Accessibility / Report Error

Fatores associados à adesão a grupos de atividades físicas na atenção básica

Factores asociados a la adherencia a grupos de actividad física en la atención primaria

RESUMO

O objetivo do estudo foi verificar a adesão de usuários a grupos de atividade física realizados por fisioterapeutas na atenção básica (AB) e seus fatores associados. Quanto à metodologia, trata-se de estudo transversal, quantitativo. Foi aplicado um questionário semiestruturado e outro de adesão adaptado, que investiga fatores gerais, motivadores e barreiras que podem influenciar na adesão. A amostra foi subdivida em 3 grupos em relação à adesão: 1-30% de frequência em 6 meses baixa adesão, de 31 - 70% média e acima de 71% alta adesão. Os grupos foram comparados pelos testes de Kruskall-Wallis e análise de variância (Anova) e a associação avaliada por regressão logística multinomial. Nos resultados, em relação à adesão, 46,8% da amostra apresentou baixa, 42,2% média e 11% alta adesão entre os 154 participantes, com média etária de 58,98±11,54 anos para fatores gerais, barreiras e motivadores foram diferentes (p<0,05) entre os grupos, e menor relato de fatores gerais de não adesão reduziram a chance de média adesão aos grupos. O maior tempo de participação nos grupos aumentou a chance de média e alta adesão em toda a amostra. Concluímos que o conhecimento dos fatores que influenciam positivamente na adesão, como tempo de participação, disposição e interesse, facilitam o desenvolvimento de estratégias pelos profissionais da AB para sua manutenção. Os resultados mostraram que existem fatores que interferem na adesão aos grupos realizados na AB.

Descritores:
Atividade Motora; Atenção Primária à Saúde; Estratégia de Saúde da Família; Fisioterapia

Universidade de São Paulo Rua Ovídio Pires de Campos, 225 2° andar. , 05403-010 São Paulo SP / Brasil, Tel: 55 11 2661-7703, Fax 55 11 3743-7462 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revfisio@usp.br