A função emotiva em perspectiva intercultural

An intercultural perspective of the emotive function

Resumos

Este artigo propõe uma discussão sobre a relação entre a função emotiva e o multilinguismo. Ao problematizar as duas principais abordagens teóricas dessa relação, a visão da língua materna como o único verdadeiro veículo das emoções, por um lado, e, por outro, a visão da segunda língua como possibilidade de recombinação criativa dos scripts emocionais, o artigo insiste no interculturalismo como uma perspectiva válida para a pesquisa das emoções na linguagem humana. Confrontando as reflexões teóricas de Wierzbicka e de Pavlenko, ambas influenciadas pela emigração, com a situação cada vez mais desterritorializada da linguagem poética, o texto visa a enfatizar a ambivalência da articulação discursiva das emoções.

função emotiva; multilinguismo; interculturalismo


This paper discusses the relationship between the emotive function and multilingualism. By discussing the two main theoretical approaches of this relationship - on the one hand, the vision of the mother tongue as the only true medium of emotions, and on the other, the vision of the second language as a possibility for the creative recombination of emotional scripts - , this article insists on interculturalism as a valid perspective for research about emotions in human language. Comparing the theoretical reflections of Anna Wierzbicka and Aneta Pavlenko, both of whom were influenced by emigration, with the increasingly deterritorialized status of poetic language, this text aims to emphasize the ambivalence of the discursive articulation of emotions.

emotive function; multilingualism; interculturalism


  • ADORNO, Theodor W. Mínima moralia. Rio de Janeiro: Beco do Azogue, 2008.
  • BECKETT, Samuel. Happy Days: A play in Two Acts. New York: Grove Press, 1961.
  • ______. Oh Les Beaux Jours: Pièce en Deux actes. Paris: Éditions de Minuit, 1963.
  • ______. Dias felizes. São Paulo : Cosac Naify, 2010.
  • CLÉMENT, Bruno. L'Oeuvre sans qualités. Rhétorique de Samuel Beckett. Paris: Seuil, 1994.
  • HARAWAY, Donna. Manifesto ciborgue. Ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2009.
  • HARTWIG, Julia. Wiersze amerykanskie. Warszawa: Wydawnictwo Sic, 2002.
  • JAKOBSON, Roman. Linguística e Comunicação. São Paulo: Cultrix, 1995.
  • KAFKA, Frank. Contemplação. O foguista. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
  • KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado. Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.
  • MIŁOSZ, Czeslaw. Wiersze wszystkie. Kraków: Znak, 2011.
  • NUSSBAUM, Martha. Love's Knowledge. Essays on Philosophy and Literature. Oxford: Oxford University Press, 1990.
  • PAVLENKO, Aneta. Emotions and Multilingualism. Cambrigde: Cambridge University Press, 2005.
  • POSWIATOWSKA, Halina. Własnie kocham. Indeed I love. Kraków: Wydawnictwo Literackie, 1997.
  • TSVETÁIEVA, Marina et al. Poetas Russos Lisboa: Relógio d'Água, 1995.
  • WHORF, Benjamin L. Language, Thought, and Reality. London: The MIT Press, 2012.
  • WIERZBICKA, Anna. Understanding Cultures through Their Key Words. English, Russian, Polish, German, and Japanese. Oxford: Oxford University Press, 1997.
  • ______. Emotions Across Languages and Cultures: Diversity and Universals. Cambrigde: Cambridge University Press, 1999.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    29 Jul 2014
  • Data do Fascículo
    Jun 2014

Histórico

  • Recebido
    Jun 2013
  • Aceito
    Ago 2013
Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Rua Ministro Godoi, 969, 4º andar, sala 4A8, 05015-000 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3670 8146 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: aidarprado@gmail.com