Accessibility / Report Error

Impacto da fisioterapia na qualidade de vida e capacidade funcional em pacientes com doença renal crônica

Introdução

Estudos têm demonstrado efeitos benéficos do exercício em pacientes com doença renal crônica, no entanto, com base na literatura científica atual, mais pesquisas são necessárias para aumentar o nível de evidência dos efeitos potenciais de atividade física para esta população.

Objetivo

Avaliar os efeitos da fisioterapia baseada na prática de exercício supervisionado sobre a capacidade funcional e a qualidade de vida de pacientes com doença renal crônica.

Material e métodos

Este estudo quase-experimental, com repetidas medidas projeto, foi realizado no ambulatório de fisioterapia, em um hospital público, localizado em uma cidade do estado do Pará (região norte do Brasil). A capacidade funcional e qualidade de vida foram avaliadas no início e após seis semanas de treinamento aeróbico e de resistência realizados três vezes por semana em dias alternados com hemodiálise.

Resultados

Oito pacientes (3M / 5F), com idade média de 60,38 anos (DP = 14,75) foram avaliados. Houve aumento significativo de 24% da distância percorrida no teste de caminhada de seis minutos (p = 0,007), e de 47% no número de repetições durante o teste sit-to-stand (p = 0,002); também houve melhora significativa nos aspectos emocionais (p = 0,043) da qualidade de vida avaliada com questionário SF-36.

Conclusão

Houve um impacto positivo de apenas seis semanas de reabilitação com exercício físico na capacidade funcional e aspectos emocionais da qualidade de vida de pacientes com doença renal crônica.

Fisioterapia; Exercício; Reabilitação; Insuficiência renal; Qualidade de vida


Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br