Redes de relações sociais e acesso ao emprego entre os jovens: o discurso da meritocracia em questão

Social networks and access to employment among youths: questioning the meritocracy discourse

Este trabalho consiste em analisar a trajetória de inserção profissional dos egressos do ensino superior, enfatizando as formas de acesso empregadas pelos jovens para alcançar um emprego, relacionando-as às redes de relações sociais. O discurso em voga, sobretudo proveniente dos arautos das agências de consultoria de recursos humanos, enfatiza o aumento da qualificação como antídoto contra o desemprego. O estudo se pauta nos dados obtidos para elaboração de tese de doutorado. Os resultados da pesquisa apontam três modos predominantes de acesso ao emprego: "intermédio da família", "intermédio dos amigos" e "concurso público". Nesse sentido, a garantia de estabilidade no emprego representada pelo ingresso no setor público e as formas particularistas são as que se destacam, o que contraria o discurso da excelência da competitividade como fator determinante na conquista e permanência no emprego.

Jovens; Graduados; Inserção profissional; Redes sociais; Emprego


Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br