Influência do sexo e do exercício físico no equilíbrio de jovens saudáveis

Sarina Francescato Torres Júlia Guimarães Reis Daniela Cristina Carvalho de Abreu Sobre os autores

Objetivo

Verificar a relação da oscilação postural entre os sexos e a prática de atividade física.

Método

Estudo transversal que analisou o equilíbrio semi-estático de homens e mulheres jovens entre 20 e 30 anos, ativos e sedentários. Foram incluídos 60 adultos, que foram divididos em: mulheres ativas (n = 15), mulheres sedentárias (n = 15), homens ativos (n = 15) e homens sedentários (n = 15). Para avaliar o nível de atividade física foi utilizado o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) versão curta, que considerou ativos aqueles que realizaram atividade moderada, com gasto de 3,5 a 6 METs (1 MET: 3,5 ml/kg/min), ou vigorosa, com gasto superior a 6 METs, ao menos 3 dias por semana durante 20 minutos. Para avaliação do controle postural, a amplitude e velocidade de oscilação anteroposterior (AP) e mediolateral (ML) foram obtidas por meio de plataforma de força, na posição ortostática, com os olhos abertos e fechados, com e sem a espuma.

Resultados

Na comparação entre os sexos, os homens sedentários apresentaram pior desempenho de velocidade e amplitude do controle postural AP com os olhos fechados, com e sem espuma, quando comparados com as mulheres sedentárias. Não houve diferenças na amplitude e velocidade de oscilação ML, tanto de olhos abertos quanto fechados entre os grupos (p < 0,05). Também não foram observadas diferenças na comparação entre sexos quando praticantes de exercícios físicos.

Conclusão

Conclui-se então que, em situação de sedentarismo, o sexo masculino parece mais dependente da visão para a manutenção do controle postural em situações semi-estáticas comparado ao sexo feminino.

Adulto jovem; Atividade física; Equilíbrio postural; Sexo


Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br