Platão contra as pretensões educativas da poesia homérica

Plato against the educational pretensions of homeric poetry

Este artigo procura rediscutir a crítica platônica à poesia de Homero, sustentando a tese de que tal debate é mais pertinente à filosofia da educação do que à teoria da arte, ao contrário do que por vezes se supõe. O afrontamento de Platão à tradição educativa da poesia, tão solidamente instalada na cultura grega, justifica-se acima de tudo pelas exigências inerentes à educação da alma, tal como a concebe o autor. Desse modo, em lugar de uma "teoria platônica da arte", parece mais pertinente falar numa "teoria platônica da educação", na qual a arte ocupa um lugar importante. A reconstituição da argumentação de Platão em relação ao tema baseia-se nos Livros III e X da República.

Platão; Poesia homérica; Educação grega


Centro de Estudos Educação e Sociedade - Cedes Av. Berttrand Russel, 801 - Fac. de Educação - Anexo II - 1 andar - sala 2, CEP: 13083-865, +55 12 99162 5609, Fone / Fax: + 55 19 3521-6710 / 6708 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: revistas.cedes@linceu.com.br