O jornalismo como tradução: fabulação narrativa e imaginário social

Journalism as translation: narrative fable and social imaginary

A proposta deste trabalho é articular dois campos aparentemente desconexos, os estudos de jornalismo e de tradução. Tem entre seus objetivos demonstrar possibilidades que ultrapassem a visão hegemônica de que o jornalismo mostra fatos cotidianos para aqueles que não os vivenciaram e que a tradução linguística traduz textos originais para os que não podem decodificá-los, ambos os processos afeitos ao modo fiel, objetivo e veraz. Tais visões compartilham a crença em certas dicotomias, como a separação entre verdade e linguagem, referencialidade e ficcionalidade, realidade e fantasia, fato e relato. Busca-se, desse modo, questionar a tradição da objetividade jornalística e da fidelidade ao texto por meio da assunção do caráter narrativo desses discursos e das marcas culturais neles presentes e das implicações disso no imaginário social.

jornalismo; tradução; discurso; narrativa; imaginário


Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Rua Ministro Godoi, 969, 4º andar, sala 4A8, 05015-000 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3670 8146 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: aidarprado@gmail.com