O processo de bolonha e a intensificação do trabalho na universidade: entrevista com Josep M. Blanch

The bologna process and the intensification of university professors' work: interview with Josep M. Blanch

Este texto, dividido em duas partes, focaliza o Processo de Bolonha e suas repercussões sobre o trabalho dos professores de universidades europeias, com destaque para o processo de intensificação do trabalho desses docentes. Similarmente ao ocorrido no Brasil, a partir do predomínio do chamado "Modelo CAPES de Avaliação e Fomento", os professores europeus sentem o peso e os efeitos do denominado "produtivismo acadêmico". A parte central do texto reproduz entrevista concedida pelo professor Josep M. Blanch,1 da Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). Suas reflexões e revelações a respeito da implementação de Bolonha na UAB, em particular, e nas universidades europeias, em geral, servem como efeito-demonstração da implantação e da (pré)visualização dos resultados de um processo caracterizado pela heteronomia. Também compõe o texto uma breve apresentação, por meio da qual se visa contextualizar a temática da entrevista.

Processo de Bolonha; Intensificação do trabalho docente; Produtivismo acadêmico


Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br