Accessibility / Report Error

Adaptação cultural e reprodutibilidade do Measure Yourself Medical Outcome Profile (Mymop2)

Resumo

Introdução:

O Measure Yourself Medical Outcome Profile (MYMOP2) está sendo usado como um instrumento genérico para documentar sua eficácia, juntamente com avaliação dos sistemas de saúde e suas intervenções

Objetivo:

Avaliar a adaptação cultural e reprodutibilidade do questionário em uma amostra de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca.

Método:

A amostra constou de 50 pacientes submetidos à cirurgia cardíaca, recrutados na UTI Cardíaca de um hospital particular em Maceió-AL. Todos os pacientes responderam duas vezes a este instrumento, no mesmo dia, com dois entrevistadores distintos, com intervalo de 30 minutos de uma entrevista para a outra. Depois de um dia, a aplicação do questionário foi repetida numa segunda visita. Este processo foi realizado com o MYMOP2 e com o MYMOP2 FOLLOW UP. Foram testadas a reprodutibilidade e validade dos mesmos.

Resultados:

Foram feitas as adaptações culturais até ser obtida a versão final. O coeficiente de correlação de Spearman para o MYMOP 2 foi de 1 e o FOLLOW UP foi de 0,794, com p<0,001. Houve correlações moderadas com os domínios do EQ-5D. O MYMOP2 foi validado apoiado pela correlação significativa entre o escore de mudança e a mudança na pontuação MYMOP2 e a capacidade deste instrumento para detectar uma melhora em condições agudas.

Conclusão:

O questionário MYMOP2 é reprodutível, de fácil compreensão e rápida aplicação, devendo ser incluído e utilizado em qualquer estudo brasileiro em que se queira avaliar o impacto das doenças ao longo do tempo.

Palavras-chave:
Cirurgia cardíaca; Qualidade de vida; Adaptação cultural.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br