. 16. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.
  • XAVIER, M. E. Capitalismo e escola no Brasil. Campinas : Papirus, 1990.
  • *
    Trabalho apresentado à disciplina Planejamento e Organização da Educação Brasileira do Mestrado em Educação da Universidade Federal do Paraná.
  • Datas de Publicação

    • Publicação nesta coleção
      06 Mar 2015
    • Data do Fascículo
      Dez 1996
    Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná Educar em Revista, Setor de Educação - Campus Rebouças - UFPR, Rua Rockefeller, nº 57, 2.º andar - Sala 202 , Rebouças - Curitiba - Paraná - Brasil, CEP 80230-130 - Curitiba - PR - Brazil
    E-mail: educar@ufpr.br