Shrek: mimese, consumo e/ou aprendizagem

Shrek: mimesis, consumption and/or learning

Resumos

O artigo investiga a repercussão da personagem de animação Shrek, considerando sua natureza imaginária e as relações que os meios de comunicação estabelecem entre imaginário e consumo. Pensando no processo de espelhamento e na centralidade dos processos miméticos para a constituição da identidade social, o artigo busca investigar não apenas a repercussão da personagem Shrek, mas também possíveis efeitos que o tratamento dado à personagem possa ter, como o hiperconsumo e a infantilização.

mimese; mídias; Shrek; imaginário


This article studies the repercussion of the animated cartoon character Shrek, considering his fictional nature and the relationship between consumption and the imaginary established by the mass media. With regard to the mirroring process and the centrality of mimetic processes in the formation of social identity, this paper seeks to examine not only the impact of the Shrek character but also the possible effects resulting from the treatment given to this cartoon character, such as hyperconsumption and infantilization.

mimesis; media; Shrek; imaginary


  • ADORNO, T.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. 2 ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.
  • ABBAGNANO, N. Dicionário de Filosofia 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • BAITELLO JUNIOR, N. O animal que parou os relógios: ensaios sobre comunicação, cultura e mídia. São Paulo: Annablume, 1999a.
  • BAUDRILLARD, J. A sociedade de consumo Lisboa: Edições 70, 1991.
  • BAUMAN, Z. Vida para o consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.
  • BETTELHEIM, B. The uses of enchantment: the meaning and the importance of fairy tales. New York: Ramdom House, 1976.
  • CAMPBELL, J. O herói de mil faces 5 ed. São Paulo: Editora Pensamento-Cultrix, 1999.
  • CANCLINI, N. Consumidores e cidadãos Rio de Janeiro: UFRJ, 1999.
  • CARVALHO, B. V. Literatura infantil: estudos. São Paulo: s.d.
  • CONTRERA, M. S. Publicidade e mito. In: ______; HATTORI, O. T. (Org.). Publicidade e cia São Paulo: Thomsom/Pioneira, 2003.
  • ______. Mediosfera São Paulo: Annablume, 2010.
  • CORREA, A. O ogro que virou príncipe: uma análise dos intertextos presentes em Shrek. Dissertação (Mestrado em Letras). Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2006.
  • DA VIÁ, S. C. Televisão e consciência de classe: o trabalhador têxtil em face dos meios de comunicação de massa. Petrópolis: Vozes, 1977.
  • DORFMAN, A.; MATTELART, A. Para ler o pato Donald: comunicação de massa e colonialismo. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.
  • DURAND, G. As estruturas antropológicas do imaginário: introdução à arquetipologia geral. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
  • ELIAS, N. O processo civilizador: uma história dos costumes. vol. 1. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1992.
  • FEATHERSTONE, M. Cultura de consumo e pós-modernismo São Paulo: Studio Nobel, 1995.
  • FORTUNATO, I. A estética do grotesco na animação Shrek. In: CoMtempo, São Paulo, vol. 2, p. 21-34, 2010.
  • ______. Shrek, ou como o ogro devorador é devorado pela mídia de massa. In: Ghrebh, São Paulo, vol. 1, n. 14, outubro 2009. Disponível em: <http://www.cisc.org.br/revista/ghrebh/index.php?journal=ghrebh&page=article&op=view&path%5B%5D=51&path%5B%5D=56>. Acesso em: 2 jan. 2011.
  • FREUD, S. Obras completas: volume VII - um caso de histeria, três ensaios sobre a sexualidade. São Paulo: Imago, 2009a.
  • ______. Obras completas: volume X - duas histórias clínicas: o pequeno Hans e o homem dos ratos. São Paulo: Imago, 2009b.
  • GEBAUER, G.; WULF, C. Mimese na cultura: agir social, rituais e jogos, produções estéticas. São Paulo: Annablume, 2004.
  • GONÇALO JUNIOR. Enciclopédia dos monstros São Paulo: Ediouro, 2008.
  • GUATTARI, F. Caosmose: um novo paradigma estético. São Paulo: Editora 34, 1992.
  • HUIZINGA, J. Homo Ludens: o jogo como elemento de cultura. 4 ed. São Paulo: Perspectiva, 1996.
  • JONES, G. Brincando de matar monstros: por que as crianças precisam de fantasia, videogames e violência de faz de conta. [São Paulo]: Editora Conrad do Brasil, [2004]
  • LAGO, M. O monstrinho Medonhento 22 ed. São Paulo: Moderna, 1984.
  • LIPOVETSKY, G. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
  • MADRID, J. E. As tecnologias de comunicação e a transformação do estado capitalista. In: FADUL, A (Org.). Novas tecnologias de comunicação: impactos políticos, culturais e socioeconômicos. São Paulo: Summus, Intercom, 1986, p. 57-65.
  • METZ, C. O significante imaginário: psicanálise e cinema. Lisboa, Portugal, 1980.
  • MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro 2 ed. São Paulo/Brasília: Cortez/Unesco, 2000.
  • ______. Cultura de massas no século XX: o espírito do tempo 1 - neurose. 7 ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1987.
  • NEILL, A. S. Liberdade sem excesso 8 ed. São Paulo: Ibrasa, 1976.
  • ______. Liberdade sem medo São Paulo: Ibrasa, 1963.
  • NEUMANN, E. A criança: estrutura e dinâmica da personalidade em desenvolvimento desde o início de sua formação. 4 ed. São Paulo: Editora Cultrix, 1991.
  • RICOEUR, P. Tempo e narrativa vol. I. Campinas: Papirus, 1994.
  • SILVA. E. M. Shrek, do conto ao filme: um reino não tão distante. Dissertação (Mestrado em Letras). Universidade Federal da Paraíba, 2007.
  • SODRÉ, M. Sobre a vida anunciada. In: Galáxia, n. 2, 2001.
  • ______. Jogos extremos do espírito Rio de Janeiro: Rocco, 1994.
  • ______. Televisão e psicanálise São Paulo: Ática, 1987.
  • ______. A comunicação do grotesco: um ensaio sobre a cultura de massa no Brasil. 12 ed. Petrópolis, 1972.
  • STEINER, P. Filogênese e nostalgia. In: FÉDIDA, P. (Org.). Comunicação e representação: novas semiologias em psicopatologia. São Paulo: Escuta, 1989, p. 195 - 227.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    15 Jul 2015
  • Data do Fascículo
    Dez 2013

Histórico

  • Recebido
    Ago 0000
  • Aceito
    Nov 2012
Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica - PUC-SP Rua Ministro Godoi, 969, 4º andar, sala 4A8, 05015-000 São Paulo/SP Brasil, Tel.: (55 11) 3670 8146 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: aidarprado@gmail.com