Fitopatologia Brasileira, Volume: 29, Número: 2, Publicado: 2004
  • Colonização de raízes de plantas daninhas cultivadas in vitro e em vasos por Ralstonia solanacearum, biovares 1, 2 e 3 Artigos

    Miranda, Edin F. Orozco; Takatsu, Armando; Uesugi, Carlos H.

    Resumo em Português:

    No presente trabalho, a colonização de raízes de espécies de plantas daninhas por estirpes das biovares 1, 2 e 3 de Ralstonia solanacearum foi avaliada in vitro e em casa de vegetação. Na condição in vitro, sementes foram submetidas à quebra de dormência, desinfestadas e semeadas em meio de cultura Murashige & Skoog (MS) modificado. A bactéria foi inoculada, colocando uma porção da massa no meio MS ao lado das plântulas. A colonização de raízes foi avaliada visualmente de acordo com a concentração de bactérias ao redor e na extensão das raízes e comparada a uma escala diagramática que variou de 1 a 4. Foi analisada a área abaixo da curva de colonização de raízes. Em casa de vegetação, populações de seis variantes das mesmas biovares foram quantificadas a partir de raízes de plantas daninhas. A bactéria foi inoculada nas raízes sem ferimentos, vertendo-se 100 ml da suspensão bacteriana na concentração de aproximadamente 10(8) ufc/ml por vaso. A avaliação foi feita aos 35 dias após a inoculação através do plaqueamento dos extratos diluídos das raízes e contagem posterior das colônias. Foram observados diferentes sintomas e níveis de colonização de raízes pela bactéria nas espécies de plantas estudadas. Os dois métodos permitiram o estudo da colonização de raízes com resultados análogos, sugerindo que ambos permitem obter resultados similares. Entretanto, a técnica in vitro é promissora como método auxiliar para a avaliação da colonização radicular de grande número de espécies botânicas por diferentes isolados de R. solanacearum.

    Resumo em Inglês:

    The colonization of weed roots by strains of biovars 1, 2 and 3 of Ralstonia solanacearum was evaluated in vitro and in greenhouse conditions. In vitro, seed dormancy was broken, disinfested and sown in modified Murashige & Skoog (MS) culture medium in test tubes. The bacteria were inoculated by transferring a portion of the mass on the MS medium adjacent to the seedlings. Root colonization was evaluated visually, according to the concentration of bacteria around and along the length of the roots and compared with a diagram scale with scores ranging from 1 to 4. The area under the curve of root colonization (AUCRC) was calculated and analyzed. In the greenhouse, populations of six variants of the same biovars were quantified from the roots of the weeds. Plants were inoculated without wounding the roots, by pouring 100 ml of bacterial suspension (10(8) cfu/ml) per pot. Evaluation was done 35 days after inoculation, by plating diluted root extracts and counting the colonies. In the plants species studied, different symptoms and root colonization levels by the bacteria were observed. Although the two methods yielded similar results, the in vitro technique is promising as an auxiliary method of evaluation for root colonization of large numbers of botanic species by different strains of R. solanacearum.
  • Fungitoxicidade, atividade elicitora de fitoalexinas e proteção de pepino contra Colletotrichum lagenarium, pelo extrato aquoso de Eucalyptus citriodora Artigos

    Bonaldo, Solange M.; Schwan-Estrada, Kátia R. F.; Stangarlin, José R.; Tessmann, Dauri J.; Scapim, Carlos A.

    Resumo em Português:

    Compostos secundários presentes em plantas medicinais podem desempenhar funções importantes em interações planta-patógeno, através de ação antimicrobiana direta ou ativando mecanismos de defesa de outras plantas que venham a ser tratadas com esses compostos. Com o objetivo de verificar o potencial de eucalipto (Eucalyptus citriodora) no controle alternativo de antracnose em pepino (Cucumus sativus), extrato aquoso (EA) desta essência florestal, autoclavado ou não autoclavado, nas concentrações de 0,1, 1, 5, 10, 15, 20 e 25% foi utilizado nos seguintes ensaios: indução de fitoalexinas em mesocótilos estiolados de sorgo (Sorghum bicolor) e em cotilédones de soja (Glycine max); fungitoxicidade in vitro sobre conídios de Colletotricum lagenarium; indução de resistência local ou sistêmica em plantas de pepino. Água e Bion foram utilizados como tratamentos controle. Os resultados indicaram que os EAs autoclavados e não autoclavados induziram a síntese de fitoalexinas em sorgo a partir da concentração de 1%. Em soja ocorreu síntese de gliceolina a partir de 10% e 15% dos EAs autoclavados e não autoclavados, respectivamente. Houve inibição total na germinação de esporos e formação de apressórios de C. lagenarium em concentrações de 20% e 1% do EA autoclavado, respectivamente. Para o extrato não autoclavado houve 75% de inibição da germinação de esporos em 25% do EA e inibição total da formação de apressórios em 15% do EA. Baseado no parâmetro tamanho de lesão, o extrato aquoso de E. citriodora, não autoclavado, apresenta potencial para induzir resistência local em pepino contra C. lagenarium.

    Resumo em Inglês:

    Secondary compounds present in medicinal plants can play important roles in plant-pathogen interactions, through immediate antimicrobial action or by inducing a defence mechanism in other plants that may be treated with such compounds. With the objective of verifying the potential of Eucalyptus citriodora in the alternative control of anthracnose in cucumber (Cucumus sativus), aqueous extract (AE) of this forest essence, autoclaved or unautoclaved, in concentrations of 0,1, 1, 5, 10, 15, 20 e 25% was used in the following experiments: induction of phytoalexins in sorghum (Sorghum bicolor) etiolated mesocotyls and soybean (Glycine max) cotyledons; fungitoxicity in vitro against Colletotrichum lagenarium conidia; local or systemic induction of resistance in cucumber plants. Water and Bion were used as control treatments. The results indicated that the autoclaved and unautoclaved AE induced phytoalexin synthesis in sorghum starting from the concentration of 1%. In soybean, gliceollin synthesis took place in 10% and 15% of the autoclaved and unautoclaved AEs, respectively. There was total inhibition in the spores germination and apressoria formation in concentrations of 20% and 1% of the autoclaved AE, respectively. As for the unautoclaved extract, there was 75% inhibition of the spores germination in 25% of AE and total inhibition in the apressoria formation in 15% of AE. Based on the parameter size of lesion, the unautoclaved aqueous extract of E. citriodora could potentially induce local resistance in cucumber against C. lagenarium.
  • Inibidor de tripsina em raízes de Eucalyptus urophylla Artigos

    Tremacoldi, Célia R.; Pascholati, Sérgio F.

    Resumo em Português:

    As raízes de eucalipto (Eucalyptus urophylla) podem estar associadas a fungos como Pisolithus tinctorius, formando uma simbiose conhecida como ectomicorriza, mas também podem estar colonizadas por fungos patogênicos, como Rhizoctonia solani, agente causal do tombamento de plantas em viveiros. O objetivo deste trabalho foi verificar a presença de atividade inibitória de tripsina, uma serino-protease, em raízes de E. urophylla e a atividade de tripsina em filtrados desses fungos. Alíquotas de extrato protéico bruto de raízes de E. urophylla e frações protéicas parcialmente purificadas por cromatografia de exclusão molecular, do tipo Sephacryl S-100-HR, foram testadas para atividade inibitória de tripsina. Proteínas do extrato ou das frações, quando incubadas com o substrato BAPNA (a-benzoil-arginina-p-nitroanilida) e tripsina comercial na presença de tampão Tris-HCl 0,1 M (pH 8,0), resultou em atividade de inibidor de tripsina ao redor de 80%. Filtrados de meios de cultura de P. tinctorius e R. solani foram parcialmente purificados em cromatografia de exclusão molecular, porém atividade de tripsina sobre o substrato BAPNA não foi verificada em nenhuma das frações. Portanto, não foi possível estabelecer uma correlação direta entre o inibidor da planta e proteases dos fungos. Os resultados apresentados abrem novas perspectivas para o estudo dessas proteínas nas interações entre patógenos e simbiontes para espécies de eucalipto.

    Resumo em Inglês:

    Roots of eucalyptus (Eucalyptus urophylla) can be associated with fungi such as Pisolithus tinctorius, thus forming an ectomycorrhiza, or be colonized by pathogenic fungi, such as Rhizoctonia solani, agent of damping-off in nursery plants. The objective of this work was to verify the presence and activity of trypsin inhibitor, a serino-protease, in roots of E. urophylla and the activity of trypsin in filtrate of these fungi. The crude protein extract from roots and fractions partially purified by molecular sieving chromatography, using Sephacryl S-100-HR, was tested for trypsin inhibitory activity. The protein extracts or fractions, when incubated with BAPNA (a-benzoyl-arginyl-p-nitroanilide) as substrate, in presence of 0.1 M Tris-HCl buffer (pH 8,0), showed activity of trypsin inhibitor around 80%. Culture filtrates from P. tinctorius and R. solani isolates were also semi-purified by chromatography; however, no trypsin activity on BAPNA substrate was observed. Due to this, it was impossible to establish a direct correlation between the plant inhibitor and potential fungal proteases. The results presented here open new perspectives for the study of proteins in the interactions between pathogens and symbionts with eucalyptus species.
  • Dispersão vertical e horizontal de conídios de Stenocarpella macrospora e Stenocarpella maydis Artigos

    Casa, Ricardo T.; Reis, Erlei M.; Zambolim, Laércio

    Resumo em Português:

    Em experimentos conduzidos no campo, quantificaram-se a dispersão vertical e horizontal dos conídios de Stenocarpella maydis e S. macrospora liberados de palha de milho (Zea mays) naturalmente infetada. Verificou-se que 93% do número total de conídios de S. maydis e 88% de S. macrospora foram capturados durante o dia, diferindo estatisticamente do período noturno. O número de conídios de S. maydis e S. macrospora capturados no ar foi inversamente proporcional à distância da posição vertical e horizontal das armadilhas da fonte de inóculo. Os conídios foram capturados até uma altura de 2 m acima e distantes 120 m da fonte de inóculo. No entanto, em ambos experimentos, a freqüência e o número de esporos coletados foram maiores até 25 cm acima e 20 m distante da fonte de inóculo. Além disto, a dispersão dos conídios isolados ou agrupados no cirro, ocorreu livremente no ar, não necessitando estarem veiculados a gotículas d'água.

    Resumo em Inglês:

    Experiments were carried out in the field to quantify airborne dispersal of Stenocarpella maydis and S. macrospora conidia from naturally infected corn (Zea mays) straw. The data indicated that 93% and 88% of the total number of sampled conidia of S. maydis and S. macrospora, respectively, were trapped during the day, differing statistically from the night period. The number of sampled conidia of both fungi, was inversely proportional to the vertical and horizontal distance of spore traps from the inoculum source. Conidia were collected up to a height of 2.0 m and up to 120.0 m from the inoculum source. In both experiments, the frequency and the number of collected spores were the highest at a height of 25.0 cm and at a distance of 20.0 m from the inoculum source. Conidia was dispersed in the air as individual spores and/or grouped in cirri and not essentially associated to rain splashes.
  • Molecular characterization of Brazilian Dicyma pulvinata isolates Articles

    Tavares, Eder T.; Tigano, Myrian S.; Mello, Sueli C. M.; Martins, Irene; Cordeiro, Celia M. T.

    Resumo em Português:

    Quarenta e nove isolados brasileiros de Dicyma pulvinata foram analisados quanto a características morfológicas, análises de RFLP, RAPD e AFLP. Este fungo é um micoparasita do Microcyclus ulei, o agente causal da mais importante doença da seringueira (Hevea brasiliensis), o mal-das-folhas. Estes isolados foram comparados com isolados indianos obtidos a partir de lesões de Cercosporidium sp., com um isolado proveniente da França obtido a partir de lesões de Cladosporium fulvum e com um isolado de D. ampullifera proveniente de Papua-Nova Guiné. A análise de parâmetros morfológicos confirmou a identificação dos isolados brasileiros. As representações gráficas das matrizes de distância de cada marcador molecular mostraram resultados semelhantes. Os isolados de D. pulvinata obtidos de M. ulei mostraram-se intimamente relacionados. Por outro lado, os isolados - referência, incluídos nestes estudos, mostraram-se bastante dispersos. De acordo com a análise de variância molecular, considerando todos os marcadores, os isolados de D. pulvinata obtidos de M. ulei, apresentaram diferença significativa entre isolados procedentes de áreas de cultivo de seringueira favoráveis à ocorrência do mal-das-folhas (regiões norte e nordeste do Brasil) e aqueles de áreas de escape da doença (Mato Grosso).

    Resumo em Inglês:

    Forty-nine Brazilian Dicyma pulvinata isolates were examined by morphological traits and RFLP, RAPD and AFLP analyses. This fungus is a mycoparasite of Microcyclus ulei, the causal agent of the most devastating rubber (Hevea brasiliensis) disease, known as "South American Leaf Blight" (SALB). These isolates were compared with an Indian isolate from Cercosporidium sp., and a French isolate from Cladosporium fulvum. They were also compared with Dicyma ampullifera from Papua New Guinea. The morphological parameters analyzed confirmed the identification of the Brazilian isolates. The graphic representations of the distance matrices of each molecular marker showed similar results. Dicyma pulvinata isolates from M. ulei were closely related, whereas the reference isolates examined were dispersed. Among the D. pulvinata isolates obtained from M. ulei, a significant pairwise distance was obtained, for all the molecular markers, between the isolates from the areas favorable to the occurrence of SALB (North and Northeast of Brazil) and the region of escape for the disease (Mato Grosso State).
  • Reação de cultivares de batata à podridão mole causada por Pectobacterium carotovorum subsp. atrosepticum, por P. carotovorum subsp. carotovorum e por P. chrysanthemi Artigos

    Benelli, Adilce I. H.; Denardin, Norimar D.; Forcelini, Carlos A.; Duarte, Valmir

    Resumo em Português:

    A podridão mole em tubérculos de batata (Solanum tuberosum), causada por Pectobacterium carotovorum subsp. atrosepticum, por Pectobacterium carotovorum subsp. carotovorum e por P. chrysanthemi, é uma preocupante doença que causa danos expressivos à cultura em todo o mundo. Como inexiste tratamento eficiente para a podridão mole, o desenvolvimento de cultivares resistentes é considerado o método mais eficaz para a redução de perdas causadas pela doença. Nesse sentido, quatro cultivares de batata foram avaliados quanto à resistência natural às pectobactérias, mediante redução de massa de tubérculos após 20, 24, 48, 72 e 96 h de inoculação com suspensões bacterianas. O delineamento experimental constou de um esquema fatorial com quatro cultivares, três bactérias e quatro repetições. Os resultados foram transformados em proporção e integralizados como área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Para as três bactérias estudadas, a cultivar Asterix mostrou-se o menos suscetível à podridão mole, diferindo significativamente dos demais.

    Resumo em Inglês:

    Soft rot caused by Pectobacterium carotovorum subsp. atrosepticum, Pectobacterium carotovorum subsp. carotovorum and P. chrysanthemi is a severe disease of potato (Solanum tuberosum) worldwide. Since there is no efficient treatment for soft rot, the use of resistant cultivars is considered the most effective method to reduce crop losses due to this disease. In this research, four potato cultivars were evaluated regarding their resistance to pectobacteria. Tubers inoculated with bacterial suspensions were assessed for mass reduction at five periods (20, 24, 48, 72, and 96 h) after inoculation. The experimental design consisted of a factorial scheme with four cultivars, three bacteria, and four replications. The data on tuber mass loss were transformed into proportion and integrated as the area under the disease progress curve. For all three bacteria, the cultivar Asterix was the less susceptible to soft rot and differed significantly from the others.
  • Identidade e propriedades de isolados de potyvírus provenientes de Capsicum spp. Artigos

    Truta, Adriana A.C.; Souza, Ana R. R. e; Nascimento, Ana V. S. do; Pereira, Rita de Cássia; Pinto, Cleide M.F.; Brommonschenkel, Sérgio H.; Carvalho, Murilo G. de; Zerbini, F. Murilo

    Resumo em Português:

    Vinte isolados virais provenientes de Capsicum spp. foram coletados em Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro visando definir a etiologia dos mosaicos. Para a caracterização biológica realizou-se teste de gama de hospedeiros e inoculação em cultivares diferenciadoras de pimentão (Capsicum annuum). Dois isolados provenientes de batata (Solanum tuberosum) (PVY N-BR e PVY O-BR) foram utilizados como controles. Os resultados indicaram considerável grau de variabilidade biológica entre os isolados, embora todos tenham sido identificados preliminarmente como Potato virus Y (PVY). A reação das cultivares diferenciadoras classificou os isolados como patótipo 1 ou 1.2 de PVY. Anti-soros foram produzidos a partir de partículas virais purificadas de um isolado fraco e um forte. O uso desses anti-soros em ELISA indireto levou a resultados positivos contra os isolados testados. Os anti-soros reagiram também contra PVY N-BR e PVY O-BR, embora este último tenha apresentado reação mais fraca. Para caracterização molecular, seqüenciaram-se os genes da polimerase (NIb) e da proteína capsidial (cp), e da região 3' não-traduzida (3'NTR) de isolados biologicamente distintos. A análise filogenética confirmou a identidade de seis isolados como Pepper yellow mosaic virus (PepYMV), um potyvírus descrito recentemente infetando pimentão no Brasil. Esse resultado sugere que o PepYMV pode ser a espécie de potyvírus predominante em Capsicum spp. no Brasil. O fato de isolados de PepYMV apresentarem gama de hospedeiros semelhante à do PVY, e de os dois vírus apresentarem relacionamento sorológico, ressalta a utilidade da análise molecular para a classificação de potyvírus provenientes de Capsicum spp.

    Resumo em Inglês:

    Twenty isolates were obtained from Capsicum spp. plants in the states of Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo and Rio de Janeiro. The isolates were biologically characterized using a host range assay and inoculation into a series of differential sweetpepper (Capsicum annuum) cultivars. Two isolates from potato (Solanum tuberosum) (PVY N-BR e PVY O-BR) were used as controls. The isolates displayed a high degree of biological variability, although they were all preliminarly identified as Potato virus Y (PVY). The reaction in the differential cultivars enabled the classification of the isolates as pathotypes 1 or 1.2 of PVY. The production of antiserum was carried out using purified virions of one mild and one severe isolate. Using these antisera in indirect ELISA, positive reactions against all the isolates were observed. The antisera also reacted against PVY N-BR and PVY O-BR, although the latter reacted weakly. For molecular characterization, the polymerase (NIb) and capsid protein (cp) genes and the 3' non-translated region (3'NTR) of biologically distinct isolates were cloned and sequenced. Phylogenetic analysis confirmed the identity of six isolates as Pepper yellow mosaic virus (PepYMV), a potyvirus recently described infecting sweet pepper (Capsicum annuum) in Brazil. This result suggests that PepYMV could be the predominant potyvirus causing mosaic in Capsicum species in Brazil. Since PepYMV isolates have host ranges similar to PVY (including the reaction in differential cultivars), and the two viruses cross-react serologically, the usefulness of the molecular analysis is demonstrated in the identification of potyviruses from Capsicum spp.
  • Tolerância de híbridos e de clones de porta-enxertos de citros à infecção de raízes por Phytophthora nicotianae Artigos

    Medina Filho, Herculano P.; Bordignon, Rita; Siqueira, Walter J.; Feichtenberger, Eduardo; Carvalho, Marli R. T.

    Resumo em Português:

    Estudaram-se clones de porta-enxertos de citros (Citrus spp.), híbridos e genitores quanto à tolerância das raízes a Phytophthora nicotianae através de inoculações em substrato de argila expandida. Investigaram-se progênies nucelares dos clones Poncirus trifoliata 'Rich 16-6', citrumelo 'Swingle' (C. paradisi x P. trifoliolata ), tangerinas 'Cleópatra' (Citrus reshni) e 'Suen Kat' (C. sunki), limão'Volkameriano' (C. volkameriana), dos genitores tangerina 'Sunki' (C. sunki) (S), limão 'Cravo' (C. limonia) (C), laranja 'Azeda' (C. aurantium) ((A), Poncirus trifoliata 'Davis A' (T), e progênies nucelares de híbridos entre eles, totalizando 2303 plântulas. Avaliou-se a taxa de sobrevivência, redução de raízes e partes aéreas, peso de raízes e de partes aéreas, diâmetro do caule e altura, comparando-se plântulas inoculadas e não inoculadas. Atribuíram-se também notas subjetivas para volume de raízes, enfolhamento, coloração das folhas e altura. Desenvolveu-se um índice total de redução (ITR) baseado na taxa de sobrevivência e nos parâmetros mencionados. Mostraram-se altamente tolerantes os trifoliatas 'Davis A' e 'Rich 16-6', o citrumelo 'Swingle', três híbridos TxS, dois SxT e dois SxA, com ITR < 20%. Laranja 'Azeda', tangerina 'Suen Kat', limões 'Cravo' e 'Volkameriano', oito híbridos TxS, quatro SxT, dois TxA e um SxA mostraram-se tolerantes, com ITR entre 20 e 40%. Três híbridos SxA mostraram-se moderadamente tolerantes, com ITR entre 40 e 60%. Tangerinas 'Sunki' e 'Cleópatra', dois híbridos SxA, um TxA e dois SxC mostraram-se intolerantes, com ITR entre 60 e 80%. Cinco híbridos SxC mostraram-se altamente intolerantes, com ITR > 80%. A metodologia de inoculação e avaliação discriminou com precisão progênies nucelares dos clones e dos híbridos, evidenciando o potencial de seleção principalmente dos híbridos SxT e recíprocos.

    Resumo em Inglês:

    Clones of citrus rootstocks, hybrids and their parents were evaluated for tolerance to root rot incited by Phytophthora nicotianae. It were evaluated 'Rich 16-6' Trifoliate orange (Poncirus trifoliata), citrumelo 'Swingle' (C. paradisi x P. trifoliolata), 'Cleopatra' (Citrus reshni) and 'Suen Kat' (C. sunki) mandarins, 'Volkamer' lemon (C. volkameriana), the parents 'Sunki' mandarin (C. sunki) (S), Rangpur lime (C. limonia) (C), Sour orange (C. aurantium) (A) and 'Davis A' Trifoliate orange (T), and the nucellar progenies of hybrids between them, in a total of 2303 seedlings maintained in expanded clay. Tolerance was determined by survival rate, root and shoot growth reduction, root and shoot weight, stem diameter, plant height, visual ratings of root volume, shoot growth, leaf color and plant height comparing inoculated with non inoculated plants. A Total Reduction Index (ITR) based on survival rate and all the other parameters ranked clones and their hybrids. Trifoliate oranges, 'Swingle' citrumelo, three hybrids TxS, two SxT and two SxA performed as highly tolerant with ITR < 20%. Sour orange, 'Suen Kat' mandarin, 'Volkamer' lemon, Rangpur lime, eight hybrids TxS, four SxT, two TxA and one SxA were tolerant with ITR between 20 and 40%. Three hybrids SxA were moderately tolerant, with ITR between 40 and 60%. 'Sunki' and 'Cleopatra' mandarins, two hybrids SxA, one TxA and two SxC were intolerant, with ITR ranging from 60 to 80%. Five SxC hybrids were highly intolerant with ITR values > 80%. The methodology of inoculation and evaluation discriminated with good precision different levels of tolerance of nucellar progenies of clones and hybrids showing their selection potential, specially of the SxT hybrids and reciprocals.
  • Escala diagramática para a quantificação do complexo de doenças foliares de final de ciclo em soja Artigos

    Martins, Mônica C.; Guerzoni, Rodrigo A.; Câmara, Gil M. de S.; Mattiazzi, Patrícia; Lourenço, Sílvia A.; Amorim, Lilian

    Resumo em Português:

    A ocorrência das doenças foliares de final de ciclo em soja (Glycine max) causadas pelos fungos Septoria glycines e Cercospora kikuchii é facilmente observada no campo. Entretanto, são necessárias informações precisas sobre a quantificação de danos e perdas na produtividade. A falta de um método padrão de quantificação visual para essas doenças pode levar a estimativas imprecisas da severidade das mesmas, induzindo a conclusões erradas. Com o objetivo de elaborar uma escala diagramática para quantificar a severidade dessas doenças, foram coletadas em campo, folhas apresentando diferentes níveis de severidade. A área de cada folha e sua correspondente severidade foram determinadas e, obedecendo-se a "Lei do estímulo de Weber-Fechner", foi elaborada uma escala com os níveis de severidade de doença: 2,4; 15,2; 25,9; 40,5 e 66,6%. A validação foi realizada por nove avaliadores, sem experiência na avaliação das doenças de final de ciclo, os quais estimaram a severidade de 30 folhas de soja com sintomas destas doenças. A precisão das avaliações variou de acordo com o avaliador (0,84<R²<0,65), bem como a acurácia (0,00<a<3,40; 0,90<b<1,29), não ocorrendo erro sistemático na superestimativa ou subestimativa da doença entre os avaliadores, demonstrando que a escala desenvolvida é adequada para a avaliação das doenças de final de ciclo em soja.

    Resumo em Inglês:

    The occurrence of late season leaf diseases in soybean (Glycine max) caused by the fungi Septoria glycines and Cercospora kikuchii are easily identified in field. However, there is a need for more precise information to quantify damage and yield losses. The lack of a standardized visual method may lead to inaccurate estimates of severity and innaccurate conclusions. With the purpose of elaborating a diagrammatic scale to assess these diseases, leaves with different levels of severity were collected in the field. The area of each leaf and its correspondent severity were determined, and following the "Stimulus Law by Weber-Fechner", a scale was elaborated with severity levels: 2.4, 15.2, 25.9, 40.5 and 66.6%. Validation was carried out by nine appraisers, without previous practice in assessing late season leaf diseases, who estimated the severity on 30 leaflets of soybean (Glycine max) with disease symptoms. The variance found among appraisers (0.84<R²<0.65), and accuracy (0.00<a<3.40; 0.90<b<1.29), did not constitute systematic mistakes in over or underestimating the severity of disease. The developed diagrammatic scale is, therefore, appropriate to quantify late soybean season disease severity
  • Efeito do silício no controle da cercosporiose em três variedades de cafeeiro Comunicações

    Pozza, Adélia A. A.; Alves, Eduardo; Pozza, Edson A.; Carvalho, Janice G. de; Montanari, Marcelo; Guimarães, Paulo T. G.; Santos, Deila M.

    Resumo em Português:

    A cercosporiose do cafeeiro (Coffea arabica), causada por Cercospora coffeicola, é uma das mais importantes doenças na fase de viveiro. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito da aplicação de silício (1 g de CaSiO3 incorporada em 1 kg do substrato utilizado para encher os tubetes) no controle dessa doença em três variedades de cafeeiro (catuaí, mundo novo e icatú) e, determinar quais os possíveis fatores de resistência associados. As plantas com dois pares de folhas foram inoculadas com suspensão de 1,4 x 10(4) conídios de C. coffeicola por ml. Aos sete meses após a inoculação avaliaram-se a porcentagem de folhas lesionadas e o número total de lesões por planta. Após essa avaliação, retiraram-se amostras das folhas para o estudo em Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e Microanálise de Raios-X (MAX). As plantas da variedade catuaí tratadas com silicato, tiveram redução de 63,2% nas folhas lesionadas e de 43% no total de lesões por planta, em relação à testemunha. A MAX e o mapeamento para Si indicaram distribuição uniforme do elemento em toda a superfície abaxial das folhas de cafeeiro nas três variedades tratadas. Nas folhas das plantas não tratadas, o Si foi raramente encontrado. Nas imagens de MEV também foi observada camada de cera bem desenvolvida na superfície inferior das folhas originárias de todas as plantas tratadas, sendo esta mais espessa em catuaí e rara ou ausente nas não tratadas.

    Resumo em Inglês:

    Brown eye spot of coffee (Coffea arabica) is an important nursery disease. The goal of this work was to evaluate the effect of silicon (1 g of CaSiO3 incorporated in 1 kg of substrate used to fill the containers) on the control of this disease in three coffee cultivars, catuaí, mundo novo and icatú, and to determine which resistance factors were stimulated. Young plants with two pairs of leaves were inoculated with a suspension containing 1.4 x 10(4) Cercospora coffeicola conidia.ml-1. Seven months after inoculation the plants were evaluated to determine the percentage of leaves with disease (%) and the total number of lesions per plant. Before the evaluation, leaf samples were studied using a scanning electron microscope and X-ray microanalysis. In the catuaí cultivar treated with silicon, ther was a reduction of 63,2% of leaves with lesions and 43% of total lesions per plant, in relationship the non-treated plants. X-ray microanalysis and mapping of Si showed uniform distribution of elements on all abaxial surfaces of leaves in all the treated cultivars. On leaves of non-treated plants, the Si was rare or absent. Scanning electron microscopy also showed a very well developed wax layer on the lower leaf surfaces of all cultivars, but this layer was thicker in the catuaí cultivar and thin or absent in control plants.
  • Crescimento, esporulação e virulência do inóculo de Cercospora piaropi, agente de biocontrole do aguapé Comunicações

    Ávila, Zilá R. de; Pitelli, Robinson A.

    Resumo em Português:

    O presente ensaio foi realizado com o objetivo de avaliar a produção de biomassa micelial bem como a esporulação de Cercospora piaropi, nos meios líquidos V8, ETD (Extrato de Tomate Diluído) e BD (Batata - Dextrose), em períodos de cultivo de 96, 120, 144 e 168 h, sob agitação constante. Adicionalmente foi avaliado o efeito de períodos de desidratação da biomassa micelial (24, 48, 72, 96 e 120 h) sobre a esporulação. Os inóculos obtidos foram avaliados quanto à severidade da doença em plantas de aguapé (Eichhornia crassipes). De acordo com os resultados, o meio ETD proporcionou maior crescimento micelial em relação aos meios BD e V8, destacando-se o período de 144 h de agitação. Entretanto, o meio V8 induziu esporulação superior do patógeno, quando cultivado por 120 h. Os inóculos obtidos nos meios V8 e ETD causaram maiores valores de severidade da doença. O período de desidratação da biomassa micelial a partir de 72 h favoreceu maior produção de conídios. Não houve efeito do período de desidratação sobre a severidade da doença.

    Resumo em Inglês:

    The current assay was carried out to evaluate the mycelial biomass production and sporulation of Cercospora piaropi in V8, ETD and BD liquid media at incubation periods of 96, 120, 144, and 168 h, under constant agitation. Additionally, the effect of dehydration periods on the sporulation of mycelial biomass at 24, 48, 72, 96 and 120 h was evaluated. The obtained inocula were evaluated according to the severity of the disease on water hyacinth (Eichhornia crassipes) plants. In accordance with the results, the ETD media yielded more mycelial growth than the BD and V8 media, especially after 144 h of agitation. However, the V8 medium induced a higher pathogen sporulation rate, when cultivated for up to 120 h. The obtained inocula produced in V8 and ETD media caused higher values of disease severity. The dehydration period of the mycelial biomass from 72 h was favorable for a higher conidial production. The dehydration period has no effect on disease severit.
  • Utilização de azoxistrobina no controle da antracnose da mangueira Comunicações

    Sales Júnior, Rui; Costa, Frank M. da; Marinho, Rosiane E. M.; Nunes, Glauber H. S.; Amaro Filho, Joaquim; Miranda, Vicente S.

    Resumo em Português:

    A antracnose da mangueira (Mangifera indica), causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides, é um dos fatores limitantes à produção de frutos sadios e comercializáveis. Conhecendo a importância desta enfermidade para a cultura, avaliou-se a eficiência do fungicida azoxistrobina em diferentes doses, comparando-as com diferentes fungicidas já utilizados no controle da antracnose da mangueira. O ensaio constou de dez tratamentos com quatro repetições de três plantas da cv. Tommy Atkins. Os produtos utilizados foram azoxistrobina GrDa 500 g/kg (50; 75; 100 mg.l-1 i.a.) acrescido de nonilfenol etoxilado a 0,05%; azoxistrobina (75 mg.l-1 i.a.) acrescido de óleo mineral parafínico a 0,2 e 0,5%; clorotalonil PM 825 g/kg (1240 mg.l-1 i.a.); benomil PM 500g/kg (500 mg.l-1 i.a.); oxicloreto de cobre PM 588 g/kg (2350 mg.l-1 i.a.); clorotalonil/azoxistrobina (1240/75 mg.l-1 i.a.), alternando-se esses produtos a cada pulverização, e uma testemunha sem pulverizar. Foi realizado um total de seis aplicações com intervalos de 15 dias, sendo estas iniciadas no momento da floração plena da panícula. A avaliação dos frutos foi realizada 20 dias após a última pulverização, sendo coletados 25 frutos/planta. Os mesmos foram acondicionados em caixas de papelão e armazenados a temperatura ambiente durante 15 dias. A avaliação foi realizada com base na incidência e severidade de antracnose nos frutos. O teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis indicou que não houve diferença significativa entre os tratamentos químicos, tendo estes diferido da testemunha. Entretanto, o tratamento azoxistrobina (75 mg.l-1) + óleo mineral parafínico a 0,5% foi o que apresentou a menor incidência de frutos com antracnose.

    Resumo em Inglês:

    Anthracnosis is a serious disease that limits the production of healthy and marketable mangos (Mangifera indica). Due to the serious nature of this disease, a study was undertaken to test the efficacy of azoxystrobin as compared to different fungicides commonly utilized for the control of the disease in mangos. The fungicides were applied to mango plants of cv. Tommy Atkins through a ten-treatment experiment with four, three-plant replicates. The products tested were azoxystrobin WG (50; 75; 100 mg.l-1 a.i.) plus nonylphenol ethoxylate (0.05%); azoxystrobin (75 mg.l-1 a.i.) + paraffin mineral oil (0.2 and 0,5%), chlorothalonil WP (1240 mg.l-1 a.i.); benomyl WP (500 mg.l-1 a.i.); copper oxychloride WP (2350 mg.l-1 a.i.); chlorothalonil/azoxystrobin (1240/75 mg.l-1 a.i.), alternating these products at each application; and an unsprayed control. A total of six applications were performed at 15 days intervals, the first one performed at panicle plain flux. Fruits were evaluated 20 days after the last application, in 25 fruits/plant collections, totaling 1,000 fruits, which were conditioned in cardboard boxes and stored at ambient temperature during 15 days. The fruits were evaluated based on the incidence and severity of injury to them. The data were analyzed through the non-parametric Kruskal-Wallis test. There were no significant differences between the chemicals applied; except between these and the control. However, the treatment with azoxystrobin (75 mg.l-1 a.i.) + paraffin mineral oil in (0.5%) was the one that exhibited the least incidence of the disease.
  • Resistência quantitativa à ferrugem da folha em genótipos de aveia branca: III - Correlação de componentes de resistência entre si e com a intensidade de doença no campo Comunicações

    Chaves, Márcia S.; Martinelli, José A.; Federizzi, Luiz C.

    Resumo em Português:

    A seleção de genótipos com resistência quantitativa à ferrugem da folha da aveia (Avena sativa), baseada nos componentes que a condicionam, necessita do conhecimento da associação destes componentes entre si e deles com a quantidade de doença no campo, representada pela área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD). Este trabalho objetivou determinar estas correlações, a partir de resultados de ensaios realizados previamente, em que 31 genótipos de aveia branca tiveram sua reação à ferrugem determinada no campo e seus componentes de resistência quantificados. As correlações encontradas foram geralmente baixas, tanto dos componentes entre si, como deles com a intensidade da doença no campo. As correlações mais altas, e consistentes entre os anos, com a AACPD foram da eficiência de infecção em plântulas, do período de latência e do comprimento de pústulas em plantas adultas. Estes dados sugerem que os componentes citados podem ter uma influência um pouco maior que os demais sobre a expressão da resistência parcial a campo. Entretanto, a baixa correlação entre os componentes medidos, indica que a seleção de genótipos, nesta interação patógeno-hospedeiro, não deve ser realizada com base em apenas um componente de resistência. Os resultados sugerem que a expressão da resistência parcial à ferrugem da folha da aveia não é condicionada apenas por um componente de resistência, mas sim pelo efeito conjunto de todos eles. Além disto, é possível que mecanismos diferenciados estejam atuando em cada genótipo, de forma que os componentes de resistência mais importantes para um não sejam os mesmos para outro.

    Resumo em Inglês:

    Selection of genotypes for quantitative resistance to oat crown rust, based on its components, needs the knowledge of the association of these components with each other and with the amount of disease in the field, represented by AUDPC. This work aimed to determine these correlations, based on results of previous trials, in which the reaction of 31 white oat genotypes was tested and the resistance components were quantified. Correlations were usually low for the resistance components with each other and for these components with the amount of disease in the field. Higher correlations, consistent among years, with AUDPC were infection frequency in seedlings and latent period and pustule size in adult plants. All other possible correlations were very low. These data suggest that the resistance components mentioned can influence the expression of quantitative resistance in the field in a somewhat important manner. Nevertheless, the low correlation of resistance components with each other indicates that genotype selection, in this host-pathogen interaction, must not be based on a single resistance component assessment. The correlation analysis suggests that the expression of quantitative resistance to oat crown rust is not conditioned by a single resistance component but by the group effect of all of them. In addition, it is possible that different mechanisms are involved for each genotype, in such a way that the more important resistance component in one genotype may not be the same for another.
  • Caracterização de isolados de Phytophthora patogênicos a Citrus sinensis no Estado de Alagoas Comunicações

    Muniz, Maria de Fátima S.; Queiroz, Fátima M.; Menezes, Maria

    Resumo em Português:

    Nove isolados de Phytophthora obtidos da rizosfera de laranjeiras (Citrus sinensis) infetadas, em Alagoas, foram caracterizados com base na morfologia da colônia, morfologia e morfometria das estruturas reprodutivas, e no crescimento em diferentes temperaturas. Todas as culturas apresentaram-se heterotálicas; esporângios papilados, ovóides ou subesféricos, medindo 24,6 - 78,7 µm de comprimento (média=49,1µm) x 16,4 - 49,2 µm de largura (média=33,3 µm), com uma relação comprimento/largura de 1,1 - 2,3 (média=1,5); clamidósporos principalmente terminais, apresentando 13,1 - 45,9 µm de diâmetro (média=27,3 µm). Oogônios globosos, com 14,8 - 34,4 µm de diâmetro (média=26,4 µm) contendo oósporos apleuróticos, medindo 11,5 - 29,5 µm de diâmetro (média=22,7 µm). Anterídios em posição anfígena, medindo 6,6 - 16,7 µm de comprimento (média= 10,6 µm) e 8,2 - 16,7 µm de largura (média=12,0 µm). O maior crescimento micelial ocorreu entre 25 e 30 ºC em meio de cenoura-ágar modificado. Todos os isolados cresceram a 35 ºC e foram patogênicos às mudas de limão (Citrus limonia) 'Cravo' e aos frutos de laranja 'Pêra'. Todos os isolados foram identificados como P. nicotianae (= P. parasitica), pertencentes ao tipo compatível A1.

    Resumo em Inglês:

    Nine Phytophthora spp. isolates from the rhizosphere of infected orange (Citrus sinensis) plants in Alagoas were characterized based on colony morphology, morphology and morphometry as well as reproductive structures, and cardinal growth temperatures. All cultures were heterothallic, with papillate, ovoid or subspherical sporangia measuring 24.6 - 78.7 µm long x 16.4 - 49.2 µm wide, average 49.1 x 33.3 µm. The length-breadth ratio was 1.1 - 2.3, average 1.5. Chlamydospores were mostly terminal, 13.1 - 45.9 µm in diameter, average 27.3 µm. Oogonia were globose, 14.8 - 34.4 µm in diameter, average 26.4 µm containing aplerotic oospores 11.5 - 29.5 µm in diameter, average 22.7 µm and amphigynous antheridia 6.6 - 16.7 µm x 8.2 - 16.7 µm (average 10.6 µm x 12.0 µm). The greatest mycelial growth was observed at 25-30 ºC in modified carrot agar medium. All isolates grew at 35 ºC and were pathogenic to lemon (Citrus limonia) cv. Cravo seedlings and ripened fruits of orange (C. sinensis) cv. Pera. The isolates were identified as Phytophthora nicotianae (= P. parasitica) of the A1 mating type.
  • Caracterização do gene da proteína capsidial do Grapevine virus A em videiras afetadas pela acanaladura do lenho de Kober no Estado de São Paulo Comunicações

    Moreira, Andreia E.; Gaspar, José O.; Camargo, Luis E. A.; Kuniyuki, Hugo

    Resumo em Português:

    O presente trabalho caracteriza o gene codificador da proteína capsidial do isolado do Grapevine virus A (GVA) encontrado no Estado de São Paulo (GVA-SP). RNA total foi extraído de folhas e pecíolos de plantas de videira (Vitis spp.) da variedade 'Kober 5BB' e submetido a RT-PCR usando oligonucleotídeos desenhados para amplificar um fragmento entre as posições 6409 e 7175 do RNA do GVA ("GenBank", acesso X75433). Foi obtido um fragmento de tamanho esperado (767 nt) que inclui o gene da proteína capsidial, codificando 198 aminoácidos. A seqüência do GVA-SP apresentou similaridade de nucleotídeos e aminoácidos de, respectivamente, 86-92,3% e 94,5-98% com isolados do GVA da Europa, África e Japão (Acessos X75433, AF441234, AF007415, AB039841) e da região Sul do Brasil (Acesso AF494187), sendo, entretanto, mais similar aos isolados africano e italiano.

    Resumo em Inglês:

    We report the characterization of the coat protein gene of a Brazilian isolate of Grapevine virus A (GVA-SP). Total RNA was extracted from leaves and petioles of GVA infected plants of the grape (Vitis spp.) variety 'Kober 5BB' and subjected to RT-PCR using primers designed to amplify a fragment between positions 6409 and 7175 of the GVA RNA (GenBank Accession X75433). A fragment of the expected size (767 nt) was obtained which included the coat protein gene coding for 198 amino acids. The GVA-SP sequence displayed nucleotide and amino acid similarity of, respectively, 86-92.3% and 94.5-98% with GVA isolates from Europe, Africa and Japan (Accessions X75433, AF441234, AF007415, AB039841) and Southern Brazil (Accession AF494187). The highest identity, however, was with the African and Italian isolates.
  • Detecção e caracterização biológica e molecular de Rupestris stem-pitting associated virus e seu efeito na fotossíntese de videiras Comunicações

    Fajardo, Thor V.M.; Eiras, Marcelo; Santos, Henrique P.; Nickel, Osmar; Kuhn, Gilmar B.

    Resumo em Português:

    Rupestris stem pitting associated virus (RSPaV) é o agente causal das "caneluras do tronco de Rupestris" da videira (Vitis spp.). Neste trabalho, um isolado de RSPaV, encontrado em videiras cv. Cabernet Franc no Rio Grande do Sul, foi estudado. O vírus foi detectado biologicamente, por enxertia em videira indicadora cv. Rupestris du Lot, em 26,2% das amostras avaliadas. A seqüência parcial do gene da replicase do RSPaV, isolado sul-brasileiro, com 831 nucleotídeos amplificados por RT-PCR e 276 aminoácidos deduzidos, apresentou maior identidade de nucleotídeos (98,1%) e aminoácidos deduzidos (99,6%), com dois isolados norte-americanos. O RSPaV estudado apresentou baixa homologia (37-41%) com outros vírus do gênero Foveavirus. A maioria das mudas de videira cv. C. Franc infetadas com RSPaV apresentou diminuição no potencial fotossintético (2,68 a 5,12 vezes) e aumento na taxa respiratória no escuro quando comparadas a mudas sadias, salientando os impactos que esse vírus pode proporcionar no potencial produtivo de videiras.

    Resumo em Inglês:

    The Rupestris stem-pitting associated virus (RSPaV) is reported to cause stem pitting disease in grapevines (Vitis spp.). This work studies an RSPaV-isolate found infecting grapevine cv. C. Franc in the State of Rio Grande do Sul, Brazil. This isolate was detected biologically, by grafting on Rupestris du Lot grapevine indicator, in 26.2% of the analysed samples. The partial replicase gene sequence of the Southern Brazilian RSPaV isolate, with 831 nucleotides amplified by RT-PCR and 276 deduced amino acids, showed high identities of nucleotides (98.1%) and deduced amino acids (99.6%), with two RSPaV North American isolates. The RSPaV studied showed low homology (37-41%) with other members of the genus Foveavirus. Most of the virus-free rootstocks grafted with RSPaV infected scions showed photosynthetic potential reduction (2.68 to 5.12 times) and dark respiratory rate increase when compared to healthy ones, emphasizing the potential negative impact of this virus on grapevine production.
  • Expressão em Escherichia coli da proteína capsidial do Watermelon mosaic virus e produção de anti-soro Comunicações

    Barbieri, Manuela R.; Carvalho, Murilo G. de; Zambolim, Eunize M.; Zerbini, F. Murilo

    Resumo em Português:

    Um anti-soro policlonal específico para Watermelon mosaic virus (WMV) foi produzido por meio da imunização de coelhos com proteína capsidial purificada, expressa in vitro em células de Escherichia coli. O gene cp foi amplificado via RT-PCR utilizando oligonucleotídeos específicos, a partir de RNA viral extraído de preparações virais concentradas. O fragmento amplificado foi clonado em pBLUESCRIPT KS+ e completamente seqüenciado para confirmação de sua identidade e integridade. Em seguida, o fragmento foi subclonado no vetor de expressão pRSET-A. Plasmídeos recombinantes foram utilizados para a expressão da proteína capsidial em E. coli BL21::DE3. A proteína foi purificada por meio de cromatografia de afinidade em coluna de Ni+-NTA, a partir de proteínas totais extraídas de E. coli. Uma vez purificada, a proteína foi quantificada e utilizada para imunização dos coelhos. O anti-soro foi testado quanto a sua especificidade e sensibilidade em testes de Western blot, DAS-ELISA, imunodifusão e ELISA indireto. Todos os testes demonstraram que o anti-soro produzido a partir da expressão in vitro da proteína capsidial é altamente específico para a detecção do WMV em extratos foliares, não tendo sido observada nenhuma reação heteróloga interespecífica.

    Resumo em Inglês:

    A Watermelon mosaic virus (WMV)-specific, polyclonal antiserum was raised in rabbits by immunization with purified capsid protein expressed and purified from Escherichia coli cells. The cp gene was RT-PCR-amplified using specific oligonucleotides, and viral RNA extracted from concentrated particles as a template. The amplified fragment was cloned in pBLUESCRIPT KS+ and fully sequenced in order to confirm its identity and integrity. The fragment was subsequently subcloned into the pRSET-A expression vector. Recombinant plasmids were used to induce the expression of the capsid protein in E. coli BL21::DE3. The protein was purified by affinity chromatography using a Ni+-NTA resin, from E. coli total protein extract. The purified protein was quantified and used for the immunization of rabbits. The antiserum was tested for its sensitivity and specificity in Western blot, DAS-ELISA, immunodiffusion and indirect ELISA assays. All tests indicated that the antiserum raised from in vitro-expressed capsid protein is highly specific for the detection of WMV in plant extracts, with no interspecific, heterologous reactions being observed.
  • Reação de cultivares de feijoeiro comum a quatro raças de Phaeoisariopsis griseola Comunicações

    Oliveira, Eder J. de; Alzate-Marin, Ana L.; Borém, Aluízio; Melo, Carlos L. P.; Barros, Everaldo G. de; Moreira, Maurílio A.

    Resumo em Português:

    A mancha-angular causada pelo fungo Phaeoisariopsis griseola, apresenta grande importância na cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris) no Brasil. O desenvolvimento de cultivares resistentes tem sido proposto como maneira eficaz, eficiente e econômica para o controle da doença. Um dos primeiros passos no programa de melhoramento visando resistência à mancha-angular é a identificação e seleção de fontes de resistência. Neste contexto, este trabalho objetivou a caracterização de 58 cultivares de feijoeiro quanto a reação às raças 31.17, 63.19, 63.23 e 63.55 de P. griseola. Os resultados mostraram que as cultivares Antioquia 8 e CAL 143, ambos de origem Andina, e Ecuador 299 e México 235, de origem Mesoamericana, apresentaram resistência às quatro raças testadas. As cultivares A 193 e Golden Gate 416 mostraram resistência a três das quatro raças testadas, podendo também, ser úteis em programas de melhoramento. Dentre as cultivares mais suscetíveis encontram-se as cultivares IPA 7419, AN 9022180, Bambuí, Compuesto Negro Chimaltengo, Guanajuato 10-A-5, Diamante Negro, Early Gallatin, Jamapa e Kentucky Wonder 780 e as cultivares de grãos tipo carioca AN 9022180, Aporé e Carioca 80. As novas fontes de resistência à mancha angular identificadas neste trabalho poderão ser utilizadas por programas de melhoramento do feijoeiro que visem a incorporação de genes de resistência de origem Andina ou Mesoamericana.

    Resumo em Inglês:

    Angular leaf spot caused by the fungus Phaeoisariopsis griseola is a major disease of the common bean (Phaseolus vulgaris) in Brazil. The development of resistant cultivars has been proposed as an effective, efficient and economic way to control the disease. A breeding program aiming to develop cultivars resistant to angular leaf spot starts with the identification and selection of common bean resistance sources. The objective of this work was to characterize 58 common bean cultivars with respect to their reaction to P. griseola races 31.17, 63.19, 63.23 and 63.55. The results showed that cultivars Antioquia 8 and CAL 143, both of Andean origin and Ecuador 299 and Mexico 235 (both of Mesoamerican origin) showed resistance to all four tested races. The cultivars A 193 and Golden Gate 416 showed resistance to three of the four tested races, and can be used as sources of resistance to angular leaf spot. All the other cultivars were susceptible to at least one of the four tested races. The most susceptible were: IPA 7419, Bambuí, CNC, Guanajuato 10-A-5, Black Diamond, Early Gallatin, Jamapa, Kentucky Wonder 780, and the "carioca" type cultivars AN 9022180, Aporé and Carioca 80. The new resistance sources identified in this work could be used in common bean breeding programs aiming to incorporate Andean and Mesoamerican resistance genes to angular leaf spot.
  • Incidência de Meliola rhoina como fator limitante à produção de mudas de Schinus molle para fins de arborização Notas Fitopatológicas

    Mafia, Reginaldo G.; Alfenas, Acelino C.; Andrade, Gabriela C. G.; Neves, Daniela A.; Graça, Rodrigo N.; Alonso, Sandra K.
  • Ocorrência da Sigatoka Negra em bananeira causada por Mycosphaerella fijiensis no Estado de Mato Grosso Notas Fitopatológicas

    Souza, Napoleão S. de; Feguri, Emir
  • Ocorrência de ferrugem em videira em Mato Grosso Notas Fitopatológicas

    Souza, Napoleão Silvino de
  • Ocorrência de Meloidogyne coffeicola em cafeeiros do município de Coromandel, Região do Alto Paranaíba em Minas Gerais Notas Fitopatológicas

    Castro, José M. C.; Campos, Vicente P.; Dutra, Marcos R.
  • Mancha-de-cercospora em melancia no Estado de Roraima Notas Fitopatológicas

    Halfeld-Vieira, Bernardo A.; Nechet, Kátia de L.; Pereira, Paulo Roberto V. S.
  • Errata

Sociedade Brasileira de Fitopatologia SGAS 902 Edifício Athenas - Bloco B, Salas 102/103, 70390-020 Brasília, DF, Tel./Fax: +55 61 3225-2421 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: sbf-revista@ufla.br