• Efeito de Saccharomyces cerevisiae na produtividade de sorgo e na severidade de doenças foliares no campo Artigos

    Piccinin, Everaldo; Di Piero, Robson M.; Pascholati, Sérgio F.

    Abstract in Portuguese:

    Saccharomyces cerevisiae é uma levedura com potencial para o controle de doenças de plantas, pois apresenta a capacidade de sintetizar compostos antibióticos, habilidade de competição por espaço e nutrientes no filoplano de muitas espécies vegetais, além de possuir elicitores na parede celular. O presente trabalho teve como objetivos avaliar a produtividade de duas cultivares de sorgo (Sorghum bicolor) tratadas com a levedura, e verificar o controle da antracnose, causada por Colletotrichum sublineolum e da mancha foliar, provocada por Exserohilum turcicum. Os experimentos foram conduzidos em campo, em um delineamento de blocos ao acaso, com sete tratamentos e quatro repetições. Aplicações semanais de S. cerevisiae (Fermento Biológico Fleischmann - 25 mg/ml) reduziram significativamente a antracnose em sorgo cv. Tx-398B e melhoraram a produtividade da mesma. Na cv. 910753, uma única aplicação com a levedura foi suficiente para reduzir o progresso da mancha foliar, porém a produtividade não foi elevada por qualquer um dos tratamentos. Conclui-se que S. cerevisiae apresenta um bom desempenho no campo para o controle de doenças foliares em sorgo, melhorando ou não comprometendo a produtividade da cultura, na dependência da cultivar utilizada.

    Abstract in English:

    Saccharomyces cerevisiae is a yeast with potential to control plant diseases by producing antibiotic compounds. It has shown, a great ability to compete at phyloplane for space and nutrients and by having elicitors in the cell walls. The present study was carried out to evaluate the productivity of sorghum (Sorghum bicolor) plants treated with the yeast and control of sorghum leaf diseases caused by Colletotrichum sublineolum and Exserohilum turcicum. The trials were conducted in the field, in a randomized block design, with seven treatments and four replicates. Weekly sprayings with commercial baker's yeast (Fermento Biológico Fleischmann - 25 mg/ml) significantly reduced the anthracnose on sorghum Tx-398B cultivar and improved its production. On the other hand, for the 910753 cultivar, a single yeast application was enough to reduce leaf spot progress, although production was not increased by any of the treatments. Thus, S. cerevisiae was able to control sorghum leaf diseases in the field, either improving or maintaining productivity, depending upon the cultivar used.
  • Sugarcane yellow leaf virus infection leads to alterations in photosynthetic efficiency and carbohydrate accumulation in sugarcane leaves Articles

    Gonçalves, Marcos C.; Vega, Jorge; Oliveira, Jurandi G.; Gomes, Mara M. A.

    Abstract in Portuguese:

    O vírus do amarelecimento foliar da cana-de-açúcar (Sugarcane yellow leaf virus, ScYLV) causa sintomas foliares severos e típicos de infecção por luteovirus, em cana-de-açúcar (Saccharum spp.). Uma vez que alterações no sistema fotossintético da planta seriam esperadas, avaliaram-se a análise da emissão da fluorescência da clorofila a e as trocas gasosas durante a fotossíntese, relacionando esses dados com análises metabólicas, ou seja, conteúdos de pigmentos fotossintéticos e carboidratos presentes nas folhas. As plantas infetadas apresentaram redução na eficiência quântica fotoquímica potencial do fotossistema II (PSII) e alterações no preenchimento do pool de plastoquinona (PQ). Essas plantas apresentaram, também, redução nas taxas de troca líquida de CO2, provavelmente em conseqüência da redução na eficiência quântica. Paralelamente, reduções nos conteúdos de pigmentos fotossintéticos foliares e na razão clorofila a/clorofila b (chla/chlb) foram verificadas. Adicionalmente, o conteúdo de açúcares nas folhas foi aumentado, provavelmente como um efeito secundário da infecção viral. A relação entre a replicação viral e as respostas de defesa da hospedeira com as alterações encontradas no aparelho fotossintético e no metabolismo das plantas infetadas é discutida.

    Abstract in English:

    Infection by Sugarcane yellow leaf virus (ScYLV) causes severe leaf symptoms in sugarcane (Saccharum spp.) hybrids, which indicate alterations in its photosynthetic apparatus. To gain an overview of the physiological status of infected plants, we evaluated chlorophyll a fluorescence and gas exchange assays, correlating the results with leaf metabolic surveys, i.e., photosynthetic pigments and carbohydrate contents. When compared to healthy plants, infected plants showed a reduction in potential quantum efficiency for photochemistry of photosystem (PSII) and alterations in the filling up of the plastoquinone (PQ) pool. They also showed reduction in the CO2 net exchange rates, probably as a consequence of impaired quantum yield. In addition, reductions were found in the contents of photosynthetic leaf pigments and in the ratio chlorophyll a/chlorophyll b (chla/chlb). Carbohydrate content in the leaves was increased as a secondary effect of the ScYLV infection. This article discusses the relation of virus replication and host defense responses with general alterations in the photosynthetic apparatus and in the metabolism of infected plants.
  • Componentes da resistência à mancha-bacteriana e crescimento de Xanthomonas campestris pv. vesicatoria, raça T2, em genótipos de tomateiro Artigos

    Lobo, Valácia L. da S.; Lopes, Carlos A.; Giordano, Leonardo de B.

    Abstract in Portuguese:

    Componentes da resistência e crescimento da população bacteriana de Xanthomonas campestris pv. vesicatoria (Xcv), raça T2, foram quantificados em genótipos de tomateiro (Lycopersicon esculentum) resistentes ('Ohio 8245', 'Agrocica 30' e 'Hawaii 7998') e suscetíveis ('CNPH 401-08'e 'CNPH 416.81.01.02'). A população bacteriana de Xcv evoluiu diferentemente em genótipos resistentes e suscetíveis, atingindo valor até 100 vezes maior no genótipo suscetível 'CNPH 401-08', sete dias após a inoculação. Os componentes de resistência avaliados foram tamanho de lesão, número de lesões, área lesionada e período latente. Os genótipos resistentes e suscetíveis diferiram estatisticamente entre si para todos os componentes avaliados, exceto para o diâmetro da lesão, onde somente o genótipo 'CNPH 416.81.01.02' diferiu dos genótipos resistentes. O período latente foi significativamente diferente em genótipos resistentes e suscetíveis no campo, casa de vegetação e câmara de crescimento, e variou entre seis e 11 dias. Tamanho de lesão não foi um bom indicador para separar genótipos quanto à resistência, por ser um caráter bastante influenciado pelo ambiente. O número de lesões e o período latente apresentaram-se como caracteres fáceis e rápidos de serem avaliados; estes componentes explicam, em grande parte, a resistência observada nos genótipos avaliados pelo sistema de notas.

    Abstract in English:

    Resistance components and the growth of Xanthomonas campestris pv. vesicatoria (Xcv) were quantified on resistant ('Ohio 8245', 'Agrocica 30' and 'Hawaii 7998') and susceptible ('CNPH 401-08' and 'CNPH 416.81.01.02') tomato (Lycopersicon esculentum) genotypes. The bacterial population increased differently on resistant and susceptible groups of genotypes and it was about 100 times higher in the susceptible genotype 'CNPH 401-08', seven days after inoculation. The resistance components evaluated were lesion size, number of lesions, lesion area, and latent period. All the components of resistance were statistically different in resistant and susceptible genotypes, except for lesion size, which discriminated only 'CNPH 416.81.01.02' from resistant genotypes. The latent period varied from six to 11 days in susceptible and resistant genotypes when assessed in the field, greenhouse, and growth chamber. Lesion number and latent period were considered reliable components for evaluating resistance to bacterial spot, in contrast to lesion size, which was unstable and very dependent on environmental conditions.
  • Differential responses of nematode communities to soybean genotypes resistant and susceptible to Heterodera glycines race 3 Articles

    Neves, Dinaelia Iva das; Huang, Shiou Pin

    Abstract in Portuguese:

    Heterodera glycines e Helicotylenchus dihystera foram os dois fitoparasitas mais abundantes em dois campos localizados no estado de Goiás, Chapadão do Céu e Campo Alegre, infestados por H. glycines raça 3, onde foram plantadas cultivares suscetíveis (S) e resistentes (R). No primeiro campo, 'FT-Cristalina' (S) foi suscetível a H. glycines e resistente a H. dihystera. Porém, reação contrária ocorreu com 'GOBR93 122243' (R). No segundo campo, 'M-Soy 8400' (R) foi mais resistente ao nematóide espiralado do que 'M-Soy 8411' (S), mas a resistência ao nematóide do cisto não foi diferente entre esses dois genótipos. A abundância total não foi diferente entre os genótipos suscetíveis e resistentes, sugerindo que H. dihystera e/ou os outros grupos tróficos, especialmente os bacteriófagos, suplantaram a abundância reduzida do nematóide do cisto nos genótipos resistentes. Os bacteriófagos funcionaram como um fator compensativo aos fitoparasitas na função ecológica. A população de micófagos foi maior na 'GOBR93 122243' (R) do que na 'FT-Cristalina' (S) em Chapadão do Céu, mas menor na 'M-Soy 8400' (R) do que na 'M-Soy 8411' (S) em Campo Alegre, devido, possivelmente, aos diferentes períodos de amostragem: florescimento no primeiro campo, e final do ciclo de crescimento no segundo. Os quatros nematóides H. glycines, H. dihystera, Acrobeles sp. e Panagrolaimus sp. dominaram a comunidade de nematóides no primeiro campo, mas a dominância foi dividida por dez gêneros no segundo campo. Isto explica o porquê dos cinco índices de diversidade (S, d, Ds, H' e T) apresentarem maiores valores nas plantas resistentes do que nas suscetíveis no campo dois.

    Abstract in English:

    Heterodera glycines and Helicotylenchus dihystera were the two most abundant plant-parasitic nematodes found in two H. glycines race 3-infested fields, Chapadão do Céu, MS and Campo Alegre, MG. These fields had been planted with resistant (R) and susceptible (S) plants to cyst nematodes. In the first field, soybean (Glycine max) FT-Cristalina (S) was susceptible to H. glycines but resistant to H. dihystera, while GOBR93 122243 (R) was just the opposite. In the second field, M-Soy 8400 (R) was more resistant to the spiral nematode than M-Soy8411 (S), but the resistance to the cyst nematode was not different between the two genotypes. The total abundance of nematodes was not different between the susceptible and resistant plants in the two fields, suggesting that H. dihystera and/or bacterial feeders and other trophic groups replaced the reduced abundance of the cyst nematodes in resistant plants. Bacterial feeders acted as a compensatory factor to plant-parasitic nematodes in ecological function. The populations of fungal feeders were higher in GOBR93 122243 (R) than in susceptible FT-Cristalina (S) in Chapadão do Céu, but lower in M-Soy 8400 (R) than in M-Soy 8411 (S) in Campo Alegre. This is being attributed to the different periods of soil samplings that were made at the florescent period in the first field, and at the final growing cycle in the second field. Only four nematodes, H. glycines, H. dihystera, Acrobeles sp. and Panagrolaimus sp. dominated the nematode resistant community GOBR93 122243 (R) in Chapadão do Céu, but dominance was shared by ten genera in Campo Alegre, which explains why the five diversity indexes (S, d, Ds, H' and T) were higher in resistant plants than in susceptible plants in field two.
  • Colonização de raízes de tomateiro por Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici em solução nutritiva com três fontes de nitrogênio Artigos

    Carvalho, Aldir de O. de; Jacob Neto, Jorge; Carmo, Margarida Goréte F. do

    Abstract in Portuguese:

    Os objetivos do presente trabalho foram os de avaliar o efeito do pH sobre a germinação de conídios e o crescimento miceliano de F. oxysporum f. sp. lycopersici e o efeito da fonte de nitrogênio sobre o início do processo de infecção de raízes de mudas de tomateiro (Lycopersicon esculentum). Inicialmente quantificou-se a porcentagem de germinação dos conídios e o crescimento miceliano em meio Caldo Nutritivo com pH variando de 2,0 a 11,0. O pH do meio foi também medido ao final de 14 dias de crescimento do fungo. Avaliou-se, ainda, por meio de isolamentos e observações ao microscópio óptico, o efeito das fontes de nitrogênio sobre o processo de infecção e colonização das raízes. Utilizou-se a cultivar Kada Gigante e solução nutritiva contendo como fontes de nitrogênio N-NH4+, N-NO3- e N-NH4NO3, seguido da adição ou não de conídios do patógeno. As avaliações de pH da solução, das alterações morfológicas da raiz e da colonização pelo patógeno foram feitas até 240 h após a infestação. O N-NO3- proporcionou maiores valores de pH e favoreceu o desenvolvimento radicular, com aumento do tamanho e número de pêlos radiculares, e redução da taxa de adesão de conídios e da colonização por F. oxysporum f. sp. lycopersici comparado a N-NH4NO3 e, principalmente, N-NH4+. Estes resultados, porém, devem-se, mais provavelmente, ao desbalanço iônico nas plantas supridas com N-NH4+, do que ao efeito simples da variação de pH da rizosfera. O patógeno mostrou-se hábil em se desenvolver em faixa ampla de pH, 3 a 9, em meio de cultura.

    Abstract in English:

    This work was conducted to elucidate the pH effect on the conidia germination and on the mycelium growth of F. oxysporum f. sp. lycopersici and the effect of N sources on the infection process of the tomato (Lycopersicon esculentum) roots. Initially, the quantification of conidia germination and the mycelium growth were performed in liquid culture medium with pH ranging from 2,0 to 11,0. The medium pH at 14 day after fungi growth was also measured. Cultivar 'Kada Gigante' was grown in a nutrient solution containing three N sources, NH4+, NO3- and NH4NO3, with or without addition of Fusarium conidia in the solution. The solution pH, root morphological alterations and pathogen colonization were measured up to 240 h after infestation. N-NO3- application resulted in higher pH values and favored root development, with significant increase of root hair number. It also reduced the conidia attachment rate and Fusarium colonization rate compared to N-NH4NO3 and N-NH4+. These results are mostly due to the ionic imbalance of N-NH4+ fed plants than to the single rhizospheric pH change pH. The pathogen was able to develop on a wide range of pH - 3,0 to 9,0 in medium culture.
  • Transgenic passionfruit expressing RNA derived from Cowpea aphid-borne mosaic virus is resistant to passionfruit woodiness disease Articles

    Alfenas, Poliane F.; Braz, Antonio Sérgio K.; Torres, Leonardo B.; Santana, Enilton N.; Nascimento, Ana Verônica S. do; Carvalho, Murilo G. de; Otoni, Wagner C.; Zerbini, F. Murilo

    Abstract in Portuguese:

    Dezesseis plantas transgênicas (R0) de maracujá-amarelo (Passiflora spp.) foram obtidas expressando um RNA não-traduzível correspondente à região 3' do gene NIb e 5' do gene CP de um isolado brasileiro do CABMV. As plantas R0 foram propagadas vegetativamente por estaquia e inoculadas com os isolados CABMV-MG1 e CABMV-PE1. Uma das plantas (TE5-10) foi resistente ao isolado CABMV-MG1, porém suscetível ao isolado CABMV-PE1. As demais plantas transgênicas foram suscetíveis a ambos os isolados, apresentando sintomas sistêmicos semelhantes ao de plantas não-transformadas. A ausência de replicação viral nas plantas TE5-10 foi confirmada por ELISA indireto. A análise da transcrição do transgene nas plantas TE5-10 demonstrou que estas não acumulam o mRNA transgênico, mesmo antes da inoculação com o vírus. Após a inoculação, o RNA viral foi detectado apenas em plantas inoculadas com o isolado CABMV-PE1. Esses resultados confirmam que a planta TE5-10 é resistente ao isolado CABMV-MG1, e sugerem que o mecanismo da resistência é baseado em silenciamento gênico pós-transcricional, o qual já se encontra ativado nas plantas antes da inoculação com o vírus.

    Abstract in English:

    Sixteen transgenic yellow passionfruit (Passiflora spp.) plants (R0) were obtained which express a non-translatable transgenic RNA corresponding to the 3' region of the NIb gene and the 5' region of the CP gene, derived from the genome of a Brazilian isolate of Cowpea aphid-borne mosaic virus (CABMV). The transgenic plants were propagated by stem cuttings and challenged by sap inoculation with isolates CABMV-MG1 and CABMV-PE1. One transgenic plant (TE5-10) was resistant to the isolate CABMV-MG1, but susceptible to CABMV-PE1. The remaining transgenic plants developed systemic symptoms, equal to non-transformed plants, when inoculated with either isolate. The absence of virus in TE5-10 plants was confirmed by indirect ELISA. Transcription analysis of the transgene demonstrated that the TE5-10 plant did not accumulate transgenic mRNA, even before inoculation. After inoculation, viral RNA was only detected in plants inoculated with CABMV-PE1. These results confirm that the transgenic plant TE5-10 is resistant to isolate CABMV-MG1, and suggest that the resistance mechanism is post-transcriptional gene silencing, which is already activated in the transgenic plants before virus inoculation.
  • Efeito de diferentes variáveis na infetividade de estirpes fracas do Papaya ringspot virus em plantas de melancia Artigos

    Giampan, José Segundo; Rezende, Jorge Alberto M.

    Abstract in Portuguese:

    Este trabalho teve como objetivo inicial selecionar uma estirpe fraca do Papaya ringspot virus - type W (PRSV-W) de bolhas de folhas de melancia (Citrullus lanatus) com mosaico. A infetividade dessa estirpe, PRSV-W-3, em plantas de melancia foi comparada com a das estirpes fracas PRSV-W-1 e PRSV-W-2, previamente selecionadas de bolhas de folhas de abobrinha de moita (Cucurbita pepo) cv. Caserta com mosaico. Além do efeito da origem da estirpe fraca na infetividade de plantas de melancia, avaliaram-se, ainda, os efeitos da concentração do inóculo, da espécie da planta fonte do inóculo e da idade da planta de melancia inoculada. Como controle, foi utilizada uma estirpe severa do vírus obtida de abobrinha de moita (PRSV-W-C). A avaliação do efeito da concentração e da espécie da planta fonte do inóculo foi feita com extratos de quatro, oito, 12 e 16 discos de folhas de abobrinha de moita e de melancia, infetadas separadamente com as estirpes fracas e severa, e diluídos em 2 ml de tampão fosfato. O efeito da idade da planta-teste de melancia foi estudado comparando-se plantas inoculadas em três estádios de desenvolvimento, com inóculos das estirpes do PRSV-W extraídos de 12 discos foliares/2 ml de tampão. Em todos os testes de infetividade, independente da concentração do inóculo, da planta fonte do inóculo e do estádio de desenvolvimento da planta-teste, a estirpe fraca PRSV-W-3 apresentou taxas de infetividade semelhantes as das estirpes PRSV-W-1 e PRSV-W-2, chegando a 100% em alguns casos. A infetividade da estirpe severa PRSV-W-C foi de 100%. A infetividade das três estirpes fracas está mais diretamente associada à intensidade de fricção das folhas no momento da inoculação do que às outras variáveis estudadas.

    Abstract in English:

    The initial purpose of this work was to select a mild strain of Papaya ringspot virus - type W (PRSV-W) from blisters on watermelon (Citrullus lanatus) infected with severe strains of the virus. The infectivity of this mild strain, PRSV-W-3, on watermelon plants was compared with that of mild strains PRSV-W-1 and PRSV-W-2, which were previously obtained from blisters formed on mosaic leaves of zucchini squash (Cucurbita pepo) cv. Caserta. The infectivity of these mild strains was also evaluated based on the concentration of inoculum, the species source of the inoculum and the age of the watermelon plant inoculated. A severe strain isolated from zucchini squash (PRSV-W-C) was used as control. The effect of the concentration and the species source of inoculum of the mild strains on the infectivity of watermelon plants were studied with inocula extracted from four, eight, 12 and 16 leaf discs of zucchini squash and watermelon plants, separately infected with the mild and severe strains, diluted in 2 ml of phosphate buffer. Three stages of development of watermelon plants were tested for the infectivity with the mild strains. Inoculum was prepared with extracts of 12 leaf discs diluted in 2 ml of buffer. The rate of infection of mild strain PRSV-W-3 was similar to that of mild strains PRSV-W-1 and PRSV-W-2 in all infectivity tests, irregardless of the concentration of inoculum, species source of inoculum or stage of development of the test-plant, which reached 100% in some cases. The infectivity of the mild strains on watermelon was more directly related to the intensity of the abrasion produced by mechanical inoculation than with the above studied variables.
  • Molecular characterization of Brazilian strains of Xanthomonas campestris pv. viticola by rep-PCR fingerprinting Articles

    Trindade, Loiselene C.; Lima, Mirtes F.; Ferreira, Marisa A. S. V.

    Abstract in Portuguese:

    O cancro bacteriano da videira (Vitis vinifera), causado por Xanthomonas campestris pv. viticola, foi primeiramente detectado no Brasil em 1998, em parreirais no município de Petrolina, Vale do São Francisco, Pernambuco. A doença foi também observada em Juazeiro, Bahia, e mais tarde nos estados de Piauí e Ceará. Devido à sua limitada distribuição geográfica e relativamente recente detecção no Brasil, pouco se conhece sobre a biologia e diversidade do patógeno. Padrões genômicos de rep-PCR foram gerados a partir do DNA purificado de 40 isolados de X. campestris pv. viticola, coletados entre 1998 e 2001, em diferentes localidades dos estados de Pernambuco, Bahia e Piauí. A análise combinada dos padrões obtidos com os "primers" REP, ERIC e BOX, mostraram alta similaridade entre os isolados brasileiros e o isolado tipo NCPPB 2475, originário da Índia. Os isolados brasileiros apresentaram padrões similares e algumas bandas diagnósticas, presentes em todos os isolados. Os padrões foram distintos dos isolados de outros patovares e de um isolado não-patogênico obtido de folhas de videira. O polimorfismo observado entre os isolados brasileiros permitiu a diferenciação de cinco subgrupos, sem nenhuma relação com cultivar de origem, local ou época de coleta.

    Abstract in English:

    Bacterial canker of grapevine (Vitis vinifera), caused by Xanthomonas campestris pv. viticola was first detected in Brazil in 1998, affecting grapevines in the São Francisco river basin, state of Pernambuco. The disease was also reported in Juazeiro, Bahia and later in Piauí and Ceará. Due to its limited geographical distribution and relatively recent detection in Brazil, very little is known about the pathogen's biology and diversity. Repetitive DNA based-PCR (rep-PCR) profiles were generated from purified bacterial DNA of 40 field strains of X. campestris pv. viticola, collected between 1998 and 2001 in the states of Pernambuco, Bahia and Piauí. Combined analysis of the PCR patterns obtained with primers REP, ERIC and BOX, showed a high degree of similarity among Brazilian strains and the Indian type strain NCPPB 2475. Similar genomic patterns with several diagnostic bands, present in all strains, could be detected. Fingerprints were distinct from those of strains representing other pathovars and from a yellow non-pathogenic isolate from grape leaves. The polymorphism observed among the Brazilian strains allowed their separation into five subgroups, although with no correlation with cultivar of origin, geographic location or year collected.
  • Factors affecting density of airborne Gibberella zeae inoculum Articles

    Del Ponte, Emerson M.; Fernandes, José Maurício C.; Pierobom, Carlos R.

    Abstract in Portuguese:

    A giberela, causada por Gibberella zeae, é uma das mais importantes doenças do trigo (Triticum aestivum). O presente trabalho objetivou estudar alguns aspectos que influenciam a densidade de inóculo aéreo. Armadilhas caça-esporos foram instaladas ao lado de parcelas experimentais de trigo com coletas realizadas durante o período da noite e do dia, por 45 dias nos meses de setembro a outubro, coincidindo com o florescimento do trigo. O número de colônias de G. zeae, avaliadas em cada período, foi transformado para valores relativos e correlacionado com variáveis ambientais. Uma análise de regressão foi utilizada para se identificar as variáveis climáticas úteis para a predição da densidade da nuvem de esporos. Foi observada uma predominância de deposição de inóculo aéreo no período da noite. Ocorrência de chuva e umidade relativa média diária superior a 90% estiveram fortemente associados com picos de concentração de inóculo aéreo. Os modelos simularam os incrementos na densidade da nuvem de esporos, apresentando potencial para serem integrados em um modelo de simulação do risco de giberela.

    Abstract in English:

    Fusarium head blight (FHB) is a disease of increasing concern in the production of wheat (Triticum aestivum). This work studied some of the factors affecting the density of airborne Gibberella zeae inoculum. Spore samplers were placed at the edge of a field in order to observe spore deposition over a period of 45 days and nights in September and October, the period that coincides with wheat flowering. Gibberella zeae colonies were counted for each period and values transformed to relative density. A stepwise regression procedure was used to identify weather variables helpful in predicting spore cloud density. In general, a predominant night-time spore deposition was observed. Precipitation and daily mean relative humidity over 90% were the factors most hightly associated with peak events of spores in the air. Models for predicting spore cloud density simulated reasonably well with the fluctuation of airborne propagules during both night and day, with potential to be integrated into an FHB risk model framework.
  • Caracterização biológica e fisiológica de isolados de Sclerotium rolfsii obtidos de pimentão no Estado do Maranhão Artigos

    Serra, Ilka Márcia R. de S.; Silva, Gilson S. da

    Abstract in Portuguese:

    A murcha de esclerócio do pimentão (Capsicum annum), causada por Sclerotium rolfsii é uma das mais importantes doenças dessa solanácea, nas regiões tropicais. Um dos requisitos básicos para obtenção de sucesso no controle dessa doença é o conhecimento do patógeno, especialmente de fatores relacionados à fisiologia e biologia. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar cinco isolados de S. rolfsii, obtidos de pimentão, quanto ao crescimento micelial, produção de escleródios em diferentes regimes de luminosidade e em seis substratos naturais e a compatibilidade vegetativa entre os isolados. O efeito do substrato variou com o isolado na produção de escleródios. Os isolados SR3 e SR5 apresentaram maior produção de escleródios nos substratos aveia-ágar (AA) e fubá-ágar (FA), SR1 em casca de arroz (CA), SR2 em AA e SR4 em FA. O substrato CA favoreceu a formação de escleródios na maioria dos isolados. Quanto à taxa de crescimento micelial os isolados apresentaram pouca variação, sendo SR1, SR2 e SR3 os que apresentaram maior crescimento. Os cincos isolados exibiram comportamento diferente quando submetidos a três regimes de luz (luz contínua, alternância luminosa e escuro contínuo), tendo o primeiro favorecido maior produção de escleródios em relação aos outros. O teste de compatibilidade vegetativa mostrou diversidade genética entre os cincos isolados, possibilitando a classificação em três grupos. Os isolados SR3 e SR5 foram incompatíveis com os demais e entre si. Houve compatibilidade vegetativa entre os isolados SR1, SR2 e SR4. De acordo com os aspectos culturais e fisiológicos estudados, os isolados de S. rolfsii SR3 e SR5 podem ser considerados "strains" diferentes, enquanto SR1, SR2 e SR4 podem ser considerados da mesma "strain".

    Abstract in English:

    Green pepper (Capsicum annum) sclerotium wilt, caused by Sclerotium rolfsii, is one of the most important diseases of this solanaceous in tropical regions. One of the basic requirements for successful in controll of this disease is knowledge of the pathogen, especially of factors related to physiology and biology. The present work aimed to characterize five isolates of S. rolfsii (SR1, SR2, SR3, SR4 e SR5), from green pepper, accessing the mycelial growth, sclerotia production in different photophases and in six natural substracts and the vegetative compatibility among these isolates. The substract effect varied within isolates for sclerotia production. The SR3 and SR5 presented the highest sclerotium production in oat (Avena sativa)-agar (OA) and flour-agar (CA), SR1 in rice (Oryza sativa) hull (RH), SR2 in OA and SR4 in CA. The RH favored sclerotia formation in most isolates. For the mycelial growth rate, the isolates tested showed low variation, but SR1, SR2 and SR3 presented higher growth. The five isolates showed differential behavior when submitted to three different photophases: continuous light (CL), alternating light and dark (L/D) and continuous dark (CD), the highest sclerotia production was found under CL. The vegetative compatibility test showed genetic diversity among the five isolates, clustering them into three groups. The SR3 and SR5 were incompatible one to other and with all other isolates. There was vegetative compatibility among isolates SR1, SR2 and SR4. According to the biological and physiological aspects studied the isolates of S. rolfsii SR3 and SR5 can be considered different "strains", while SR1, SR2 and SR4 belong to the same strain.
  • Efeito da época de aplicação e dosagem do acibenzolar- S-metil na indução de resistência à murcha-de-Verticillium em cacaueiro Comunicações

    Cavalcanti, Leonardo S.; Resende, Mário Lúcio V.

    Abstract in Portuguese:

    A resistência induzida representa uma medida promissora no manejo de doenças como a murcha-de-Verticillium do cacaueiro (Theobroma cacao), visto que possibilita a exploração de cultivares com boas características agronômicas, porém apresentando suscetibilidade a doenças. Grande avanço nessa área ocorreu com a utilização do éster S-metil do ácido benzo-(1-2-3)-tiadiazole-7-carbotióico (acibenzolar-S-metil, ASM). Contudo, a eficiência desse composto é função, principalmente, da época de aplicação e dosagem utilizada. O presente trabalho teve como objetivo identificar a melhor época de aplicação e dosagem do ASM na interação cacaueiro x Verticillium dahliae. O ASM foi pulverizado via foliar nas concentrações de 20 ou 60 g do ingrediente ativo (i. a.)/100 l de água, em plântulas de cacaueiro cv Theobahia, aos 15, sete ou três dias antes da inoculação do patógeno. Foram avaliadas as variáveis índice de doença, aos 30, 45 e 60 dias após a inoculação de V. dahliae, a área abaixo da curva de progresso da doença (AACPD), e o peso fresco e altura das plantas aos 60 dias após a referida inoculação. O fator época de aplicação apresentou influência predominante ao fator dosagem, sendo identificada a época referente a 15 dias antes da inoculação como melhor época de aplicação do ASM. Reduções de até 55,4% na severidade da doença e um acréscimo na ordem de 10,5% no peso fresco e 35,7% na altura das plantas foram observadas, quando da utilização da dosagem de 20 g do i.a./100 l de água, em comparação com as plantas somente inoculadas com o fungo, evidenciando a eficácia do ASM como indutor de resistência em plântulas de cacaueiro suscetíveis à murcha-de-Verticillium.

    Abstract in English:

    Induced resistance represents a promissing strategy in the integrated management of Verticillium wilt of cocoa (Theobroma cacao), because it makes it possible to exploit susceptible cultivars with good agronomical characteristics. Great advances in this area have occurred with the use of the S-methyl ester of benzo-(1,2,3)-thiadiazol-7-carbotioic acid (acibenzolar-S-methyl, ASM). However, the efficiency of this compound depends on the time of application and dosage used. The purpose of this study was to identify the best time of application and correct dosage of ASM in the pathosystem cocoa x Verticillium dahliae. The ASM was sprayed onto the leaves of cocoa seedlings cv Theobahia, at 20 g or 60 g of active ingredient (a. i.)/100 l of water, 15, seven or three days before pathogen inoculation. The disease index at 30, 45 and 60 days after pathogen inoculation was evalueted using the area under the disease progress curve (AUDPC), and the fresh weight and height of seedlings 60 days after inoculation. The time of application had a more important influence than dosage; 15 days before inoculation was found to be the best time for application of ASM. Decreases of up to 55.4% in the disease index, increases of 10.5% in fresh weight and 35.7% in plant height were observed at a dose of 20 g a. i./ 100 l of water, when compared to control seedlings inoculated with only the pathogen, thus evidencing the efficacy of ASM as a resistance inducer in cocoa seedlings susceptible to Verticillium wilt.
  • Phoma sp. (sect. Peyronellaea), como agente etiológico de mancha foliar de Paspalum atratum no Brasil Comunicações

    Anjos, José R. N.; Charchar, Maria J. A.; Anjos, Sérgio S. N.; Teixeira, Rogério N.

    Abstract in Portuguese:

    Phoma sp. (sect. Peyronellaea) foi consistentemente isolado de plantas de Paspalum atratum cv. Pojuca (capim Pojuca) com sintomas de manchas foliares em uma população no Distrito Federal, em 2002. Os conídios mostraram-se hialinos, predominantemente elípticos, unicelulares, gutulados, medindo entre 2,50-5,25 mim de largura e 10,25-17,25 mim de comprimento. Os picnídios mostraram-se escuros, medindo entre 100-310 mim de diâmetro, com pescoço curto, na maioria são globosos e solitários. Clamidósporos multicelulares, freqüentemente semelhantes a conídios de Alternaria foram observados nas colônias. Testes de patogenicidade em casa de vegetação e o ubsequente reisolamento do fungo confirmaram a hipótese de que Phoma sp. é o agente etiológico das manchas foliares de capim Pojuca. Os primeiros sintomas apareceram em todas as plântulas inoculadas, quatro a cinco dias após a inoculação. Sete outras espécies de gramíneas foram suscetíveis ao fungo. A ocorrência de manchas foliares de capim Pojuca causadas por Phoma sp. é relatada pela primeira vez no Brasil.

    Abstract in English:

    The fungus Phoma sp. (sect. Peyronellaea) was consistently isolated from infected Paspalum atratum cv. Pojuca (Pojuca grass) plants with leaf spot symptoms in the Federal District, Brazil, in 2002. Conidia were hyaline, usually ellyptical, unicellular, gutullate, 2,50-5,25 x 10,25-17,25 mum. Pycnidia were mostly solitary, 100-310 mum diameter, globose, usually with a short neck. Multicellular chlamidospores often resembling conidia of Alternaria were present in the colonies. Pathogenicity tests under greenhouse conditions and subsequent reisolations of Phoma sp. from artificially inoculated Pojuca seedlings confirmed the hypothesis that this fungus was the causal agent of the disease. Symptoms of leaf spot appeared four to five days after inoculation in 100% of the inoculated Pojuca grass plants. All seven species of grasses evaluated were susceptible to this fungus. The occurrence of leaf spots of Pojuca grass caused by Phoma sp. is reported for the first time in Brazil.
  • Detecção do Southern bean mosaic virus no Paraná, e separação do Bean rugose mosaic virus em feijoeiro Comunicações

    Gasparin, Marcos D. G.; Bianchini, Anésio; Souto, Eliezer R. de; Gaspar, José Osmar; Almeida, Álvaro M. R.; Kitajima, Elliot W.

    Abstract in Portuguese:

    Em lavouras de feijoeiro (Phaseolus vulgaris) da cultivar Carioca Comum, no município de Londrina, Estado do Paraná, foram encontradas plantas com sintomas de necrose da haste, mosaico clorótico leve e porte reduzido, semelhantes aos sintomas causados por infecção viral. Exames de microscopia eletrônica revelaram a presença de partículas isométricas. Em testes de imunodifusão dupla em gel de ágar os extratos foliares de plantas infetadas reagiram positivamente com anti-soro específico para o Southern bean mosaic virus (SBMV). O vírus foi purificado e a massa molecular de sua proteína capsidial foi estimada em 30 kDa, valor esperado para proteínas do capsídeo de vírus do gênero Sobemovirus. A gama de hospedeiras do SBMV isolado no Paraná foi restrita ao feijoeiro e a algumas cultivares de soja (Glycine max). A separação de dois vírus isométricos comuns em infecções mistas no feijoeiro foi possível através da reação de imunidade ao SBMV apresentada por Crotalaria sp, Chenopodium quinoa e Mucuna deeringiana, e da reação de susceptibilidade dessas mesmas hospedeiras ao Bean rugose mosaic virus (BRMV).

    Abstract in English:

    Plants of bean (Phaseolus vulgaris), showing symptoms of stunt, stem necrosis and chlorotic mosaic, similar to those induced by virus infection were found in a bean field in Londrina, Paraná. Electron microscopy examinations showed isometric virus particles in the cell cytoplasm. Double immunodifusion serological tests with antiserum for Southern bean mosaic virus (SBMV) gave positive results when tested against plant sap from infected bean plants. The virus was purified and the molecular mass of its coat protein was estimated as 30 kDa, the expected value for the coat protein of viruses from the genus Sobemovirus. The host range of the virus was restricted to bean and some soybean (Glycine max) cultivars. It was possible to separate two isometric viruses commonly found in bean based on the immunity reaction of Crotalaria sp., Chenopodium quinoa and Mucuna deeringiana to SBMV, and on the susceptibility reaction of the same hosts to Bean rugose mosaic virus (BRMV).
  • Bellulicauda dialii on Dialium guianense (Leguminosae) in Brazil Communications

    Pereira, Olinto L.; Bosquetti, Lorrayne B.; Barreto, Robert W.

    Abstract in Portuguese:

    Bellulicauda dialii é relatado pela primeira vez em folhas de Dialium guianense. Trata-se do segundo registro dessa espécie fúngica, anteriormente conhecida apenas do Continente Africano (Serra Leoa).

    Abstract in English:

    This is the first report of Bellulicauda dialii on Dialium guianense leaves, and the second record of this fungus, previously known only from Africa (Sierra Leone).
  • Phytophthora nicotianae: agente etiológico da gomose da acácia-negra no Brasil Comunicações

    Santos, Álvaro F. dos; Luz, Edna Dora. M. N.; Souza, Jorge Teodoro de

    Abstract in Portuguese:

    A gomose, causada por Phytophthora sp., é a mais importante enfermidade da acácia-negra (Acacia mearnsii) no Rio Grande do Sul, Brasil. A identificação específica permanecia indeterminada. Procurou-se, então, identificar a espécie de Phytophthora causadora desta doença no Rio Grande do Sul, usando características fisiomorfológicas e estudos moleculares baseados no seqüenciamento das regiões de Internal Transcribed Spacer (ITS). A patogenicidade dos isolados estudados para a acácia-negra foi confirmada. Os estudos confirmaram Phytophthora nicotianae como a correta identidade dos isolados fitopatogênicos. Este é o primeiro relato de P. nicotianae em acácia-negra no Brasil.

    Abstract in English:

    Gummosis caused by Phytophthora sp. is the most important disease of black wattle (Acacia mearnsii) in Rio Grande do Sul, Brazil. Isolates of Phytophthora sp. associated with diseased plants were obtained from Rio Grande do Sul and their pathogenicity was confirmed. In order to elucidate the correct identity of the fungus at the species level physiomorphological characteristics were determined and molecular studies were conducted based on sequences of Internal Transcribed Spacer (ITS) region. The fungus was identified as Phytophthora. nicotianae. This is the first report of P. nicotianae on black wattle in Brazil.
  • Response of cucurbit species to Rotylenchulus reniformis Communications

    Torres, Gustavo R. C.; Pedrosa, Elvira M. R.; Siqueira, Kércya M. S.; Moura, Romero M.

    Abstract in Portuguese:

    O estado do Rio Grande do Norte é o principal produtor de melão (Cucumis melo) do Brasil, tendo o nematóide Rotylenchulus reniformis relevante importância devido ao potencial de dano à cultura e inexistência de cultivares resistentes e medidas de controle efetivas. Sob estas circunstâncias, oito espécies de cucurbitáceas foram avaliadas quanto a resistência e tolerância a uma população nativa de R. reniformis em solo naturalmente infestado, em casa de vegetação. Ocorreu alta redução em biomassa fresca da parte aérea em todos os genótipos estudados. A melancia (Citrullus lanatus) cv. Sugar Baby apresentou a mais baixa taxa de reprodução do nematóide.

    Abstract in English:

    The state of Rio Grande do Norte is the major melon (Cucumis melo) producer in Brazil and the reniform nematode Rotylenchulus reniformis has become increasingly important due to damages to that crop and the lack of resistant cultivars and effective control measures. Under these circumstances, eight cucurbit genotypes were screened for resistance or tolerance to a population of R. reniformis in naturally infested field soil, under greenhouse conditions. A high reduction in shoot mass was found in all infected genotypes. Watermelon (Citrullus lanatus) cv. Sugar Baby showed the lowest rate of nematode reproduction.
  • First report of black rot of Colocasia esculenta caused by Ceratocystis fimbriata in Brazil Communications

    Harrington, Thomas C.; Thorpe, Daniel J.; Marinho, Vera Lucia A.; Furtado, Edson L.

    Abstract in Portuguese:

    Ceratocystis fimbriata foi encontrado em tubérculos de inhame (Colocasia esculenta), apresentando lesões escuras, pouco profundas, contendo estruturas de reprodução do fungo, cuja coloração variava do cinza ao negro. As amostras foram coletadas em supermercados, quitandas e varejões nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Rondônia e Distrito Federal que, na maioria dos casos, comercializavam inhame produzido no Estado de São Paulo. Os sintomas de podridão negra indicam se tratar de uma doença de pós-colheita. Seqüências de rDNA indicam que os isolados de Colocasia sp. pertencem ao clado da America Latina do complexo C. fimbriata, embora esses isolados sejam mais agressivos em pseudo-pecíolos de C. esculenta do que os isolados de Ficus carica e Mangifera indica.

    Abstract in English:

    Ceratocystis fimbriata was found sporulating in gray to black discolored areas on edible corms of Colocasia esculenta found in supermarkets in the states of São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Rondônia and the Distrito Federal. In most cases the corms were grown in the state of São Paulo. The black rot appeared to occur post-harvest. Sequences of rDNA indicated that the Colocasia sp. isolates belong to the Latin American clade of the C. fimbriata complex, but the isolates were more aggressive than isolates from Ficus carica and Mangifera indica, in pseudopetioles of C. esculenta.
  • Ocurrencia de Cucumber mosaic virus en Antirrhinum majus en Argentina

    Arneodo, Joel D.; Guzmán, Fabiana A.; Nome, Claudia F.; Conci, Luis R.
  • Morte progressiva de ramos de Ficus benjamina causada por Phomopsis cinerescens nos Estados de Tocantins e Minas Gerais Notas Fitopatológicas

    Lima, Milton L. Paz; Uesugi, Carlos H.; Santos, Gil R.
  • Mancha de madeira processada de eucalipto causada pelo fungo Arxiomyces vitis Notas Fitopatológicas

    Ferreira, Francisco A.; Barrreto, Robert W.; Almada, Roosevelt W.
  • Níveis de carboidratos em folhas de videiras infetadas por Grapevine virus A, Grapevine virus B e Grapevine leafroll-associated virus 3 Notas Fitopatológicas

    Santos, Henrique P.; Tiné, Marco A. S.; Fajardo, Thor V. M.
  • Errata

Sociedade Brasileira de Fitopatologia SGAS 902 Edifício Athenas - Bloco B, Salas 102/103, 70390-020 Brasília, DF, Tel./Fax: +55 61 3225-2421 - Brasília - DF - Brazil
E-mail: sbf-revista@ufla.br