Accessibility / Report Error

A camisola do dia e o seu divino conteúdo

Este artigo trata da dimensão simbólica das chamadas camisolas do dia, peças especiais pelo requinte de elaboração e simbolismos associados a seu uso, que era socialmente prescrito para as noivas/esposas recém-casadas (em primeiro casamento), na primeira vez que dormiam com seus noivos/maridos. A observância quase absoluta dessa prescrição, percebida como imperativa, autoriza classificar a camisola do dia como autêntica instituição social. Sua análise é contextualizada nas camadas sociais médias e superiores do Brasil nos anos 30 a 50 do século passado.

camisola do dia; casamento; noite de núpcias; simbolismo


Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS UFRGS - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43321, sala 205-B, 91509-900 - Porto Alegre - RS - Brasil, Telefone (51) 3308-7165, Fax: +55 51 3308-6638 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: horizontes@ufrgs.br