Biomassa, Carbono e Nitrogênio na Serapilheira Acumulada de Florestas Plantadas e Nativa

Biomass, Carbon and Nitrogen in the Accumulated Litter of Planted and Native Forests

Verilma Barbosa Patrícia Barreto-Garcia Emanuela Gama-Rodrigues Alessandro de Paula Sobre os autores

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar os estoques de biomassa, carbono e nitrogênio da serapilheira acumulada em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana e dois plantios florestais puros (um de Pterogyne nitens e outro de Eucalyptus urophylla), no sudoeste da Bahia. As amostragens da serapilheira foram realizadas nos períodos chuvoso e seco. A biomassa da serapilheira acumulada foi superior no povoamento de eucalipto (13,1 Mg.ha–1) e inferior no povoamento de P. nitens (1,5 Mg.ha–1), atingindo valores intermediários na floresta nativa (6,3 Mg.ha–1). Essa mesma sequência foi verificada para os estoques de carbono: 5,6 Mg.ha–1 (eucalipto), 2,7 Mg.ha–1 (floresta nativa) e 0,6 Mg.ha–1 (P. nitens). O povoamento P. nitens apresentou teores de N da serapilheira foliar compatíveis aos da floresta nativa. As maiores diferenças de biomassa, carbono e nitrogênio da serapilheira acumulada entre as estações chuvosa e seca foram verificadas nos povoamentos puros.

Palavras-chave:
floresta estacional; Pterogyne nitens; eucalipto

Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Rodovia BR 465 Km 7, CEP 23897-000, Tel.: (21) 2682 0558 | (21) 3787-4033 - Seropédica - RJ - Brazil
E-mail: floram@ufrrj.br