Política e educação em Hannah Arendt: distinções, relações e tensões

Politics and education in Hannah Arendt: distinctions, relations and tensions

Politique et education chez Hannah Arendt: distinctions, relations et tensions

José Sérgio Fonseca de Carvalho Sobre o autor

Em seu ensaio sobre a crise da educação, Arendt afirma a necessidade de se estabelecer um divórcio entre os domínios da educação e da vida política. Trata-se de uma afirmação polêmica, cuja compreensão exige o recurso à complexa teia conceitual em que tal posição se ancora. Este artigo se propõe a elucidar o significado dessa cisão, argumentando que ela não deve ser tomada como uma afirmação do caráter apolítico da educação, mas sim como um esforço para criar distinções e marcar as especificidades tanto da política, entendida como forma de organização da vida comum, quanto da educação, concebida como processo de iniciação em um mundo comum. Por fim, ele procura ressaltar uma dimensão ausente nas reflexões de Arendt e que diz respeito ao sentido político da experiência escolar.

Filosofia da educação; Política; Educação; Arendt


Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br