Formas de reconhecimento e força intersubjetiva de grupo

Ways of recognition and group intersubjective power

Formes des reconnaissances et force intersubjective de groupe

Claudio Almir Dalbosco Sobre o autor

RESUMO

O ensaio busca justificar a intersubjetividade do grupo como formação humana solidária e cooperativa. Aborda o reconhecimento como força motriz de formação do grupo, deixando claro que é por meio do reconhecimento alcançado no grupo social que o ser humano confirma valores centrais à formação de sua individualidade, como autoconfiança, autorrespeito e autoestima. Na sequência, volta-se para os traços da idealização metódica de grupo delineada por Axel Honneth com base na noção de objeto transicional de Donald Winnicott. Por fim, faz um ingresso pontual em um pequeno texto de Piaget, escrito ainda na metade dos anos trinta do século passado. Por ver no grupo a força motriz do desenvolvimento da condição natural de cooperação e ajuda recíproca da criança, Piaget antecipa uma ideia importante da teoria honnethiana do reconhecimento.

Palavras Chave:
Formação humana; Formas de reconhecimento; Objeto transicional; Intersubjetividade de grupo

Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br