ARTHUR RAMOS E DURVAL MARCONDES: higiene mental, psicanálise e medicina aplicadas à educação nacional (1930-1950)

ARTHUR RAMOS AND DURVAL MARCONDES: mental hygiene, psychoanalysis and medicine applied to national education (1930-1950)

ARTHUR RAMOS ET DURVAL MARCONDES : l'hygiène mentale, la psychanalyse et la médecine appliquées à l'éducation nationale (1930-1950)

Ronaldo Aurélio Gimenes Garcia Sobre o autor

No presente artigo procuraremos analisar criticamente a proposta das clínicas de higiene mental escolar criadas nas primeiras décadas do século XX por Durval Marcondes em São Paulo e Arthur Ramos no Rio de Janeiro. O objetivo das clínicas escolares era receber as crianças tidas como incapazes de aprender. O estudo das respectivas propostas de intervenção na escola por meio da higiene mental e da psicanálise nos permitiu identificar o conceito de infância, família e educação. A pesquisa desenvolvida utilizou como fonte a produção intelectual dos autores a partir de obras publicadas. O resgate do pensamento e da prática de Marcondes e Ramos é uma forma de retomar a memória intelectual daquele período histórico, especialmente, do campo do conhecimento da história e da educação.

História da educação; Arthur Ramos; Durval Marcondes; Psicanálise; Higiene mental


Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br