INFÂNCIA E COLEÇÃO: EXPERIÊNCIA E PROFANAÇÃO EM WALTER BENJAMIN * * Título do projeto da pesquisa Cultura da criança e modernidade: experiência e infância em Walter Benjamin, a que se vincula o artigo. Fonte de financiamento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Processo nº 2013/21152-3, e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Processo nº BEX 7915/14-4.

Childhood and collection: experience and profanity in Walter Benjamin

Enfance et collection: expérience et profanation dans walter benjamin

Eduardo Oliveira Sanches Divino José da Silva Sobre os autores

RESUMO:

Este estudo teve por objetivo compor uma trajetória que demonstrasse como as figuras da criança e do colecionador encontram afinidades na filosofia benjaminiana. Elas compartilham a profanação como uma conduta na ordenação das coisas do mundo, o olhar desviante na escolha dos objetos e uma mentalidade que consegue compor relatos e narrativas com um repertório de imagens que se aproxima da estética do mundo onírico. Há nelas uma razão sensível que transforma em profano o mundo consagrado ao capital e, assim, produz um contexto de experiências radical, pois faz história dos restos da história. É dessa perspectiva que a criança e o colecionador se apropriam de objetos e situações e os profanam, fazendo-os funcionar em sentidos diversos daqueles que oficialmente lhes são atribuídos. Nisso consiste a potência transformadora da profanação que configura novas experiências e sentidos para a vida e para o contexto das relações pedagógicas.

Palavras-chave:
Infância; Brincadeira; Coleção; Profanação; Walter Benjamin

Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br