Riscos biomecânicos posturais em trabalhadores de enfermagem

Douglas Reis Abdalla Fábio Sisconeto de Freitas João Paulo Chieregato Matheus Isabel Aparecida Porcatti de Walsh Dernival Bertoncello Sobre os autores

Introdução

No ambiente hospitalar, há a necessidade do envolvimento de diversos tipos de profissionais em turnos de trabalho contínuos em condições de trabalho muitas vezes insatisfatórias.

Objetivo

O objetivo deste trabalho foi analisar os fatores de riscos biomecânicos para os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT).

Material e métodos

Tratou-se de um estudo transversal, exploratório, quantitativo e descritivo, e a análise envolveu 15 trabalhadores, em 3 situações de trabalho. Aplicou-se um questionário contendo informações pessoais e dados gerais sobre o ambiente de trabalho. Para avaliação foi utilizado o protocolo REBA, aplicado após filmagens dos indivíduos em suas atividades. Os resultados foram apresentados de forma descritiva.

Resultados

Dentre os resultados obtidos, verificou-se que a jornada de trabalho é superior à normalidade, considerando-se frequência semanal e tempo diário de trabalho. O protocolo REBA mostra que as posições adotadas são de alto risco para o desenvolvimento das DORTs, nas 9 atividades avaliadas.

Conclusão

As atividades de enfermagem foram consideradas com alto índice de estresse físico aos trabalhadores envolvidos.

Ergonomia; Saúde ocupacional; Enfermagem


Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br