Accessibility / Report Error

Autoria e esquiva: pensamento, ética e subjetivação em Michel Foucault

Authorship and avoidance: tought, ethics and subjectivation in Michel Foucault

Este artigo se fundamenta nos argumentos de Richard Bernstein em defesa da postura crítica de Foucault, contextualizados a partir do debate com Habermas, para quem a teoria foucaultiana do poder se ressentiria da explicitação de seus fundamentos normativos. Procuramos indicar, baseados na conferência sobre a função do autor, de 1969, o modo como tal postura se materializa precisamente na recusa em assumir uma posição de enunciação vinculada à proclamação tanto da Verdade quanto do Bem. Tal recusa, aqui denominada esquiva, faz com que a crítica seja permanente e se constitua como entrelaçamento entre trabalho filosófico, problematização ética e formas de subjetivação

ética; ontologia do presente; subjetivação; Foucault


Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Campus do Gragoatá, bl O, sala 334, 24210-201 - Niterói - RJ - Brasil, Tel.: +55 21 2629-2845 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revista_fractal@yahoo.com.br