"A via que facilita é a mesma que dificulta": estigma e atenção em HIV-Aids na estratégia saúde da família - ESF

"The way that makes it easy is the same that makes it difficult": stigma and health care in HIV-Aids in family health strategy - FHS

Este estudo buscou analisar a atenção em HIV-Aids na Estratégia Saúde da Família - ESF, levando-se em consideração a dinâmica do estigma associada a Aids, sob a perspectiva dos profissionais de saúde. O estudo foi realizado com duas equipes da ESF que compõem uma unidade de saúde em Porto Alegre-RS. Foram realizadas entrevistas com os médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem e um grupo focal com os Agentes Comunitários de Saúde. A análise realizada se deteve sobre três eixos: a percepção dos profissionais sobre o estigma relacionado a Aids; a participação dos profissionais na dinâmica do segredo/encobrimento/revelação do diagnóstico; a participação dos profissionais na (re)produção de estigmas. Os resultados apontaram a necessidade da dinâmica do estigma ser considerada no planejamento das ações e serviços em saúde, visando facilitar o acesso ao diagnóstico e tratamento, a construção de vínculo e confiança entre usuários e profissionais.

Síndrome da Imunodeficiência Adquirida; Estratégia Saúde da Família; estigma; práticas profissionais; atenção em saúde


Universidade Federal Fluminense, Departamento de Psicologia Campus do Gragoatá, bl O, sala 334, 24210-201 - Niterói - RJ - Brasil, Tel.: +55 21 2629-2845 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: revista_fractal@yahoo.com.br