Processo de socialização e promoção da Cultura de Paz na perspectiva de policiais militares

Socialization process and promotion of a Culture of Peace from the perspective of Military Police Officers

Letícia de Sousa MOREIRA Angela Maria Cristina Uchoa de Abreu BRANCO Sobre os autores

Resumo

Conflitos violentos têm protagonizado grandes tragédias em todo o mundo. Isso ocorre porque a sociedade promove práticas culturais onde competição, agressão e violência são toleradas e mesmo incentivadas. A Cultura de Paz está intrinsecamente relacionada à cooperação e à resolução não violenta dos conflitos. Considerando o contexto da Polícia Militar, este estudo objetivou analisar e compreender a complexidade dos conceitos e valores de violência, paz e Cultura de Paz apresentados por policiais militares. A pesquisa qualitativa realizou entrevistas semiestruturadas com seis policiais militares, quatro homens e duas mulheres, e o procedimento de análise seguiu o modelo construtivo-interpretativo. Observou-se que os policiais militares têm dificuldades com o tema da Cultura de Paz e em conceituar e admitir a existência de conflitos positivos. Além disso, não se reconhecem como agentes promotores da Paz nos diversos contextos em que atuam, mas a isto se dispõem após refletirem sobre o tema.

Palavras-chave:
Cultura de paz; Polícia militar; Socialização; Valores Sociais

Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica de Campinas Núcleo de Editoração SBI - Campus II, Av. John Boyd Dunlop, s/n. Prédio de Odontologia, 13060-900 Campinas - São Paulo Brasil, Tel./Fax: +55 19 3343-6875 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: estudosdepsicologia@puc-campinas.edu.br