Perfil de lesões em praticantes de CrossFit: revisão sistemática

Perfil de lesiones en los practicantes de CrossFit: revisión sistemática

Fábio Hech Dominski Thais Cristina Siqueira Thiago Teixeira Serafim Alexandro Andrade Sobre os autores

RESUMO

O CrossFit se apresenta como um novo método de treinamento físico que vem ganhando popularidade desde sua criação. O objetivo deste estudo foi analisar o perfil de lesões em praticantes de CrossFit por meio de uma revisão sistemática da literatura. Utilizaram-se as recomendações da Declaração PRISMA para condução da revisão sistemática. A busca foi realizada nas bases de dados CINAHL, SciELO, Science Direct, SCOPUS, LILACS, PEDro, PubMed, SPORTDiscus e Web of Science. Avaliou-se a qualidade metodológica dos estudos, entre os quais dez foram considerados elegíveis. A prevalência de lesões nos praticantes de CrossFit variou de 5 a 73,5%, e a taxa de lesão variou de 1,94 a 3,1 lesões a cada 1.000 horas de treinamento. A região corporal mais acometida por lesões nos estudos selecionados foram os ombros, seguidos pelas costas e joelhos. Em relação aos fatores associados às lesões, destacou-se o tipo de exercício realizado e o tempo de prática de CrossFit. O sexo apresentou associação com a prevalência de lesões, estudos demonstraram que os homens apresentaram maior número de lesões em relação às mulheres. A idade esteve entre os fatores que não estiveram associados às lesões. Conclui-se que os ombros são a região corporal mais comumente acometida entre os praticantes de CrossFit, em indivíduos do sexo masculino e com lesões prévias, muitas vezes obtidas em outras modalidades. Ainda, que o CrossFit pode ser praticado com segurança por indivíduos de 18 a 69 anos.

Descritores:
Exercício; Treinamento Intervalado de Alta Intensidade; Ferimentos e Lesões; Revisão.

Universidade de São Paulo Rua Ovídio Pires de Campos, 225 2° andar. , 05403-010 São Paulo SP / Brasil, Tel: 55 11 2661-7703, Fax 55 11 3743-7462 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revfisio@usp.br
Accessibility / Report Error