Publicidade e consumo responsável

Advertising and responsible consumption

Resumos

Da perspectiva sociocultural, a sociedade pautada nos valores do consumo para a conformação das subjetividades se tornou o grande eixo de sentido da vida social. Na publicidade contemporânea, há uma crescente preocupação com o homem e a responsabilização que este passou a ter sobre si próprio e o seu entorno, expressa através de termos como consumo "responsável", ou "sustentável". Ao levar em conta esses dois aspectos, o presente artigo busca refletir sobre as transformações no discurso publicitário e suas relações com o contexto sociocultural. Para tanto, utiliza a metodologia baseada na análise de discurso dos anúncios inspirada em Foucault a partir das noções de biopolítica e de dispositivo desse autor.

consumo responsável; subjetividades; publicidade


From the sociocultural point of view, society based on consumer values to conform to subjectivities has become the cornerstone that gives meaning to social life. Contemporary advertising is increasingly concerned with man and his newfound responsibility towards himself and his surroundings, which is expressed through terms such as "responsible" or "sustainable consumption." This article reflects upon the changes in advertising discourse and its relations with the sociocultural context. To this end, we adopt the methodological approach of advertising discourse analysis inspired by Foucault, based on the author's notions of biopolitics and the dispositive.

responsible consumption; subjectivities; advertising


  • ARENDT, Hannah. O que é política? Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1998.
  • CARRILHO, K. Sustentabilidade e responsabilidade socioambiental: transformações culturais na mensagem publicitária (Tese). Curso de Pós-Graduação em Comunicação Social. Universidade Metodista de São Bernardo, 2010.
  • DOWBOR, L. "O Conhecimento é um fator de produção e qualidade de vida". In: Consumo consciente e comércio justo: conhecimento e cidadania como fatores econômicos Rio de Janeiro, Senac Nacional, 2010.
  • EHRENBERG, Alain. O culto da performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa São Paulo, Ideias e Letras, 2010.
  • FONTENELLE, Isleide Arruda. O fetiche do eu autônomo: consumo responsável, excesso e redenção como mercadoria. Psicologia & sociedade, Florianópolis, v. 22, n. 2, 2010.
  • FOUCAULT, Michel. "Sobre a história da sexualidade". In: Microfísica do poder Rio de Janeiro, Graal, p. 243-276, 1979.
  • ______. "Nascimento da biopolítica". In: Resumo dos cursos do Collège de France (1970-1982) Rio de Janeiro, Jorge Zahar, p. 87-97, 1997.
  • ______. Arqueologia do saber Rio de Janeiro, Forense Universitária, 2008.
  • IASBECK, Luiz Carlos Assis; PEREIRA, Fernanda Mendes Santiago. Gestão de comunicação da marca - branding: Uma abordagem semiótica da marca nas organizações. In: ENCONTRO NACIONAL DA COMPÓS, 20. Anais... Porto Alegre, UFRGS, jun.2011.
  • JAMESON, Frederic. Pós-modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio São Paulo, Ática, 1996.
  • KELLNER, Douglas. A cultura da mídia Bauru, EDUSC, 2001.
  • LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo São Paulo, Companhia das Letras, 2007.
  • LUCAS, Luciane; HOFF, Tânia Márcia. Sustentabilidade sócio-cultural no discurso publicitário: o corpo em evidência. Comunicação: Veredas. Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação São Paulo, Unimar, n. 5, v. 5, 2006.
  • MUNIZ, Lygia Maria Perini. A publicidade de marcas como instância legitimadora da sociedade de consumo Tese de doutorado em Comunicação e Semiótica. São Paulo, PEPG em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2004.
  • PELBART, Peter Pál. Vertigem por um fio: política da subjetividade contemporânea São Paulo, Iluminuras, 2000.
  • PORTILHO, Fátima. Sustentabilidade ambiental, consumo e cidadania São Paulo, Cortez, 2005.
  • Revista Veja, edições de 01/01/2000, 01/03/2000, 7/9/2005, 12/9/2005, 28/12/2005, 8/2/2006, 22/3/2006.
  • ROCHA. Maria Eduarda da Mota. A nova retórica do grande capital: a publicidade brasileira entre o neoliberalismo e a democratização. Comunicação Mídia e Consumo, São Paulo, v. 1, n. 2, 2005.
  • ______ . O canto da sereia: notas sobre o discurso neoliberal na publicidade brasileira pós-1990. Rev. bras. Ci. Soc , São Paulo, v. 22, n. 64, jun, 2007.
  • TAVARES, Fred; IRVING, Marta de Azevedo. Naturesa S/A? - o consumo verde na lógica do Ecopoder São Carlos, RiMa Ed., 2009.
  • WALDMAN, Maurício. Natureza e sociedade como espaço de cidadania. In: PINSKY, Jaime.; PINSKY, Carla Bassanezi (orgs.). História da cidadania São Paulo, Contexto, p.545-561, 2010.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    15 Jul 2015
  • Data do Fascículo
    Dez 2013

Histórico

  • Recebido
    Mar 0000
  • Aceito
    Maio 2013
Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Rua Ministro Godoi, 969, 4º andar, sala 4A8, 05015-000 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3670 8146 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: aidarprado@gmail.com