Funcionalidade de membros superiores e inferiores e índice de massa corporal de idosos ativos

Resumo

Introdução:

O avanço da idade leva à sarcopenia havendo perda da capacidade funcional, com prejuízos na execução de atividades de membros superiores (MsSs) e inferiores (MsIs). O Índice de Massa Corporal (IMC) é importante parâmetro para a avaliação das condições de saúde do idoso, principalmente quanto à obesidade que dificulta a mobilidade e execução de tarefas.

Objetivo:

Verificar a possível associação da funcionalidade de MsSs e MsIs com o índice de massa corporal de idosos ativos e conhecer o perfil desta população quanto ao sobrepeso, baixo peso e eutrofismo, bem como da funcionalidade de MsSs e MsIs.

Métodos:

A coleta ocorreu de agosto de 2013 à abril de 2014 com amostra de 371 idosos ativos. Esta pesquisa utilizou os dados secundários do PET Saúde IPA/SMS, que entrevistou idosos residentes na área adscrita à Unidade 3 da Saúde da Família de um bairro em Porto Alegre/RS. Foram selecionadas as questões do Instrumento de Avaliação Multidimensional Rápida da Pessoa Idosa referentes à função de MsSs e MsIs, peso, altura e IMC.

Resultados e Conclusão:

não houve associação da funcionalidade de MsSs e MsIs com o IMC dos idosos ativos. Mais da metade da amostra apresentou sobrepeso. A grande maioria apresentava funcionalidade de MsSs e MsIs presente. A ocupação, a auto percepção muito boa e boa de saúde e a realização de atividade física, estiveram associadas com a funcionalidade de MsIs e a realização regular de exercícios físicos apresentou associação com a funcionalidade de MsSs e MsIs.

Palavras-chaves:
Idosos; Índice de Massa Corporal; Fisioterapia; Atividade Motora

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br