• Editorial

    Moser, Auristela Duarte de Lima
  • The effect of the hygiene bronchial in the cardiorespiratory variables in the mechanically ventilated patients Artigos Originais

    Ambrozin, Alexandre Ricardo Pepe; Gonçalves, Ana Carolina de Carvalho; Rosa, Claudia Más; Navega, Marcelo Tavella

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Durante a ventilação mecânica (VM) as vias aéreas podem acumular secreção. Pacientes em VM são submetidos a Fisioterapia Respiratória (FR) e a aspiração traqueal, associados ou isoladamente, com objetivo de higienizar as vias aéreas. OBJETIVO: Comparar os efeitos da aplicação de diferentes protocolos de higiene brônquica na pressão arterial, frequência cardíaca, saturação de oxigênio e frequência respiratória de pacientes submetidos à VM. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se estudo prospectivo e aleatório, controlado do tipo cruzado, com amostra não probabilística intencional no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília. Foram incluídos pacientes em VM invasiva que foram submetidos a três protocolos de higienização brônquica: PFR - protocolo de fisioterapia (compressão torácica manual e hiperinsuflação manual); PAT - protocolo de aspiração; e PFR + PAT. Frequência respiratória, pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), saturação periférica de oxigênio e frequência cardíaca foram avaliadas em três momentos: antes (M1), imediatamente após (M2), e 30 minutos após (M3) cada protocolo. As diferenças entre protocolos e momentos foram verificadas por meio do teste ANOVA e pos-hoc de Student Newman-Keus (p < 0,05). RESULTADOS: Foram avaliados 18 pacientes com 71,2 ± 13,9 anos de idade e com 15,1 ± 17,7 dias de VM. Não houve diferenças entre os protocolos. Diminuíram de forma significativa a PAS (p = 0,0261) e a PAD (p = 0,0119) de M2 para M3 no protocolo de aspiração. CONCLUSÃO: Pacientes em VM apresentaram diminuição da pressão arterial após 30 minutos de aspiração e não apresentaram alteração nas outras variáveis estudadas. Não houve diferença entre os protocolos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: During mechanical ventilation (MV), the airways may accumulate secretions. Patients are submitted to Respiratory Therapy (RT) and tracheal aspiration when in MV, alone or associated, to eliminate these secretions. OBJECTIVE: The objective was to compare the effects of different protocols of bronchial hygiene in blood pressure, heart rate, oxygen saturation and respiratory rate of patients undergoing MV. MATERIALS AND METHODS: We conducted a prospective, randomized, controlled crossover, with intentional non-probabilistic sample in the Medical School Hospital of Marília. We included patients in invasive MV who were submitted to three different bronchial hygiene protocols: PP - physiotherapy protocol (manual chest compression and manual hyperinflation); AP - aspiration protocol; and PP + AP. Respiratory rate, systolic blood pressure (SBP), diastolic blood pressure (DBP), oxygen saturation and heart rate were evaluated in three moments: before (M1), immediately after (M2) and 30 minutes after (M3) for each protocol. The differences among protocols and times were assessed using ANOVA and post hoc Student Newman-Keus (p < 0.05). RESULTS: We studied eighteen 71.2 ± 13.9 year-old patients with 15.1 ± 17.7 days of MV. There were no differences among protocols. There was a significant decreasing in SBP (p = 0.0261) and DBP (p = 0.0119) from M2 to M3 in the aspiration protocol. CONCLUSION: There was a decrease of blood pressure on MV patients after 30 minutes of aspiration and no change in the other variables, and there was no difference among protocols.
  • Physiological responses in obese adolescents submitted to bronchial provocation with hypertonic saline Artigos Originais

    Cieslak, Fabrício; Lopes, Wendell Arthur; Grande, Antonio José; Kussek, Paulo Cesar; Rosário Filho, Nelson Augusto; Leite, Neiva

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A hiper-responsividade brônquica é a resposta do aumento dos mecanismos fisiológicos protetores das vias aéreas em indivíduos atópicos e não atópicos. Além disso, a magnitude da hiperresponsividade aérea apresenta influência conforme o grau de obesidade. OBJETIVO: Avaliar as respostas fisiológicas em adolescentes obesos submetidos a hiper-responsividade brônquica a solução salina hipertônica. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo descritivo, transversal e correlacional composto por 15 adolescentes obesos, de ambos os gêneros. O diagnóstico de asma foi realizado por meio de histórico clínico e questionário ISAAC, e a obesidade pelo IMC acima do percentil 95. Utilizou-se o teste de broncoprovocação por solução salina hipertônica para avaliação da hiper-responsividade brônquica, considerando positiva uma diminuição do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) > 15% do valor pré-solução salina e a intensidade da hiper-responsividade brônquica foi calculada pela queda percentual máxima do VEF1 (% Queda máxVEF1). Foram utilizados o teste t independente ou U de Mann-Whitney e a correlação de Spearman rho (p < 0,05). RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significativas entre os asmáticos e não asmáticos para as variáveis antropométricas, espirométricas, lipídicas e hemodinâmicas. Verificaram-se moderadas correlações positivas e diferenças significativas entre o % Queda máxVEF1 com o IMC (p = 0,040) e IMC escore-Z (p = 0,028). Foram detectadas correlações negativas e diferenças significativas para a Queda máxVEF1 e leucócitos (p = 0,005) e para o % Queda máxVEF1 com o sulfato de dehidropiandrosterona (p = 0,032). CONCLUSÃO: Pode-se concluir que os adolescentes obesos submetidos a hiper-responsividade brônquica apresentam alterações espirométricas que estão associadas às inflamações sistêmicas da obesidade.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The bronchial hyperresponsiveness is the response of increased physiological protective mechanisms in the airways of atopic and non-atopic individuals. Furthermore, the magnitude of hyperresponsiveness influences provider submits with the degree of obesity. OBJECTIVE: To evaluate the physiological responses in obese adolescents undergoing bronchial hyperresponsiveness to hypertonic saline. MATERIALS AND METHODS: Cross-sectional and correlation study consisted of 15 obese adolescents of both genders. The diagnosis of asthma was made by clinical history and ISAAC, and obesity as BMI above 95th percentile. We used the bronchial provocation test by hypertonic saline for the assessment of bronchial hyperresponsiveness, considering positive a decrease in forced expiratory volume in one second (FEV1) > 15% of pre-saline and the intensity of bronchial hyperresponsiveness was calculated as the percentage fall maximum of FEV1 (% Fall máxFEV1). We used the independent T or Mann-Whitney U test and Spearman's rho correlation (p < 0.05). RESULTS: There were no significant differences between asthmatics and non-asthmatics for anthropometric, spirometric, lipid and hemodynamic variables. There were positive correlations and significant differences between the % Fall máxFEV1 with BMI (p = 0.040) and BMI Z-score (p = 0.028). There were detected negative correlations with significant differences for Fall máxFEV1 and leukocytes (p = 0.005) and the % Fall máxFEV1 with dehydropiandrosterone sulfate (p = 0.032). CONCLUSION: It can be concluded that obese adolescents have bronchial hyperresponsiveness presented spirometric changes that are associated with systemic inflammation of obesity.
  • Effects of physiotherapy in the weaning from mechanical ventilation Artigos Originais

    José, Anderson; Pasquero, Regina Célia; Timbó, Solangio Rodrigues; Carvalhaes, Simone Rodrigues Faria; Bien, Umilson dos Santos; Dal Corso, Simone

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A Fisioterapia vem atuando com o objetivo de reduzir falhas no desmame da ventilação mecânica (VM) que podem repercutir em desfechos desfavoráveis para o paciente. OBJETIVO: Avaliar os efeitos da fisioterapia no desmame da VM. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo transversal e controlado com pacientes adultos. A formação dos grupos estudados foi resultado de dois períodos ocorridos em uma UTI; em determinado período, a unidade contou com a presença de um profissional de Fisioterapia, em outro, não teve a presença desse profissional por razões administrativas. Registraram-se os resultados do desmame por meio de coleta diária de informações. Foram estudados 50 pacientes, 31 fizeram fisioterapia (grupo fisioterapia, GF) e 19 não fizeram (grupo controle, GC). O GF realizou dois atendimentos diários (quarenta minutos cada), composto das técnicas: compressão do tórax, hiperinsuflação manual, aspiração traqueal e de vias aéreas, movimentação e condução do desmame. O GC recebeu tratamento médico usual. RESULTADOS: Observou-se no GF e GC, respectivamente: sucesso no desmame - 71% (22) e 21% (4) (p = 0,001); tempo de VM - 152 ± 142 e 414 ± 344 horas (p = 0,04); tempo de desmame: 13 ± 48 e 140 ± 122 horas (p < 0,0001); tempo de internação na UTI - 338 ± 192 e 781 ± 621 horas (p = 0,007); tempo de internação hospitalar - 710 ± 628 e 1108 ± 720 horas (p = 0,058); mortalidade: 35% (11) e 47% (9) (p = 0,41). CONCLUSÃO: A fisioterapia esteve associada ao aumento do sucesso no desmame, à redução do tempo de desmame, tempo de VM e de internação na UTI. Não houve diferença no tempo de internação hospitalar e na mortalidade.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Physiotherapy is acting with the aim of reducing failures in weaning from mechanical ventilation (MV), which may impact on unfavorable outcomes. OBJECTIVE: To evaluate the effects of physiotherapy in weaning from MV. MATERIAL AND METHODS: This transversal and controlled study included adult patients. During the duration of the study, for administrative reasons, the ICU has gone through a period without physiotherapy. Daily information was collected from medical records on the outcome of weaning from MV. We studied 50 patients, 31 aided by physiotherapy (physiotherapy group, PG) and 19 without physiotherapy (control group, CG). The PG underwent two sessions daily (forty minutes each). The techniques applied were: chest compression, manual hyperinflation, tracheal and upper airways suctioning, movement and conduct of monitoring and weaning. RESULTS: The results of weaning in PG and CG are respectively: successful weaning: 71% (22) and 21% (4) (p = 0.001), duration of MV: 152 ± 142 and 414 ± 344 hours (p = 0.04), duration of weaning: 13 ± 48 and 140 ± 122 hours (p < 0.0001), length of ICU: 338 ± 192 and 781 ± 621 hours (p = 0.007), length of hospital: 710 ± 628 and 1108 ±720 hours (p = 0.058), mortality 35% (11) and 47% (9) (p = 0.41). CONCLUSION: The physiotherapy in the ICU was associated with increase of the success rate, reducing weaning time, duration of MV, length of stay in ICU. There were no differences in length of hospital stay and mortality.
  • Impact of cognitive decline in functional capacity in elderly institutionalized and non-institutionalized Artigos Originais

    Trindade, Ana Paula Nassif Tondato da; Barboza, Marcelo Alves; Oliveira, Fabrício Borges de; Borges, Ana Paula Oliveira

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O declínio da capacidade cognitiva (DCC) decorre dos processos fisiológicos do envelhecimento normal ou de um estágio de transição para as demências. A demência é uma síndrome clínica que se relaciona às perdas neuronais e danos à estrutura cerebral, levando o indivíduo a apresentar alterações cognitivas e funcionais que interferem nas atividades diárias. OBJETIVO: Analisar o declínio da cognição e o seu impacto nas habilidades funcionais em idosos institucionalizados e não institucionalizados. MATERIAIS E MÉTODOS: Avaliaram-se dois grupos, de ambos os sexos e idade entre 55 a 86 anos, divididos em indivíduos institucionalizados e não institucionalizados. No grupo não institucionalizado foram avaliados 31 idosos; no grupo dos indivíduos institucionalizados, 22. Primeiro houve a caracterização do idoso, seguida pela aplicação do Mini Exame de Estado Mental (MEEM), Escala Geriátrica de Depressão de Yesavage e a Escala de Lawton. Esses dados foram codificados e comparados entre si permitindo verificar o índice de correlação de Pearson. RESULTADOS: Entre os indivíduos institucionalizados obtiveram-se as seguintes médias: idade 72,33 ± 10,44 anos, MEEM 11,17 ± 5,8, escala de Lawton 8,11 ± 2,99 e escala de Yesavage 4,06 ± 2,90. Entre os indivíduos não institucionalizados obtiveram-se as seguintes médias: idade 62,78 ± 9,01 anos, MEEM 26,41 ± 3,25, escala de Lawton 15,43 ± 1,33 e escala de Yesavage 2,02 ± 2,83. Ao comparar os dois grupos, todas as escalas de avaliação obtiveram valores significativos (p < 0,05), exceto entre MEEM e Yesavage para idosos institucionalizados. CONCLUSÃO: Os dados sugerem uma influência do estado cognitivo na depressão e nas atividades funcionais de vida diária.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The decline of cognitive capacity is due to physiological processes of normal aging or a stage of transition to dementia. Dementia is a clinical syndrome that can be caused by a number of underlying diseases related to neuronal loss and damage to brain structure. Individuals with dementia may have cognitive and functional changes that interfere with daily activities. OBJECTIVE: To analyze the decline of cognition and its impact on functional abilities in elderly non-institutionalized and institutionalized. MATERIALS AND METHODS: We evaluated a total of fifty-three elderly people divided into two groups, one group of institutionalized elderly and other non-institutionalized. In the group of non-institutionalized individuals were evaluated thirty-one individuals non-institutionalized elderly, and twenty-two in the group of elderly institutionalized individuals. The groups had both sexes and ages ranging from 55 to 86 years. Were made to characterize the elderly and application of cognitive evaluation using the Mini-Mental State Examination (MMSE), Geriatric Depression Scale of Yesavage and functional evaluation by the Lawton scale for instrumental activities of daily living. These data were coded and compared among them in order to verify the correlation coefficient. RESULTS: Among institutionalized individuals obtained the mean age of 72.33 ± 10.44 years, mean MMSE 11.17 ± 5.8, scale of Lawton 8.11 ± 2.99 and scale of Yesavage 4, 06 ± 2.90. Among non-institutionalized individuals obtained the mean age of 62.78 ± 9.01 years, mean MMSE 26.41 ± 3.25, range from Lawton 15.43 ± 1.33 and scale of Yesavage 2, 02 ± 2.83. By comparing the two groups, all the rating scales obtained significant values (p < 0.05). CONCLUSION: The data suggest an influence of depression on cognitive status and functional activities of daily living.
  • Teaching and practice of physical therapy applied to vocational training of the child Artigos Originais

    Guedes, Maria José de Paula; Alves, Nildo Batista; Wyszomirska, Rozangela Maria de Almeida Fernandes

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: É um dos desafios delegados aos docentes da Fisioterapia formar profissionais conhecedores do que é particular na abordagem à criança, no intuito de favorecer estratégias ambientais e sociais favoráveis ao desenvolvimento potencial da criança. OBJETIVO: Investigar o ensino e a aprendizagem da Fisioterapia aplicada à criança, nos cursos de Fisioterapia de Alagoas. MÉTODOS E MATERIAIS: Estudo exploratório, descritivo, construído a partir de uma abordagem qualitativa e quantitativa, realizado com docentes responsáveis pelo ensino e egressos dos cursos de Fisioterapia do estado. O procedimento adotado é a análise documental do plano de ensino do curso; aplicação de questionário utilizando escala de Lirket aos alunos e entrevistas com os professores, obedecendo a núcleos direcionadores para análise temática. RESULTADOS: Foi percebido que o ensino de Fisioterapia aplicada à criança em Alagoas sofre as consequências do crescimento explosivo do número de cursos, ocorrido nesta última década; demonstra práticas tradicionais da Fisioterapia, voltada para as doenças, entre estas as neurológicas e afecções respiratórias. Os professores com formação docente indicaram iniciativas em metodologias ativas e visão mais intregral da saúde das crianças. CONCLUSÃO: Docentes e egressos sugerem alterações no projeto pedagógico, com ampliação e antecipação das vivências práticas, inserção de novos conteúdos disciplinares e ampliação da carga horária; mudanças na metodologia de ensino com ampliação da problematização no ensino e mais apoio institucional a essas mudanças; implementação de ações inter e multidisciplinares; melhorias na articulação teórico-prática.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: One of the challenges delegates to train teachers of physical therapy professionals who is particularly knowledgeable in the approach to the child, in order to promote environmental strategies and social development potential of children. OBJECTIVE: To interrogate the teaching and learning of physical therapy applied to the child, in physiotherapy courses of Alagoas State, Brazil. METHODS AND MATERIALS: Exploratory, descriptive, constructed from a qualitative and quantitative approach, conducted with teachers responsible for teaching and graduates of the State Physical Therapy. The procedure adopted is a documentary analysis of the syllabus of the course, using a questionnaire scale Lirket students and interviews with teachers, following the core direction positioners for content analysis. RESULTS: It was perceived that the teaching of Physical Therapy in Alagoas State applied to the child suffers the consequences of explosive growth in the number of courses, which occurred in the last decade, demonstrates the traditional physical therapy practices, focused on the disease, among these the neurological and respiratory problems. Teachers with teacher training have demonstrated, active methodologies and initiatives integral vision of children's health. CONCLUSION: Faculty and graduates suggest changes in the educational project, with anticipation of expansion and practical experiences, adding new content and expanding the disciplinary workload, changes in teaching method with amplification of questioning in teaching and more institutional support for these changes, implementation of actions inter-and multidisciplinary, improvements in theoretical-practical articulation.
  • Factors influencing the quality of life of caregivers of cerebral palsy children Artigos Originais

    Almeida, Kênnea Martins; Fonseca, Breno Morais da; Gomes, Amanda Azevedo; Oliveira, Murilo Xavier

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Crianças com Paralisia Cerebral (PC) apresentam uma série de deficiências e limitações que geram dependência em relação a seus cuidadores. OBJETIVO: Avaliar se a qualidade de vida de cuidadores de crianças com PC está relacionada ao comprometimento motor da criança, à classe econômica ou à escolaridade do cuidador. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram entrevistados 45 cuidadores informais de crianças com PC por meio do questionário WHOQOL-bref e da classificação econômica da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep). As crianças foram classificadas de acordo com o Gross Motor Function Classification System. Realizaram-se testes de associação e correlação das variáveis com os domínios do WHOQOL-bref, utilizando-se Teste t independente e Coeficiente de Correlação de Spearman. RESULTADOS: Foi encontrada correlação positiva entre o domínio ambiental do WHOQOL-bref e classe econômica (0,56), e escolaridade do cuidador (0,389). Houve diferença significante entre os subgrupos de maior e menor classe econômica nos domínios ambiental (p = 0,001) e psicológico (p = 0,031), e entre os subgrupos de maior e menor nível escolar no domínio ambiental (p = 0,049). CONCLUSÃO: A qualidade de vida dos cuidadores parece ser influenciada pelo nível socioeconômico e não pelo nível de função motora da criança com PC.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Children with Cerebral Palsy (CP) have disabilities and limitations that generate dependence in relation to their caregivers. OBJECTIVE: Assess whether the quality of life of caregivers of children with CP is related to motor impairment, economic class and education of the caregiver. MATERIALS AND METHODS: We interviewed 45 informal caregivers of children with CP using the WHOQOL-bref and economic classification of Associação Brasileira de Empresas de Pesquisas (Abep). Children were classified using the Gross Motor Function Classification System. We conducted tests of association and correlation of variables with domains of the WHOQOL-bref, using independent t test and Spearman correlation coefficient. RESULTS: A positive correlation was found between the environmental domain of WHOQOL-bref and economic status (0.56) and education of the caregiver (0.389). There were significant differences between subgroups of higher and lower economic class in the environmental (p = 0.001) and psychological (p = 0.031), and among subgroups of high and low level of education in the environmental field (p = 0.049). CONCLUSIONS: The quality of life of caregivers appears to be influenced by socioeconomic level and not by the level of motor function of children with CP.
  • Relationship between depression and postural imbalance in the elderly who have suffered stroke Artigos Originais

    Tanaka, Ana Flávia Dias; Scheicher, Marcos Eduardo

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A incidência de Acidente Vascular Encefálico (AVE) aumenta com o envelhecimento e duplica a cada década de vida a partir dos 55 anos de idade. Entre as complicações decorrentes de um AVE estão o desequilíbrio postural e a depressão. OBJETIVOS: Avaliar e correlacionar equilíbrio postural e depressão em idosos com e sem AVE. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 38 sujeitos (19 com AVE e 19 sem AVE). O equilíbrio foi avaliado pela Escala de Equilíbrio de Berg e a depressão pela Escala de Depressão de Yesavage. RESULTADOS: Idosos com AVE apresentaram depressão quando comparados com idosos sem a doença (p < 0,0001). O risco de cair em idosos com AVE foi 102 vezes maior do que em idosos sem AVE. Houve correlação entre depressão e equilíbrio (r = -0,55; p = 0,01). CONCLUSÃO: Pacientes idosos com sequelas de AVE apresentam maior desequilíbrio e maior depressão, quando comparados com idosos de mesma faixa etária sem a doença.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The incidence of stroke it increases with the aging and each successive decade above 55 years leads to a doubling of stroke incidence. Among the current complications of stroke are the unbalance postural and depression. OBJECTIVES: To evaluate and correlate the postural balance and depression in elderly with and without stroke. MATERIALS AND METHODS: We evaluated 38 subjects (19 with stroke and 19 without). The balance was evaluated by Berg Balance Scale and the depression by Yesavage Depression Scale. RESULTS: Elderly with stroke presented depression when compared with elderly without the disease (p < 0.0001). The risk of falling in elderly with stroke was 102 times higher than in elderly without stroke. There was a correlation between depression and balance (r = -0.55; p = 0.01). CONCLUSION: Elderly patients with sequels of stroke have unbalance and greater depression, when compared with elderly of same age without the disease.
  • Effects of different methods of physical training and the habit of walking on functional balance of elderly Artigos Originais

    Helrigle, Carla; Ferri, Lucila Pessuti; Oliveira Netta, Carolina Pereira de; Belem, Jessika Barbosa; Malysz, Tais

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: As alterações do equilíbrio corporal estão entre as queixas mais comuns da população idosa e constituem um problema médico de grande relevância. OBJETIVO: Comparar a influência da prática de diferentes modalidades de treinamento físico e do hábito de caminhar sobre o equilíbrio funcional de idosos residentes em Jataí, Goiás. MATERIAIS E MÉTODOS: Fizeram parte desta pesquisa 135 idosos divididos em cinco grupos de acordo com o hábito de caminhar e com a modalidade de treinamento físico praticada: sedentários inativos (n = 39), sedentários ativos (n = 37), hidroginástica (n = 25), musculação (n = 10) e caminhada (n = 24). O equilíbrio funcional foi avaliado a partir do resultado atingido na Escala de Equilíbrio de Berg (EEB). Os dados foram expressos em valores de média e desvio do erro padrão e comparados entre si por meio da Análise de Variância One-Way seguida do teste post-hoc Tukey (p < 0,05), utilizando-se o software SPSS 12.0. RESULTADOS: Os idosos sedentários inativos e ativos atingiram valores de 48,89 ± 0,87 e 52,45 ± 0,47, respectivamente na EEB. Os idosos treinados praticantes de hidroginástica obtiveram escore de 54,04 ± 0,33, os praticantes de musculação 53 ± 0,52 e os praticantes de caminhada de 53,45 ± 0,51. A análise estatística mostrou que tanto os indivíduos sedentários ativos quanto os idosos treinados obtiveram maior valor atingido na EEB em comparação com os sedentários inativos (p < 0,05). Não foram observadas diferenças estatísticas entre os diferentes grupos de idosos treinados e nem destes com o grupo de idosos sedentários ativos. CONCLUSÃO: Tanto o hábito de caminhar quanto a prática regular da caminhada, da musculação e da hidroginástica por mais de seis meses, aumentam o equilíbrio funcional dos idosos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The balance disorders are among the most common complaints of the elderly population and constitute a medical problem of high relevance. OBJECTIVE: To compare the influence of the practice of various methods of physical training and habit of walking on the balance of elderly residents in Jataí, Goias State, Brazil. MATERIALS AND METHODS: One hundred thirty-five elderly were divided into five groups according to the habit of walking and the sport practiced: sedentary (n = 39), active sedentary (n = 37), hidrogymnastics (n = 25), weightlifting (n = 10) and walking training (n = 24). Functional balance was assessed by the results achieved in the Berg Balance Scale. Data were expressed as mean and standard error deviation and compared by analysis of variance One-Way followed by Tukey's post hoc test (p < 0.05) using software SPSS 12.0. RESULTS: The sedentary and active sedentary groups assets reached values of 48.89 ± 0.87 and 52.45 ± 0.47, respectively in the scale. The elderly trained practitioners of hidrogymnastics had a score of 54.04 ± 0.33, the bodybuilders 53 ± 0.52 and walking training 53.45 ± 0.51. Statistical analysis showed that both active sedentary and trained groups had higher score on the Berg Scale compared with sedentary group (p < 0.05). There were no statistical differences between different groups of trained elderly and even those trained with the group of active sedentary group. CONCLUSION: Both the habit of walking as a regular practice of and hydrogymnastics, weightlifting and walking training for more than six months, increase the functional balance of the elderly.
  • Effects of muscular strength exercises in the gait of individuals carriers of Down Syndrome Artigos Originais

    Borssatti, Francieli; Anjos, Francine Batista dos; Ribas, Danieli Isabel Romanovitch

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Indivíduos portadores de Síndrome de Down apresentam alterações na marcha decorrentes de diversos fatores, entre eles obesidade, deficit de equilíbrio, fraqueza muscular, hipotonia e frouxidão ligamentar. OBJETIVO: Verificar os efeitos dos exercícios lúdicos de força muscular na marcha de indivíduos portadores de Síndrome de Down. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo longitudinal realizado com oito indivíduos portadores de Síndrome de Down, de ambos os gêneros com idade média de 19,33 (± 2,44) anos. Os indivíduos selecionados foram submetidos à avaliação das variáveis lineares da marcha, por meio da impressão das pegadas em uma passarela de papel craft antes e depois da aplicação de um programa de exercícios lúdicos de força muscular, durante 12 semanas com frequência de duas vezes por semana. Os dados coletados foram inseridos em tabelas, a média e o desvio padrão foram calculados e submetidos ao teste paramétrico ANOVA considerando o intervalo de significância de 95% (p ≤ 0,05). RESULTADOS: O grupo analisado apresentou: comprimento do passo de 48,13 ± 1,84 m no pré-exercício, 47,75 ± 2,07 m no pós-exercício, e 49,1 ± 1,29 m no destreinamento; comprimento da passada de 92,49 ± 3,24 m no pré-exercício, 90,3 ± 6,81 m no pós-exercício, e 96,5 ± 2,39 m no destreinamento; velocidade da passada de 0,81 ± 0,15 m/s no pré-exercício, 0,75 ± 0,13 m/s no pós-exercício, e 0,72 ± 0,16 m/s no destreinamento; e cadência de 66,6 ± 8,33 passos/minuto no pré-exercício, 65,3 ± 9,65 passos/minuto no pós-exercício, e 60,4 ± 11,5 passos/minuto no destreinamento, sendo p ≥ 0,05. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados indicam que os exercícios lúdicos de força muscular não tiveram efeitos na marcha desses indivíduos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Individuals with Down syndrome have alterations in the gait due to several factors, including obesity, impaired balance, muscle weakness, hypotonia and ligament laxity. OBJECTIVE: The aim of this study is to verify the effects of playful muscular strength exercises in the gait of individuals with Down syndrome. MATERIALS AND METHODS: A longitudinal study was conducted with 8 individuals with Down syndrome, both genders with mean age of 19.33 (± 2.44) years. The selected individuals were submitted to evaluation of linear variables of gait, through printing the footprints on a runway of kraft paper before and after application of playful strength muscular exercises, during 12 weeks, with a frequency of twice a week. The collected data were entered into tables, calculated the mean and standard deviation and submitted to ANOVA parametric test considering the range of 95% (p ≤ 0.05). RESULTS: The analyzed group presented: step length 48.13 ± 1.84 m in the pre-exercise, 47.75 ± 2.07 m post-exercise, and 49.1 ± 1.29 m in the detraining); stride length 92.49 ± 3.24 m in the pre-exercise, 90,3 ± 6,81 m in the post-exercise, and 96.5 ± 2.39 m in the detraining; stride speed 0,81 ± 0,15 m/s in the pre-exercise, 0.75 ± 0.13 m/s in the post-exercise, and 0.72 ± 0.16 m/s in the detraining, and cadence 66.6 ± 8.33 steps/minute in the pre-exercise, 65.3 ± 9.65 steps/minute in the post-exercise, and 60.4 ± 11.5 steps/minute in the detraining, resulting p ≥ 0.05). CONCLUSION: The found results indicate that playful strength muscle exercises had no effect on gait of these individuals.
  • Influence of the shoe lift in the postural orientation in individuals with idiopathic scoliosis Artigos Originais

    Ferreira, Dalva Minonroze Albuquerque; Barela, Ana Maria Forti; Barela, José Ângelo

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A relação entre a orientação dos segmentos e os ajustes que podem ser desencadeados por calços e palmilhas em pacientes escolióticos durante a manutenção da posição ortostática é pouco conhecida. OBJETIVO: Verificar alterações estáticas e associadas com mudanças unilaterais de calços na orientação postural de indivíduos com escoliose idiopática. MATERIAIS E MÉTODOS: Grupo experimental com dez indivíduos com escoliose idiopática com curva dupla (menor 10°) e grupo controle com dez indivíduos sem escoliose (faixa etária de 13 a 24 anos). Participantes foram filmados na posição ortostática sem calço, com calço baixo (1 cm) e com calço alto (3 cm); estes foram colocados sob o pé direito e pé esquerdo dos indivíduos. Em cada condição, o participante manteve a posição estática durante 15 segundos e marcadores refletivos foram colocados em pontos anatômicos específicos. Foram calculados ângulos posturais: torácico alto; torácico médio; toracolombar e lombar e ângulos segmentares: ombro; escápula; pelve e joelho. RESULTADOS: Na condição sem calço, diferenças foram observadas entre grupos para os ângulos posturais toracolombar e lombar e para o ângulo segmentar do ombro. Com calço baixo e alto, sob o pé direito, diferença foi observada entre calços para os ângulos lombar, da pelve e do joelho. Com calço baixo e alto, sob o pé esquerdo, diferença foi observada entre grupos para o ângulo toracolombar e entre calços para os ângulos da pelve e do joelho. CONCLUSÕES: A utilização de calço promove reorientação nas regiões mais baixas da coluna e nos segmentos da pelve e do joelho. Estes resultados sugerem que nas escolioses duplas, manipulação da base de apoio modifica o alinhamento do tronco que pode provocar reorganização das estruturas e busca de um novo arranjo entre segmentos em indivíduos com escoliose idiopática.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The relationship between the orientation of the segments and the adjustments that can be triggered by shoe lift and insoles in scoliotic patients during maintenance of standing position is unclear. OBJECTIVE: To verify static changes and those associated with unilateral manipulations of shoe lift in the postural orientation in people with idiopathic scoliosis. MATERIALS AND METHODS: Experimental group composed of ten patients with idiopathic scoliosis with double curve (less 10°) and control group with ten participants without scoliosis (aging from 13 to 24 years). Participants were videotaped in upright stance, standing with no, low (1 cm), and high (3 cm) shoe lift, which were placed under right and left shoe. In each condition, the participant maintain upright stance for 15 seconds and reflective markers were affixed on specific anatomical places. Postural angles were obtained: high thoracic; medium thoracic; thoracolumbar; and lumbar, as well segmental angles: shoulder; scapula; pelvis; and knee. RESULTS: In the no shoe lift condition, differences were observed between groups for high and medium thoracic angles and for shoulder. With low and high shoe lift under the right foot, difference was observed between shoe lift heights for high thoracic, for pelvis and knee angles. With low and high shoe lift under the left foot, differences between groups were observed for thoracolumbar angle and between shoe lift heights for pelvis and knee angles. CONCLUSIONS: The shoe lift promotes reorientation in the lower regions of the spine and segments of pelvis and knee. It might be suggested that in the scoliosis with double curves, manipulation in the basis of support changes the alignment of the trunk that might promote structural reorganization and the search of new adjustments among segments in individuals with idiopathic scoliosis.
  • Functional capacity of elderly with osteoarthritis who undergone to aquatic and land physical therapy Artigos Originais

    Barduzzi, Glauber de Oliveira; Rocha Júnior, Paulo Roberto; Souza Neto, José Carlos de; Aveiro, Mariana Chaves

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A Osteoartrite (OA) é uma doença articular crônico-degenerativa que, quando sintomática, progride num padrão que inclui incapacidade para marcha e redução da Capacidade Funcional (CF), sendo sua manutenção um requisito importante para um envelhecimento saudável. Desse modo, vários recursos terapêuticos, entre eles a Fisioterapia Aquática (FA) e a Fisioterapia Terrestre (FT) surgem como alternativas para o tratamento dessa enfermidade. OBJETIVO: Avaliar o impacto da FA e da FT na CF de idosos com diagnóstico de OA de joelho. MATERIAIS E MÉTODOS: Quinze voluntários com diagnóstico clínico e radiográfico de OA de joelho com idade entre 60 a 80 anos foram distribuídos aleatoriamente entre os grupos: FA (n = 5), que realizou cinesioterapia em imersão; FT (n = 5), que realizou cinesioterapia em solo; e grupo controle (GC) (n = 5), que não recebeu qualquer tipo de intervenção fisioterapêutica. A CF foi avaliada com base na velocidade da marcha usual, por meio de células fotoelétricas, nos movimentos de caminhar e subir e descer escadas. RESULTADOS: Observou-se que os participantes da FA apresentaram melhora significativa no tempo da marcha usual (p = 0,007), marcha rápida (p = 0,02), subir escadas (p = 0,02) e descer escadas (p = 0,01), houve resultado satisfatório na FT apenas para descer escadas (p = 0,04). Não foram encontradas diferenças significativas no GC. CONCLUSÃO: Por meio dos resultados obtidos neste estudo, conclui-se que a FA seja a mais indicada para tratamento da OA, com resultados significativos na melhora da CF.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Osteoarthritis (OA) is a chronic, degenerative joint disease that when it is symptomatic, it develops in a pattern that includes inability to walk and reduction of functional capacity (FC), so its maintenance is an important requirement for a healthy aging. Thus, the aquatic physical therapy (AP) and the land one (LP) appear as alternatives for the treatment of this disease. OBJECTIVE: To evaluate the impact of AP and LP on FC of elderly diagnosed with knee osteoarthritis. MATERIALS AND METHODS: Fifteen volunteers with clinical and radiographic diagnosis of knee OA aged between 60 and 80 were randomly distributed among groups: AP (n = 5), that performed kinesiotherapy by immersion; LP (n = 5), that performed kinesiotherapy on soil; and the control group (CG) (n = 5), that received no type of physical therapy intervention. The FC was evaluated for the time of usual gait speed, fast gait and going up and down the stairs, through photoelectric cells. RESULTS: It was observed that the participants of AP showed significant improvement in the time of usual gait (p = 0.07), fast gait (p = 0.02), going up (p = 0.02) and down the stairs (p = 0.01), There was satisfactory result in LP just for down the stairs (p = 0.04). No significant differences were found in CG. CONCLUSION: Through the results of this study, to conclude that AP is more suitable for the treatment of OA, with significantly results for improvement of FC.
  • Characterization of sport injuries in the basketball Artigos Originais

    Almeida Neto, Antônio Francisco de; Tonin, Juliana Petrongari; Navega, Marcelo Tavella

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O basquete apresenta altos índices de lesão. Na literatura ainda não se definiu existem ou não diferenças entre os sexos. OBJETIVO: Caracterizar e analisar a incidência de lesões desportivas em atletas de basquetebol, com comparação entre os sexos. MATERIAIS E MÉTODOS: Quinze atletas de cada sexo, da categoria sub-23, foram entrevistados com o inquérito de morbidade referida. RESULTADOS: A média de idade das equipes feminina e masculina foi de 18 ± 0,65 e 18,20 ± 1,57 anos, respectivamente. A equipe masculina apresentou mais lesões que a feminina (2,6 ± 1,45 contra 1,2 ± 1,18 respectivamente, p < 0,05). A lesão articular foi o tipo de lesão mais comum na equipe masculina, representando 58,97%, e o segundo mais comum na feminina (33,33%). Os membros inferiores foram a região mais acometida por lesões (80,95% na feminina e 69,23% na masculina). O mecanismo de lesão mais comum na equipe masculina foi a aterrissagem (43,59%) e na feminina o salto vertical (28,57%). Em ambas as equipes, a maior parte das lesões ocorreu durante os treinos (61,9% na feminina e 71,8% na masculina). Foi necessário o afastamento em 47,62% (feminina) e 56,41% (masculina). A maioria dos atletas não realizou tratamento (61,9% e 51,28% feminino e masculino, respectivamente). O retorno às atividades, na maioria das vezes, foi sintomático, tanto na equipe feminina quanto na masculina (85,71% e 84,62% respectivamente). CONCLUSÃO: A incidência de lesões no basquetebol é maior nos membros inferiores. A equipe masculina mostra-se mais propensa a sofrer lesões, e os principais mecanismos de lesão foram diferentes entre as equipes masculina e feminina.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Basketball is characterized with high injury rate. In the literature it's not defined whether or not there are differences between the sexes. OBJECTIVE: Characterize and analyze the incidence of athletic injuries in basketball players, comparing the sexes. MATERIALS AND METHODS: Fifteen under-23 category athletes of each sex were interviewed with the reported morbidity inquire. RESULTS: The age of the female and male teams, in average, was 18 ± 0.65 and 18.20 ± 1.57 years respectively. The male team had more injuries than the female one (respectively 2.6 ± 1.45 against 1.2 ± 1.18, p < 0.05). The joint damage was the most common injury in the male team, representing 58.97%, and the second most common in the female team (33.33%). The lower limbs were the most common injured sites (80.95% in the female and 69.23% in the male). The most frequent injury mechanism in the male team was the landing (43.59%), and in the female was the vertical jump (28.57%). In both teams the most injuries occurred during the training (61.9% in the female and 71.8% in the male). The absence was necessary in 47.62% (female) and 56.41% (male). Great part of the athletes didn't received any treatment (61.9% and 51.28% in the female and male team respectively). The return to the activities was mostly symptomatic, in both female and male team (85.71% and 84.62% respectively). CONCLUSION: The incidence of injuries in basketball is higher in the lower limbs. The male team is more likely to suffer injuries, and the main injury mechanisms were different between male and female team.
  • Biochemical, anthropometric and blood pressure variables as indicators of cardiovascular risk on public employees Artigos Originais

    Oliveira, Renata Aparecida Rodrigues de; Moreira, Osvaldo Costa; Lopes, Priscila Rita Niquini Ribeiro; Amorim, William; Breguez, Michele Silveira; Marins, João Carlos Bouzas

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: As doenças cardiovasculares têm sido apontadas como a principal causa de mortalidade e morbidade no Brasil e no mundo. OBJETIVO: Verificar a prevalência dos fatores de risco cardiovascular em servidores universitários, utilizando as variáveis bioquímicas, antropométricas e pressóricas. MATERIAIS E MÉTODOS: Participaram do estudo 107 servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Viçosa, no ano de 2010, com idade média de 46,1 ± 10,4 anos. Os parâmetros analisados foram: índice de massa corporal, relação cintura-quadril (RCQ), pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), colesterol total (CT), triglicerídeos (TG), lipoproteína de alta densidade (HDL-C) e lipoproteína de baixa densidade (LDL-C). A análise dos dados consistiu no cálculo das prevalências das variáveis estudadas. Para todos os tratamentos estatísticos adotou-se um nível de significância de p < 0,05. RESULTADOS: Foram encontrados 45% de excesso de peso (IMC ≥ 25,0 kg/m²), 20% da população apresentou RCQ elevada (> 0,85 para as mulheres e ≥ 0,95 para os homens), a pressão arterial se apresentou alta (PAS ≥ 140 mmHg; PAD ≥ 90mmHg) em 24% dos avaliados, o CT obteve 49% de valores elevados (> 199 mg/dL), os triglicerídeos apresentaram 23% valores alterados (> 149 mg/dL), em relação ao LDL-C foram encontrados 31% de valores acima de 129 mg/dL, e 30% dos avaliados apresentaram valores reduzidos de HDL-C (< 40 mg/dL). Observamos que apenas 18,6% dos avaliados não apresentaram nenhum dos FRC analisados, sendo que cerca de metade dos servidores se encontraram na faixa de 2 a 4 FRC. CONCLUSÃO: Foi verificado um elevado percentual de FRC na população de servidores universitários. Dentre as variáveis analisadas, verificamos que excesso de peso, CT, níveis reduzidos de HDL-C e aumentados de LDL-C foram os FRC mais prevalentes.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Cardiovascular diseases have been identified as the main cause of morbidity and mortality in Brazil and in the world. OBJECTIVE: To verify the prevalence of cardiovascular factors risk (CFR) over university employees, through the use of biochemical, anthropometric and blood pressure variables. MATERIALS AND METHODS: Participated of the study 107 technical-administrative employees of Universidade Federal de Viçosa, in 2010, with the average age of 46,1 ± 10,4 years old. The analyzed parameters ware: level of body mass (BLM), waist-hip ratio (WHR), systolic arterial pressure (SAP), diastolic arterial pressure (DAP), total cholesterol (TC), triglycerides (TG), high-density lipoprotein (HDL- C) and low-density lipoprotein (LDL-C). The data analysis was to calculate the prevalence of the variables studied. For all statistical treatments was adopted p < 0.05 as significance level. RESULTS: It was found 45% of over-weight (BLM ≥ 25.0 kg/m2), 20% of population showed higher WHR (≥ 0.85 for women and ≥ 0.95 for men) , the blood pressure was also high (SAP ≥ 140 mmHg; DAP ≥ 90mmHg) in 24% of evaluated, the TC obtained 49% of high values (> 199 mg/dL), triglycerides showed 23% of changed values (> 149 mg/dL), although the LDL-C were found 31% of values over 129 mg/dL, and 30% of evaluated showed low values of HDL-C (< 40 mg/dL). It was possible to observe that just 18.6% evaluated did not show any CFR analyzed, taking in consideration that almost half of employees are in the level of 2 to 4 CFR. CONCLUSION: It was verified an increased percentage of CFR over the university employees. Among the analyzed variables it is possible to verify that the over-weight, TC, low levels of HDL-C and high of LDL-C were the most prevalent CFR.
  • The correlation between lower extremity physical functional and severity of chronic obstructive pulmonary disease Artigos Originais

    Silva, Helton Eckermann da; Zipperer, Adria

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma doença que progressivamente compromete a tolerância ao esforço, levando a limitações ou incapacidades funcionais. Além do teste de caminhada de seis minutos (TC6), novos testes vêm sendo propostos para avaliar tais limitações. O SPPB (Short Physical Performance Battery) consiste em uma bateria de testes que avalia o desempenho físico funcional de membros inferiores (DFFMI) OBJETIVO: Avaliar o DFFMI de portadores de DPOC usuários de oxigenoterapia domiciliar (OD) por meio do SPPB e correlacioná-lo com marcadores multidimensionais de gravidade da DPOC. MATERIAIS E MÉTODOS: De 54 portadores de DPOC muito grave usuários de OD, 25 atenderam aos critérios de inclusão. O SPPB avaliou o DFFMI através de testes de equilíbrio estático, velocidade da marcha e levantar-se da cadeira. O índice BODE foi composto a partir da composição corporal, VEF1, dispneia e TC6. RESULTADOS: Entre os 25 avaliados (11 mulheres e 14 homens) com média de idade de 71 ± 6,80 anos e VEF1 médio de 27,40 ± 9,68% do previsto, o escore total médio do SPPB foi 9,36 ± 1,80 pontos (moderado desempenho). A média do índice BODE (em que B significa índice de massa corpórea - body mass índex; O, obstrução; E, tolerância ao exercício; e D, da dispneia) foi de 6,16 ± 2,36 pontos. O escore total do SPPB apresentou correlação negativa com o BODE e positiva com o TC6. A variável velocidade da marcha em segundos do SPPB correlacionou-se negativamente com o TC6 e positivamente com o MRC e o BODE. CONCLUSÃO: Diante das correlações observadas destacamos a praticidade e utilidade do SPPB na avaliação e monitoramento da gravidade da DPOC e capacidade funcional para a amostra estudada, sugerindo um potencial uso como instrumento para prognóstico da DPOC, em associação com outros marcadores.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is a progressive disease that compromises the effort tolerance, leading to functional limitations or disabilities. Besides the test of six-minute walk test (6MWT), new tests have been proposed to assess such limitations. The SPPB (Short Physical Performance Battery) consists of a battery of tests that assess physical functional performance of the lower limbs (PFPLL). OBJECTIVE: To evaluate the PFPLL of COPD users of home oxygen (HO) through the SPPB and correlate it with the BODE index of COPD severity. MATERIALS AND METHODS: From 54 patients with very severe COPD, HO users, 25 met the inclusion criteria. The SPPB the PFPLL evaluated through tests of static balance, walking speed and chair rising. The BODE index was composed by body composition, FEV1, dyspnea and 6MWT. RESULTS: Among the 25 evaluated (11 women and 14 men) with a mean age of 71 ± 6.80 years and mean FEV1 of 27.40 ± 9.68% predicted, the average of SPPB total score was 9.36 ± 1.80 points (moderate performance). The mean BODE (body mass index, obstruction, exercise, and dyspnea) index was 6.16 ± 2.36 points. The SPPB total score was negatively correlated with BODE and positive with the 6MWT. The variable gait speed in seconds SPPB was negatively correlated with the 6MWT and positively with MRC and BODE. CONCLUSION: Given the observed correlations emphasize the practicality and usefulness of SPPB in the evaluation and monitoring of COPD severity and functional capacity for the studied sample, suggesting a potential use as a tool for prognosis of COPD in association with other markers.
  • Effect of group program of kinesiotherapy with Back School for chronic low back pain Artigos Originais

    Korelo, Raciele Ivandra Guarda; Ragasson, Carla Adriane Pires; Lerner, Carlos Eduardo; Morais, Jociele Cristine de; Cossa, Jessica Banach Noga; Krauczuk, Cirlene

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A dor lombar, considerada importante problema de saúde pública, pode ser tratada com cinesioterapia aliada à "Escola de Postura"; entretanto, ainda não está definido o papel desta associação como alternativa de tratamento para lombalgias crônicas. OBJETIVO: Avaliar a efetividade de um programa cinesioterapêutico de grupo aliado à Escola de Postura, sobre a dor e a capacidade funcional, em indivíduos com lombalgia crônica. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo clínico transversal, realizado com 24 indivíduos que apresentavam dor lombar, de ambos os gêneros, com média de idade de 55,3 ± 6,3 anos, pertencentes à área de abrangência da Unidade de Saúde Bairro Novo (Curitiba, PR). Foram realizados 12 atendimentos de um programa de cinesioterapia e educação postural, com frequência de uma vez por semana, durante três meses. Foram avaliadas dor (Escala Visual Analógica - EVA) e capacidade funcional (questionário de Rolland Morris) antes e após o período de intervenção. RESULTADOS: Na EVA observou-se diminuição significativa da dor (p < 0,05) do primeiro dia de intervenção (atendimento de 1h30min) para a EVA inicial de pré e pós-intervenção (programa de três meses). Também houve melhora na capacidade funcional no período de três meses de intervenção (p < 0,05). CONCLUSÃO: O programa de cinesioterapia em grupo mostrou-se favorável na melhora da dor e da capacidade funcional de pacientes com lombalgia.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Low back pain is significant public health problem and can be treated with kinesiotherapy allied to "Back School", however, is not yet defined the role of this association as an alternative treatment for chronic back pain. OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness program of a exercise group training allied to the Back School on the pain and functional capacity in individuals with chronic low back pain. MATERIALS AND METHODS: It is a cross-sectional clinical study, conducted with 24 individuals of both genders, with a mean age of 55.3 ± 6.3 years old, belonging to the area of the Health Unit Bairro Novo (Curitiba, Paraná State) who had low back pain. Were carried out 12 visits to a program kinesiotherapy and postural education, often once a week for three months. We assessed pain (Visual Analogue Scale - VAS) and functional capacity (Rolland Morris questionnaire) before and after the intervention period. RESULTS: VAS showed a significant decrease in pain (p < 0.05) for the first day of intervention (care 1h30m) and EVA for initial pre and post intervention (program three months). There was also improvement in functional capacity within three months of intervention (p < 0.05). CONCLUSIONS: The program of a group kinesiotherapy was favorable in improving pain and functional capacity of patients with low back pain.
  • Histomorphometrical analysis of rats' soleus muscle submitted to animal model of MPTP-induced parkinsonism Artigos Originais

    Loureiro, Ana Paula Cunha; Niederheitmann, Cecília Beatriz Helm; Gomes, Anna Raquel Silveira; Loureiro, Claudia da Cunha; Zotz, Talita Gianello Gnoato

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Modelos experimentais da Doença de Parkinson (DP) que reproduzem a desnervação dopaminérgica têm sido desenvolvidos para estudar a patofisiologia desta doença e analisar a eficácia de novas terapêuticas. Dentre os sinais cardinais da DP temos a rigidez muscular, estudos sugerem que mudanças intrínsecas nas propriedades mecânicas do músculo podem ser responsáveis pelo aumento dessa alteração tônica. OBJETIVO: Analisar a morfologia geral e a histomorfometria do músculo sóleo de ratos Wistar induzidos ao Parkinsonismo por 1-metil-4-fenil-1,2,3,6-tetrahidropiridina (MPTP). MATERIAIS E MÉTODOS: Utilizaram-se 24 ratos Wistar machos, com idade de 13 semanas e peso de 279 ± 13 g, divididos em quatro grupos: 1- controle-controle (n = 6): sham tratados com benserazida + salina; 2 - controle-L-DOPA (n = 6): sham tratados com benserazida + L-DOPA; 3 - MPTP- controle (n = 6): lesão na substância negra (SNc) por MPTP tratados com benserazida + salina; 4 - MPTP-L-DOPA (n = 6): lesão na SNc por MPTP tratados com benserazida + L-DOPA. Esses animais foram submetidos a eutanásia 35 dias após os procedimentos experimentais. Foram analisados: peso corporal, peso muscular, morfologia geral do músculo com microscopia de luz e mensuração da área de secção transversa das fibras musculares. Realizaram-se comparações com o teste t pareado entre o peso corporal inicial e final. A ANOVA post-hoc Tukey foi usada para comparações entre os grupos, sendo considerado significativo p ≤ 0,05. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nas variáveis analisadas. CONCLUSÃO: Os dados analisados não excluem a possibilidade de alterações ocorrerem no interior dessas células, nos tipos de fibras musculares ou em longo prazo.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Animal models for Parkinson's disease (PD) which mimetize dopaminergic degeneration of nervous cells have been developed to study the pathology of this disease and to analyze the efficiency of new therapies. One of the cardinal signs of PD have muscle stiffness, studies suggest that intrinsic changes in mechanical properties of muscle may be responsible for the increase of this amendment tonic. OBJECTIVE: To analyze the morphology and histomorphometry of soleus muscle of rats PD-induced by 1-methyl-4-phenyl-1,2,3,6-tetrahydropiridine (MPTP). MATERIALS AND METHODS: We used 24 male Wistar rats, with the age of 13 weeks and 279 ± 13 g weight, divided into four groups: 1- control-control (n = 6): sham treated with benserazidasalina; 2 - control-L-DOPA (n = 6): sham treated with benserazida + L-DOPA; 3 - MPTP-control (n = 6): injury in substantia nigra (SNc) by MPTP treated with benserazidasalina; 4 - MPTP-L-DOPA (n = 6): CNS injury by MPTP treated with benserazida + L-DOPA. These animals were euthanized 35 days after the experimental procedures. It was analyzed: body weight, muscle weight, General muscle morphology with light microscopy and measurement of the cross-sectional area of muscle fibers. Comparisons between initial and final body weight were developed with the paired T-test. The Tukey post-hoc ANOVA was used for comparisons between groups, being considered significant p ≤ 0.05. RESULTS: No statistically significant differences were found in the analyzed variables. CONCLUSION: The data analyzed do not exclude the possibility of occurrence of changes in the interior of these cells, in the types of muscle fibers or long term.
  • Chronic adaptations on lung function in individuals infected with Visceral Leishmaniasis Artigos Originais

    Silva, Andrea Oliveira da; Silva, Sandra Brito; Pires, Caio Breno Reis; Gonçalves, Luciana Soares Lages; Coertjens, Patrícia Chaves; Coertjens, Marcelo

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: Apesar de escassas, as principais alterações cardiopulmonares verificadas durante a infecção com Leishmaniose Visceral (LV) se referem a alterações histológicas e imunológicas e poucos relatos de repercussões funcionais. OBJETIVO: Verificar e analisar a existência de adaptações crônicas na função pulmonar de indivíduos assintomáticos previamente infectados pela LV. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo do tipo transversal descritivo, para o qual foram selecionados todos os indivíduos que contraíram LV em Parnaíba (Piauí, Brasil) entre 2007 e 2010 de acordo com informações do Setor de Epidemiologia do município. De um total de 20 indivíduos com confirmação parasitológica de LV, foram avaliados nove com idades entre 18 e 62 anos entre setembro e outubro de 2011. Excluíram-se indivíduos que não apresentaram diagnóstico parasitológico de LV, doenças ou sintomas cardiorrespiratórios recentes, usuários crônicos de drogas ilícitas e gestantes. Foram realizadas medidas antropométricas e testes de espirometria e de manovacuometria conforme especificações da American Thoracic Society / European Respiratory Society (ATS/ERS). Para comparação das médias dos valores medidos e preditos foi realizado Teste t Student para dados dependentes. O nível de significância adotado foi p < 0,05. RESULTADOS: A Capacidade Vital Forçada (CVF) (3,8 ± 0,9 vs. 4,2 ± 0,8 L) e o Volume Expiratório Forçado no primeiro segundo (VEF1) (3,3 ± 0,7 vs. 3,5 ± 0,7 L) foram estatisticamente menores do que os valores medidos (p < 0,01). A relação VEF1/CVF (87,6 vs. 84,4%) foi maior nos valores medidos (p = 0,08). CONCLUSÃO: Apesar de o número de indivíduos avaliados ser pequeno, os dados indicam que a infecção por LV parece desenvolver adaptações crônicas sobre o sistema respiratório, resultando em volumes pulmonares significativamente diminuídos e uma tendência a padrões respiratórios restritivos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: Although scarce, the main changes observed during cardiopulmonary infection with Visceral Leishmaniasis (VL) refer to histological and immunological and few reports of functional repercussions. OBJECTIVE: To verify and analyze the existence of chronic adaptations in pulmonary function in individuals who have been infected by VL. MATERIALS AND METHODS: It is a descriptive cross-sectional study, which evaluated nine people aged between 18 and 62 years. Anthropometric measurements and spirometry and manometer tests were performed according to the specifications of the American Thoracic Society / European Respiratory Society (ATS/ERS). For comparison of the measured and predicted values was performed Student t test for dependent data. The level of significance was p < 0.05. RESULTS: The Forced Vital Capacity (FVC) (3,8 ± 0,9 ± 0,8 vs. 4,2 l) and Forced expiratory volume in first second (FEV1) (3,3 ± 0,7 ± 0,7 vs. 3,5 l) were statistically smaller in measured values (p < 0.05). The FEV1/FVC ratio (87.6 vs. 84.4%) was higher in the measured values (p = 0.08). CONCLUSION: The data indicate that infection with VL seems to develop chronic adaptations on the respiratory system, resulting in decreased lung volumes and a tendency to restrictive breathing patterns.
  • Ethical and humanized aspects of physiotherapy in the ICU: a systematic review Artigos de Revisão

    Santuzzi, Cíntia Helena; Scardua, Maria Jose; Reetz, Jacqueline Betzel; Firme, Kássia Santos; Lira, Nayla Oliveira; Gonçalves, Washington Luiz Silva

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O trabalho propõe uma reflexão sobre o relacionamento ético do fisioterapeuta nas Unidades de Terapias Intensivas. MATERIAIS E MÉTODOS: Foi realizada uma revisão bibliográfica nas bases de bases eletrônicas MEDLINE, LILACS e SciELO, no período de 1998 a 2010. Os descritores utilizados foram: "ética em fisioterapia nas UTIs" e combinações dos descritores "fisioterapia", "ética/bioética", "UTI/CTI", "humanização" e "saúde". Realizou-se busca dos mesmos descritores e suas combinações em língua inglesa. RESULTADOS: Somando-se todos os bancos de dados, o corpus gerado pelo levantamento bibliográfico consistiu de 23 registros; destes, quatro têm significante interface da fisioterapia com a ética nas UTIs. DISCUSSÃO: Estudos demonstram que, por causa da recente atuação do fisioterapeuta no ambiente da UTI, da rotina bastante rigorosa estabelecida nesses centros e da pouca discussão dos dilemas éticos do dia a dia das UTIs, tornam-se urgentes mudanças na gestão da relação entre o paciente e o fisioterapeuta, objetivando aprimorar as relações humanas em todos os níveis. CONSIDERAÇÕES FINAIS: De acordo com a revisão bibliográfica apresentada, considera-se de fundamental importância o envolvimento e a participação do fisioterapeuta nos debates que envolvem dilemas éticos em UTI. Além disso, a aquisição de maior conhecimento sobre as questões éticas e aspectos relacionados à humanização da assistência intensiva devem ser tópicos de discussão não somente circunscrita ao âmbito da fisioterapia, mas de todos os profissionais. Adicionalmente, estudos futuros são necessários para aprimorar a conduta fisioterapêutica e melhor definir e apontar as principais dificuldades deste profissional nesse contexto.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: This paper proposes a reflection on the ethical relationship of the physiotherapist in the Intensive Therapy Unit. MATERIALS AND METHODS: We performed a literature review on the basis of electronic databases MEDLINE, LILACS e SciELO, the period 1998-2010. The words were: "ethics in physical therapy in the ICU" and combinations of the words "physiotherapy", "ethics/bioethics", "ICU/ICC", "humanization" and "health". RESULTS: Adding up all databases, generated by the corpus consisted of 23 bibliographic records, records of these 23, four have significant interface with the ethics of physiotherapy in the ICU. DISCUSSION: Studies show that, due to the recent role of the physiotherapist in the ICU environment associated with the fact that a very strict routine established in these centers and little discussion of the ethical dilemmas of the day-to-day ICUs, becomes urgent change in how to manage the relationship between patient and therapist, aiming to improve human relations at all levels. FINAL CONSIDERATIONS: According to the literature review presented, it is of fundamental importance the involvement and participation of a physiotherapist in discussions involving ethical dilemmas in ICU, in addition, the acquisition of more knowledge about ethical issues and aspects related to the humanization of intensive care should be topics of discussion not only limited to the scope of physical therapy, but all professionals. Additionally, future studies are needed to improve the practice of physical therapy and better define and point out the main difficulties in this professional context.
  • Manual hyperinflation: technical and clinical evidence review Artigos de Revisão

    Nunes, Guilherme S.; Botelho, Guilherme Varela; Schivinski, Camila Isabel Santos

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: A técnica de hiperinsuflação manual (HM), também conhecida como "bag squeezing" ou "bagging", foi inicialmente descrita como um recurso para melhorar a oxigenação pré e pós-aspiração traqueal, mobilizar o excesso de secreção brônquica e reexpandir áreas pulmonares colapsadas. OBJETIVO: Apresentar evidências científicas sobre os efeitos da manobra de HM como recurso fisioterapêutico, bem como suas indicações clínicas. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se uma busca nas bases de dados eletrônicas SciELO, ScienceDirect, PubMed e PEDro, utilizando-se os descritores "hiperinsuflação manual" (manual hyperinflation) e "fisioterapia" (physiotherapy). Como critério de inclusão considerou-se: conter os descritores no título ou resumo; ensaios clínicos que abordassem "hiperinsuflação manual" e fisioterapia; textos em inglês e português; publicações entre 1994 e 2011. RESULTADOS: Foram selecionados 25 estudos e todos apontaram a importância dessa manobra na mobilização de secreções traqueobrônquicas e para reexpansão de alvéolos colapsados, devido à melhora do volume pulmonar. Adequação das trocas gasosas, melhora da oxigenação e da complacência pulmonar, prevenção e tratamento de atelectasias são outras indicações. Também é consensual a preocupação com a padronização na aplicação da técnica. Melhores resultados são alcançados quando o volume aplicado é cerca de 50% maior que o volume corrente do paciente. Precauções quanto a limites de pressão em torno de 40 cm H2O, para se evitar barotraumas, também são referidas pela maioria dos estudos. CONCLUSÃO: A literatura traz evidências que sustentam a indicação do HM para mobilização e eliminação de secreções traqueobrônquicas e prevenção de infecções/complicações, além da necessidade de padronização da técnica.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The manual hyperinflation technique, also called like "bag squeezing" or "bagging", primarily it has described as a tool to improve oxygenation in pre and post-aspiration, tracheobronchial secretions mobilization and reexpansion of collapsed alveoli. OBJECTIVE: To present scientific evidence on the effects of manual hyperinflation (MH) like a physiotherapy resource, as well as clinical indications. MATERIALS AND METHODS: It was performed a review in the electronic databases SciELO, ScienceDirect, PubMed and PEDro, using the descriptors "manual hyperinflation" (hiperinsuflação manual) and "physiotherapy" (fisioterapia). The criteria for inclusions were: include the descriptors in title or abstract; clinical trial about "manual hyperinflation" and physiotherapy; papers in English and Portuguese; publications between 1994 and 2011. RESULTS: It was selected 25 paper; they were unanimous about the importance of MH for tracheobronchial secretions mobilization and for collapsed alveoli reexpansion, to improvement in lung volume. Other indications of this feature are: prevention and treatment of atelectasis, effects can be enhanced when combined with physiotherapy techniques. In this review was noted a concern about the standardization of the technique that shown better results when a volume 50% higher than the patient's tidal volume are applied during the maneuver. Precautions to limit pressure around 40 cm H2O to avoid barotrauma, are also cited by most studies. CONCLUSION: The literature brings evidence that support the indication of MH for tracheobronchial secretions mobilization and elimination, and prevention of infection/complications, and it is necessary to standardize the technique.
  • Evaluation of muscular strength with the modified sphygmomanometer test: a review of the literature Artigos de Revisão

    Souza, Lucas Araújo Castro e; Martins, Júlia Caetano; Teixeira-Salmela, Luci Fuscaldi; Godoy, Marina Resende; Aguiar, Larissa Tavares; Faria, Christina Danielli Coelho de Morais

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O Teste do esfigmomanômetro modificado (TEM) tem potencial de ampla aplicação clínica para mensuração da força muscular. OBJETIVO: Realizar uma ampla revisão da literatura para descrever como o TEM vem sendo utilizado para avaliação da força muscular, bem como suas propriedades de medida. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram realizadas buscas nas bases de dados MEDLINE/LILACS/SciELO/PEDro com combinação de termos específicos, sem restrições quanto ao idioma e publicados até novembro/2011, seguida de busca manual ativa. Todos os estudos encontrados foram analisados por dois examinadores independentes. RESULTADOS: Dos 24 estudos incluídos, 11 investigaram alguma propriedade psicométrica (validade de critério concorrente e confiabilidade) e reportaram resultados adequados. O TEM já foi utilizado para avaliação da força muscular de crianças, adultos e idosos, saudáveis ou acometidos por alguma condição de saúde; doenças reumáticas e dor lombar foram as mais comuns. Já foi utilizado para avaliação dos músculos do tronco e membros; os membros superiores foram os mais avaliados (79,16%), principalmente os preensores palmares. Todos realizaram adaptação no esfigmomanômetro, a maioria utilizou contração muscular por 5 segundos, pré-insuflação do equipamento de 20 mmHg e não foi reportado o tempo de repouso nem o número de repetições. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Apesar de apresentar adequadas propriedades de medida e ampla aplicabilidade clínica, o TEM ainda é pouco utilizado para avaliação da força muscular e não foi empregado em estudos com indivíduos em que este desfecho é comumente avaliado. A falta de padronização e/ou descrição dos procedimentos adotados dificulta a replicação dos métodos para utilização do TEM na prática clínica.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The Modified Sphygmomanometer Test (MST) has potential for wide clinical applications for the assessment of muscular strength. OBJECTIVE: To perform a literature review to describe how the MST has been employed for the evaluation of strength and its psychometric properties. MATERIALS AND METHODS: An extensive search was performed with the MEDLINE, SciELO, LILACS, and PEDro databases, by combining specific keywords, without language restrictions, and published until November/2011, followed by active manual search. RESULTS: Out of the 24 included studies, 11 investigated criterion-related validity and reliability with adequate results. The MST has been applied for the evaluation of strength in different populations, such as children, adults, and elderly, healthy or with some health conditions, been the rheumatic diseases and low back pain the most common. It has been applied for the assessment of trunk and limb muscles, mainly for the upper limb muscles (76.19%), principally handgrip. All of the studies performed some adaptations in the equipment and the majority used 5s of contraction, equipment pre-inflation of 20 mmHg. None reported the resting time neither the number of trials. FINAL CONSIDERATIONS: Despite the clinical applicability of the MST and the adequate psychometric properties, this test is still little used for the evaluation of strength and was not applied in subjects with important strength impairments. The lack of standardization and/or description of the adopted procedures hinder the MST replication in clinical contexts.
  • O ambiente virtual como interface na reabilitação pós-AVE: relato de caso Relatos de Caso

    Pavão, Silvia Leticia; Sousa, Nara Vanessa da Costa; Oliveira, Cinthia Monteiro; Castro, Pedro Cláudio Gonsales; Santos, Maria Cecília Moreira dos

    Abstract in Portuguese:

    INTRODUÇÃO: O acidente vascular encefálico (AVE) é um quadro neurológico agudo de repercussões amplas, que exige de suas vítimas programas de reabilitação desafiadores na promoção da função. Nesse contexto, a Realidade Virtual (RV) é uma ferramenta de interface na reabilitação que pode gerar altos índices de motivação do paciente e permitir adaptação da terapia ao seu nível de função. OBJETIVO: Verificar o efeito da RV por meio de videogame sobre o controle postural de um indivíduo pós-AVE. MATERIAIS E MÉTODOS: Um indivíduo pós-AVE com um ano de lesão foi submetido a um protocolo de reabilitação física com videogame numa frequência de três vezes por semana por um período de 12 semanas. Anteriormente e após o programa foi realizada dinamometria por plataforma de força para análise de variáveis relacionadas ao centro de pressão (COP). RESULTADOS: Na reavaliação, observou-se que a amplitude de deslocamento médio-lateral (x) aumentou 67% na condição de olhos abertos (OA) e fechados (OF); amplitude anteroposterior (y) aumentou 25 e 44% em OA e OF, respectivamente; área aumentou 109 e 141% em OA e OF; velocidade diminuiu 26 e 0,27% em OA e OF. CONCLUSÃO: A RV como interface na reabilitação possivelmente ampliou a exploração da base de suporte para manutenção da estabilidade, constituindo recurso adicional no tratamento desses indivíduos.

    Abstract in English:

    INTRODUCTION: The impaired postural control is one of the main problems for stroke survivors. Its consequences require the development of effective and challenging rehabilitation strategies for promotion of function. In this context, studies focusing on Virtual Environment (VE) suggest that Virtual Reality (VR) is an interface device which allows creating high levels of motivation and adaptation of the patient to the therapy. OBJECTIVE: The aim of this study was to investigate the role of VR using video game to the improvement of postural control in a chronic stroke survivor. MATERIALS AND METHODS: Only one subject participated in this study and was submitted to a rehabilitation protocol of 12 weeks, three times a week, using videogame. Measures of the center of pressure were obtained previously and latter to the protocol using a force plate. RESULTS: The protocol resulted in higher amplitude of sway in x and y for both eyes open and eyes closed condition, and a higher area of sway in both conditions too. However, the velocity of sway was reduced for both conditions. CONCLUSION: The VR as an interface device in rehabilitation could be responsible for improve the exploration of the support base and thus might be an additional device in clinical rehabilitation.
Pontifícia Universidade Católica do Paraná Rua Imaculada Conceição, 1155 - Prado-Velho -, Curitiba - PR - CEP 80215-901, Telefone: (41) 3271-1608 - Curitiba - PR - Brazil
E-mail: revista.fisioterapia@pucpr.br