Força muscular respiratória de pacientes com neoplasia de esôfago e estômago

Resumo

Introdução:

Em pacientes com câncer, a diminuição da ingestão de alimentos ocasiona perda ponderal e promove uma desnutrição protéico-calórica que resulta na perda de massa corporal magra, acometendo tanto músculos esqueléticos, quanto a musculatura respiratória.

Objetivo:

Avaliar e comparar a força muscular respiratória de pacientes com neoplasia de esôfago e estômago durante o período pré-operatório.

Métodos:

Estudo transversal com 24 pacientes de ambos os sexos internados em um Hospital-Escola, os quais foram submetidos a uma avaliação fisioterapêutica composta por dados antropométricos e mensuração da força muscular respiratória, por meio da manovacuometria. Comparações dos valores obtidos com as equações preditas foram realizadas pelo teste t pareado e não pareado.

Resultados:

Quanto à prevalência, 66,66%(16) dos indivíduos apresentavam neoplasia de estômago e 33,33%(8), neoplasia de esôfago. Dos pacientes com neoplasia de esôfago, 100% eram homens com média de 63 ± 9,16 anos e, na neoplasia de estômago, 68,75% eram homens com 69,36 ± 10,92 anos. Os pacientes com neoplasia de estômago, do sexo feminino, apresentaram IMC significativamente maior (p= 0,01) do que os pacientes do sexo masculino, sendo classificadas como sobrepeso. Na pressão expiratória máxima, ambas as neoplasias apresentaram valores reais significativamente menores (p ≤ 0,05) aos valores preditos.

Conclusão:

Pacientes com neoplasia de esôfago e estômago no período pré-operatório apresentam redução na força muscular expiratória. Na comparação das pressões respiratórias máximas, entre os dois tipos de neoplasias investigadas, não houve diferenças estatisticamente significativas.

Palavras-chave:
Força Muscular; Músculos Respiratórios; Neoplasia; Esôfago; Estômago

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br