Impacto da fisioterapia no desenvolvimento neuromotor de recém-nascidos prematuros

Giselle Athayde Xavier Coutinho Daniela de Mattos Lemos Antônio Prates Caldeira Sobre os autores

Introdução

A população de crianças nascidas prematuramente tem aumentado em função da melhoria da qualidade da assistência perinatal. É fundamental assegurar a essas crianças um desenvolvimento saudável.

Objetivo

Avaliou-se o desenvolvimento neuromotor de um grupo de recém-nascidos prematuros regularmente assistidos pelo serviço de fisioterapia em comparação aos recém-nascidos a termo, aferindo, assim o impacto do serviço.

Materias e métodos

Foram alocadas aleatoriamente crianças prematuras e a termo que constituíram dois grupos distintos. O grupo de crianças prematuras foi inserido em um programa de acompanhamento de fisioterapia infantil enquanto o outro grupo foi tomado como controle, não recebendo qualquer assistência fisioterápica. Os grupos foram comparados por meio da Alberta Infant Motor Scale (AIMS), na quadragésima semana, aos quatro e seis meses de idade gestacional corrigida e os escores foram comparados através do test T de Student, assumindo-se um nível de significância de 5% (p < 0,05).

Resultados

O grupo de prematuros apresentou escores significativamente mais baixos na 40ª semana em relação ao grupo controle, mas os escores subseqüentes não mostraram diferenças significativas entre os dois grupos.

Conclusão

A estimulação oportuna e adequada mostrou-se eficiente para promover o desenvolvimento motor de crianças prematuras inseridas em um ambulatório de seguimento.

Recém-nascido prematuro; Estimulação; Desenvolvimento infantil


Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br