Teses e dissertações em antropologia defendidas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul no período de Maio a Agosto de 2005

NOTICIÁRIO

Teses e dissertações em antropologia defendidas na Universidade Federal do Rio Grande do Sul no período de Maio a Agosto de 2005

Teses

DAMO, Arlei Sander

Orientador: Ruben George Oliven

Do dom à profissão: uma etnografia do futebol de espetáculo a partir da formação de jogadores no Brasil e na França.

Essa tese aborda o futebol de espetáculo a partir do processo de formação de atletas profissionais. Trata-se de uma etnografia tendo como objeto principal os dispositivos usados na conversão de jovens talentos em atletas aptos a performances em forma de espetáculo. Os dispositivos compreendem um conjunto variado de elementos, tais como: centros de formação, recrutamento e seleção de talentos, organização para o trabalho, tecnologias de treinamento, redes de agenciamentos, normas legais, especialistas em vários saberes e outros procedimentos que demarcam a rotina do referido processo. Do ponto de vista teórico, a profissionalização de jogadores é usada estrategicamente em dupla perspectiva. Por um lado, investiga-se a circulação das emoções no espectro do futebol de espetáculo, cuja força-motriz é dada pela adesão dos torcedores aos clubes, instituições tradicionais a quem os jogadores disponibilizam os capitais incorporados ao longo da formação. Por outro lado, são abordadas as lógicas subjacentes à própria formação, com atenção especial à circulação de jovens talentos e seus estatutos: de pessoas e de mercadorias. A observação participante foi realizada em vários centros especializados em formação, no Brasil e na França, dentre os quais se destacam o Sport Club Internacional (Porto Alegre) e o Olympique Marseille (França). A tese focaliza a singularidade das configurações concretas, usando a diversidade das experiências para apresentar uma síntese de quem, quando, onde, como e com que finalidade produzem-se jogadores profissionais. O desafio de compreender um fato social extenso, integrado aos cenários urbanos dos quais o pesquisador faz parte, atravessa essa investigação, cujo suporte etnográfico foi decisivo em todos os momentos.

ROSA, Rogério Reus Gonçalves da

Orientadora: Cornelia Eckert

"Os Kujà são diferentes": um estudo etnológico do complexo xamânico dos Kaingang da Terra Indígena Votouro.

A partir do modelo etnológico, essa tese de doutorado busca compreender o complexo xamânico dos Kaingang, uma sociedade Jê que passou por profundas transformações sociais, religiosas e ambientais no decorrer dos últimos dois séculos. Trata-se de uma pesquisa realizada entre os Kaingang católicos da Terra Indígena Votouro e do Capão Alto (Terra Indígena Nonoai), duas sociedades falantes do dialeto kaingang sudoeste, localizadas na bacia do rio Uruguai, respectivamente às margens leste e oeste do rio Passo Fundo, região Alto-Uruguai, Norte do Rio Grande do Sul, Brasil, América do Sul. De forma específica, na perspectiva do saber "guiado" kaingang, essa pesquisa analisa os dois sistemas ideológicos que marcam essa instituição xamânica, quais sejam: o sistema kujà – ligado ao domínio "floresta virgem" e à influência dos Guarani – e o sistema caboclo – ligado aos domínios "casa" e "espaço limpo" e à influência dos caboclos. No mesmo sentido, esse trabalho visa perceber a maneira como o complexo xamânico se estabelece contemporaneamente entre os Kaingang da Terra Indígena Votouro, a partir da influência exercida pela Igreja Católica Apostólica Romana e pelo Estado brasileiro.

SCHUCH, Patrice

Orientadora: Claudia Lee Fonseca

Práticas de justiça: uma etnografia do "campo de atenção ao adolescente infrator" no Rio Grande do Sul, depois do Estatuto da Criança e do Adolescente.

O trabalho tem como temática o processo de implementação das transformações legais realizadas a partir da promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 1990. Especificamente, investiga a nova configuração dos aparatos de atenção jurídico-estatais para os "adolescentes em conflito com a lei" no Rio Grande do Sul, a partir do estudo da implantação das novas políticas socioeducativas. A pesquisa destaca, desde uma perspectiva antropológica, os modos pelos quais a transformação de princípios é dinamizada em práticas diversas, institucionalizada no seio de entidades específicas e entendida por seus protagonistas privilegiados: os agentes jurídico-estatais, na interface de seus relacionamentos com os adolescentes, familiares e/ou responsáveis.

Dissertação

REIS, Nicole Isabel dos.

Orientador: Bernardo Lewgoy

"Dançar nos fez pular o muro"– um estudo antropológico sobre a profissionalização na produção artística em Porto Alegre (1975-1985).

Essa pesquisa trata do processo de profissionalização na produção artística entre jovens de Porto Alegre nas áreas do audiovisual, teatro e música popular, entre 1975 e 1985. Através de um ponto de vista antropológico, procura-se relativizar a unidade da categoria "profissão" no fazer artístico, buscando uma compreensão dos trânsitos entre as áreas de produção e sua configuração numa rede de cooperação nos moldes de um art world tal como proposto por Becker (1982). Essa dissertação pretende, assim, desvelar algumas maneiras pelas quais alguns projetos sociais de camadas médias na Porto Alegre do final do período da ditadura militar no Brasil tornaram-se caminhos alternativos que permitiram a ascensão ao mercado de uma nova geração de produtores de arte.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    15 Dez 2005
  • Data do Fascículo
    Dez 2005
Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS UFRGS - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43321, sala 205-B, 91509-900 - Porto Alegre - RS - Brasil, Telefone (51) 3308-7165, Fax: +55 51 3308-6638 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: horizontes@ufrgs.br