Horizontes Antropológicos, Volume: 27, Número: 60, Publicado: 2021
  • A antropologia e as crianças: da consolidação de um campo de estudos aos seus desdobramentos contemporâneos Apresentação

    Rifiotis, Fernanda Cruz; Ribeiro, Fernanda Bittencourt; Cohn, Clarice; Schuch, Patrice
  • O que as crianças indígenas têm a nos ensinar? O encontro da etnologia indígena e da antropologia da criança Artigos

    Cohn, Clarice

    Resumo em Português:

    Resumo Neste texto, proponho o encontro da antropologia da criança, um campo bastante consolidado na antropologia, com a etnologia indígena. Partindo da percepção de que, de um lado, os estudos sobre crianças indígenas estão igualmente consolidados no Brasil, mas, de outro, a etnologia indígena não os tem levado em consideração, e que os modelos analíticos recentes têm falhado em incorporar as crianças, proponho meios para essa incorporação. Para isso, discuto a revisão de conceitos que têm balizado a antropologia, mas por vezes persistido na etnologia indígena, e trago exemplos de etnografias com crianças indígenas, de modo a propor uma etnologia indígena que possa levar a sério o que as crianças têm a revelar.

    Resumo em Inglês:

    Abstract This text presents an analytical proposition for a better dialogue between the anthropology of children, a consolidated field, with studies about Indigenous Peoples. Starting from the perception that, on the one hand, studies on Indigenous children are also consolidated in Brazil, but, on the other hand, Indigenous studies and their comparative proposals have not yet taken them into account, and that recent analytical models have failed to incorporate children, I propose paths for this incorporation. The text discusses the revision of concepts that have marked anthropology, but sometimes persisted in Indigenous studies, and brings examples from ethnographies with Indigenous children in order to propose ways for Indigenous studies to take seriously what children have to reveal.
  • Entendeu ou quer que eu desenhe? Os desenhos na pesquisa com crianças e sua inserção nos textos antropológicos Artigos

    Sousa, Emilene Leite de; Pires, Flávia Ferreira

    Resumo em Português:

    Resumo Este artigo analisa a utilização dos desenhos produzidos por crianças em pesquisas e sua inserção nos textos antropológicos, a partir de dois argumentos: o de que a produção de desenhos deveria ser considerada como técnica legítima de pesquisa com crianças; o de que é preciso descrever o processo de produção dos desenhos, deixando claras as condições em que se deu e reforçando sua utilização em conjunto com outras técnicas de pesquisa. Para além dessa dupla linha argumentativa, tecemos uma crítica à reduzida relevância que se dá aos desenhos - no que se refere a sua pouca inserção nos textos antropológicos. Neste artigo analisamos um conjunto de textos a partir dos seguintes aspectos: a) sua afirmação da importância dos desenhos para os achados da pesquisa; b) a descrição dos processos de produção dos desenhos; e c) se há a inserção dos desenhos no texto e de que maneira essa inserção é feita.

    Resumo em Inglês:

    Abstract This article analyzes the use of drawings produced by children in research and their insertion in anthropological texts, based on two arguments: that the production of drawings should be considered as a legitimate research technique with children; that it is necessary to describe the production process of the drawings, making clear the conditions in which they occurred and reinforcing their use in conjunction with other research techniques. In addition to this double line of argument, we criticize the reduced relevance that is given to drawings - with regard to their little insertion in anthropological texts. In this article, we analyze a set of texts based on the following aspects: a) their affirmation of the importance of drawings for the research findings; b) the description of the production processes of the drawings; and c) if the drawings are inserted in the text and how this insertion is done.
  • A “mãe do corpo”: conhecimentos das mulheres Karipuna e Galibi-Marworno sobre gestação, parto e puerpério Artigos

    Tassinari, Antonella

    Resumo em Português:

    Resumo O artigo analisa um conjunto de conhecimentos, técnicas e cuidados relativos à gestação, parto e puerpério, utilizados por uma rede de mulheres Karipuna e Galibi-Marworno do vale do rio Uaçá, Oiapoque (AP), experientes em “puxar barriga” (halevã). Busca-se mostrar que essa atividade articula compreensões dessas duas populações sobre fertilidade, saúde da mulher, gestação, parto e infância, enunciadas em torno do conceito da “mãe do corpo”. Ao dar relevo ao período imediatamente anterior e posterior ao nascimento, pretende-se lançar luz sobre essa fase da infância, pouco estudada, mostrando que, assim como para as crianças maiores, sua agência e vontade são também reconhecidas pelos adultos. Ao expor a composição de uma rede supraétnica de circulação de conhecimentos femininos, pretende-se contribuir para uma reflexão sobre modos de aprendizagem, noções de pessoa, corporalidade e infância.

    Resumo em Inglês:

    Abstract The article analyzes a set of knowledge, techniques and care related to pregnancy, childbirth and puerperium, used by a network of Karipuna and Galibi-Marworno women from the Uaçá river valley, Oiapoque (AP), experts in “pulling the belly” (halevã). It aims to show this activity articulates understandings of these two populations about fertility, women’s health, pregnancy, childbirth and childhood, enunciated around the concept of the “mother body”. By emphasizing the period immediately before and after birth, it is intended to shed light on this childhood phase, which has been little studied, and to show its agency and dispositions are also recognized by adults, as it happens with older children. By presenting the composition of a supra-ethnic network for the circulation of female knowledge, the article aims to provide a reflection on modes of learning, notions of person, corporeity and childhood.
  • Entre apropiaciones, resistencias e intentos de conversión religiosa. Niños y niñas indígenas ante propuestas escolares católicas en Argentina Artigos

    García Palacios, Mariana; Szulc, Andrea

    Resumo em Espanhol:

    Resumen Desde el comienzo de los procesos de conquista y colonización de los pueblos indígenas en Argentina, la Iglesia Católica desempeñó un rol crucial, destinando gran parte de sus esfuerzos evangelizadores hacia los niños y niñas de tales pueblos. Esto ha implicado en distintas regiones el desarrollo de una red de escuelas confesionales en las que, de diversas maneras, se ha procurado transmitirles conocimientos y significados religiosos. Nuestro propósito en este artículo es analizar comparativamente las propuestas contemporáneas de distintas congregaciones de la Iglesia Católica hacia los/as niños/as mapuche y tobas/qom, indagando, a la vez, los modos en los que los/as propios/as niños/as recepcionan dichas propuestas. Como tales procesos distan tanto de ser homogéneos como de ser lineales, concluiremos planteando una reflexión antropológica sobre los conceptos de apropiación y agencia infantil.

    Resumo em Inglês:

    Abstract The Catholic Church has played a key role in the processes of conquest and colonization of indigenous peoples in Argentina. Its efforts were addressed to a great extent to indigenous children. This, in many regions, implied the development of an important net of religious schools where, in different ways, they have tried to transmit to these children catholic contents and meanings. In this paper we set out to analyze comparatively contemporary projects of different catholic congregations towards Mapuche and Toba/Qom children, exploring simultaneously how children themselves receive such proposals. Considering such processes are not homogenous nor lineal, we will conclude putting forward anthropological insights on children’s appropriation and agency concepts.
  • Agencia infantil situada. Un análisis desde las experiencias de niñas y niños que trabajan en contextos de desigualdad social en Argentina Artigos

    Frasco Zuker, Laura; Fatyass, Rocío; Llobet, Valeria

    Resumo em Espanhol:

    Resumen El trabajo realizado por niñas y niños es uno de los fenómenos que articulan preocupaciones sobre las infancias en América Latina y su análisis ha dado lugar a fructíferos debates que exceden las perspectivas abolicionistas y regulacionistas. El objetivo de este artículo es contribuir a este campo de estudios con nuevas preguntas y matices a partir del análisis comparativo de experiencias de investigación con niñas y niños que venden, piden y cuidan en contextos de desigualdad en Argentina. Sostenemos que aún en condiciones de subalternidad se despliegan formas de agencia infantil que es preciso analizar de manera situada.

    Resumo em Inglês:

    Abstract The work done by girls and boys is one of the phenomena that articulate concerns about childhood in Latin America and its analysis has given rise to fruitful debates that exceed abolitionist and regulatory perspectives. The objective of this article is to contribute to this field of studies with new questions and nuances from the comparative analysis of research experiences with girls and boys who sell, ask and care in contexts of inequality in Argentina. We maintain that even under conditions of subalternity, forms of child agency are deployed, which requires precise analysis.
  • A aprendizagem vista pela antropologia: reflexões a partir de uma etnografia na região do Baixo Tapajós Artigos

    Medaets, Chantal

    Resumo em Português:

    Resumo Qual a contribuição da antropologia para o estudo dos processos de aprendizagem? O artigo destaca os pontos distintivos da abordagem antropológica sobre a aprendizagem, ancorando-se numa etnografia da circulação de saberes e habilidades na região do Baixo Tapajós (Pará). Argumento que estudar a aprendizagem in loco, considerando o contexto social e cultural no qual ela ocorre, traz elementos de compreensão que permanecem inacessíveis de outra maneira. A etnografia apresentada mostra que, além de balizar o que aprendemos (os “conteúdos”), especificidades culturais marcam profundamente as maneiras de aprender e de transmitir (sua forma). Somente levando essas especificidades em conta é possível dar sentido à relação ríspida que se estabelece entre pessoas mais e menos experientes no Tapajós.

    Resumo em Inglês:

    Abstract How can anthropology contribute to the understanding of human learning processes? The article highlights the distinguishing points of the anthropological approach to learning, anchoring itself in an ethnography of knowledge and skills circulation in the Lower Tapajós region (Pará). I argue that studying learning “outdoors”, considering the social and cultural context in which it occurs, brings elements of understanding that remain inaccessible otherwise. The ethnography presented shows that, in addition to guiding what we learn (“content”), cultural specificities deeply mark the mechanism of learning. Only by taking these specificities into account is it possible to make sense of the harsh relationship that is established between more and less experienced people in Tapajós.
  • “Vem! É só segurar o violino assim e olhar pra frente” - o que as crianças podem nos ensinar sobre fazer música (e fazer antropologia)? Artigos

    Braz, Paula Bessa

    Resumo em Português:

    Resumo Em 2013, uma família de jovens músicos no estado do Ceará iniciou um projeto de educação musical na sua comunidade. Funcionando na sua própria casa, no bairro Novo Mondubim, um bairro popular situado na periferia sudoeste da cidade de Fortaleza, a família Cruz se organiza entre seus oito membros (a mãe, o pai e os seis irmãos) para ensinar música erudita às crianças do bairro. A partir da discussão de um trecho da etnografia do cotidiano do projeto, em que brincadeiras e apresentações musicais se alternam e se complementam, este ensaio propõe uma abordagem desse fazer musical erudito que considere a experiência dessas crianças e suas próprias narrativas a respeito do que é tocar e das formas como elas, às suas maneiras, refletem sobre a prática musical ali empreendida.

    Resumo em Inglês:

    Abstract In 2013, a family of young musicians in the state of Ceará started a music education project in their community. Operating in their own home, in a popular neighborhood called Novo Mondubim, located at the southwestern outskirts of Fortaleza, the Cruz family organizes its eight members (mother, father and six siblings) to teach classical music to other kids in their neighborhood. Through discussing the ethnography of the daily life in this project, when all sorts of play take place, this essay proposes an approach to this classical music making that considers the kid’s experience and their own narratives about what it is to play and how they, in their own ways, reflect upon the musical practice that takes place there.
  • Café-com-leite, piques e gigantes: brincando no acampamento Canaã (MST - DF) Artigos

    Belisário, Gustavo

    Resumo em Português:

    Resumo Este artigo busca compreender as brincadeiras em sua endogenia (Mafeje, 1971, 1991). A partir das brincadeiras de queimada, do pique-esconde, do dominó com crianças que participam de ocupações do acampamento do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra, busco levar a sério os significados conceituais de café-com-leite, guardar caixão e licença. Argumento que a maneira de pensar as brincadeiras pode mudar perspectivas da disciplina antropológica. O artigo foi desenvolvido a partir de uma etnografia no acampamento Canaã (MST), localizado no Distrito Federal, e na ocupação que o movimento fez na Praça do Buriti para pressionar o governo Rollemberg (2015-2018) por políticas de reforma agrária.

    Resumo em Inglês:

    Abstract This article seeks to understand play in its endogeny (Mafeje, 1971, 1991). Playing dodgeball, the hide and seek, the dominoes with children who participate in occupations of Landless Workers’ Movement (MST), I seek to take seriously the conceptual meanings of café-com-leite, guardar caixão and licença. I argue that the way games are thought can change perspectives in anthropological discipline. The article was developed from an ethnography at the Canaã camp (MST), located in the Federal District, and in the occupation that the movement made in Praça do Buriti to pressure the Rollemberg government (2015-2018) for agrarian reform policies.
  • A cidade e as crianças: desenhos e caminhos a partir do Morro do Estado (Niterói, RJ) Artigos

    Gonçalves, Beatriz Soares

    Resumo em Português:

    Resumo Este artigo propõe interlocução entre os estudos urbanos envolvendo crianças e a reflexão sobre políticas urbanas que considerem as multiplicidades de seus habitantes de forma mais democrática e inclusiva. O artigo aborda metodologicamente o uso do desenho na pesquisa etnográfica, promovendo a análise densa de narrativas e desenhos elaborados por crianças, de 6 a 12 anos (e um adolescente de 13 anos), moradoras do Morro do Estado, Niterói (RJ). O recurso serviu para a comunicação com as crianças e para disparar conversas, as estimulando a refletirem sobre os temas de seu cotidiano e sua visão sobre a cidade. Ao mesmo tempo, produziu conhecimento sobre o bairro, a cidade onde moram, suas ambiguidades e desejos.

    Resumo em Inglês:

    Abstract This article proposes a dialogue between urban studies involving children and the reflection on urban policies that consider the multiplicity of its inhabitants in a more democratic and inclusive way. The article, methodologically, addresses the use of drawings in ethnographic research, promoting the dense analysis of narratives and drawings made by children aged 6 to 12 (and a 13 year old teenager), who live in Morro do Estado, Niterói (RJ). This resource served to communicate with the children and to trigger conversations, encouraging them to reflect on the themes of their daily lives and their view of the city. At the same time, it produced knowledge about the neighborhood, the city where they live, their ambiguities and desires.
  • “Mãe, Maria nunca existiu! Me chama de João?” Uma análise etnográfica das relações de família e medicalização nas experiências de “crianças trans” Artigos

    Costa Novo, Arthur Leonardo

    Resumo em Português:

    Resumo Este trabalho se volta às experiências de famílias de crianças que vivem conflitos identitários com as normas de gênero, analisando o caso etnográfico de uma família das camadas médias de Pernambuco no curso de processos de medicalização em torno do diagnóstico de Disforia de Gênero na Infância. O objetivo é refletir sobre as condições sociais e culturais em que explicações e práticas das ciências médico-psi se tornam uma alternativa para reorganizar as relações familiares em torno do conflito vivido pela criança. Exploro, por um lado, a dimensão dos valores de família e infância mobilizados nos conflitos e dilemas da interlocutora e seu filho e, por outro, as práticas de tutela familiar e médica sobre crianças e sobre experiências e identificações de gênero em conflito com as normas sociais.

    Resumo em Inglês:

    Abstract This is an analysis of the experiences of families with children who have identity conflicts with gender rules, looking specifically to one ethnographic case concerning a middleclass family from Pernambuco that undergoes a process of medicalization through a diagnostic of Gender Dysphoria in Children. The objective is to understand the social and cultural conditions in which medical and psychological explanations and practices become an alternative to reorganize family relations around the conflict experienced by the child. I explore the dimension of family and childhood values mobilized in the dilemmas and conflicts experienced by the interlocutors, as well as the practices of family and medical control of children and experiences of gender identification that conflict with the social norms.
  • “Viene, está acá y tá”. Una aproximación a las vivencias de niños y niñas en torno a la migración en una escuela de Montevideo Artigos

    Piñeyro, Leandro; Uriarte Bálsamo, Pilar

    Resumo em Espanhol:

    Resumen En la última década, Uruguay ha comenzado a recibir población migrante proveniente de diversos países latinoamericanos. Este fenómeno atraviesa gran parte de los debates en torno a políticas educativas y planificación a nivel nacional. El artículo parte de la experiencia de trabajo en una escuela pública primaria en Montevideo - Uruguay. Esta escuela tiene un alto porcentaje de población migrante y representa una de las experiencias que ha obtenido buenos resultados en el área. Proponemos dirigir la mirada hacia los niños y niñas de la escuela Portugal para desnaturalizar algunas categorizaciones de orden abstracto que suelen aparecer frente al “inmigrante”. La experiencia de investigación muestra que las interacciones cotidianas de niños y niñas de orígenes diversos pueden establecer fronteras bajo otros criterios y dualidades que las de nacional/extranjero. A partir de un abordaje etnográfico se busca visibilizar estos sentidos construidos en torno a las migraciones.

    Resumo em Inglês:

    Abstract Over the last decade, Uruguay has begun to receive migrant population from diverse Latin-american origins. Such fenomenon rages through a number of debates on educational policies and planification on a national scale. This paper is the result of field work experience in a primary public school in Montevideo - Uruguay. The school has a high percentage of migrant population and represents one of the prime experiences on the subject. The aim of this paper is to address our look towards children in Portugal School to denaturalize some abstract categorizations that usually appear to remark “the immigrant”. Field experience show, beyond institutional dynamics, how diverse-origin-children daily interactions are able to build borders and dualities outside the national/foreigner opposition.The ethnographic approach seeks to visualize constructed meanings on migrations.
  • A idade do santo. Crianças e autoridade ritual no candomblé Artigos

    Falcão, Christiane Rocha

    Resumo em Português:

    Resumo O candomblé é uma tradição de matriz africana com organização social, hierarquia e regras próprias. Pesquisando com crianças no terreiro de candomblé ketu Ilê Axé Omin Mafé em Sergipe pode-se compreender que o mundo do candomblé possui suas próprias teorias e noções cuja relação com as teorias e noções ocidentais é de complementaridade. Durante 15 anos de pesquisa sobre candomblé ketu, tenho coletado dados sobre a experiência de crianças na religião, os lugares sociais e rituais que ocupam. Olhando para as crianças com autoridade ritual no Ilê Axé Omin Mafé fica evidente a relativização da noção (social e biológica) de criança.

    Resumo em Inglês:

    Abstract Candomblé is an African tradition with its own social organization, hierarchy, and rules. Researching with children in the Candomblé ketu Ilê Axé Omin Mafé terreiro in Sergipe, one can understand that the world of Candomblé has its own theories and notions whose relationship with Western theories and notions is complementary. During 15 years of research on ketu Candomblé, I have collected data on the experience of children in religion, the social and ritual places they occupy, and the experience of children who have relative ritual authority over adults and children, such as “ogian boys”. Looking at children with ritual authority at Ilê Axé Omin Mafé, the relativization of the child’s (social and biological) notion is evident.
  • Futuros possíveis dos mundos sociais mais que humanos: entrevista com Anna Tsing Espaço Aberto

    Gonçalves Brito, Luz
  • Cultivando proliferações indomáveis: considerações antropológicas sobre as políticas de proteção à infância Espaço Aberto

    Fonseca, Claudia

    Resumo em Português:

    Resumo Por uma reflexão voltada para políticas de adoção infantil, procuro estabelecer uma ponte entre, por um lado, episódios etnográficos - densos e contextualmente situados - e, por outro, sistemas abrangentes com consequências em larga escala e de longo alcance. Operacionalizo essa proposta pela análise das infraestruturas administrativa, estatística e burocrática que conectam as filosofias políticas do momento às atitudes e ações dos variados atores (profissionais, servidores e usuários) sob observação. Essa abordagem permite rastrear através das últimas décadas os instrumentos tecnológicos - em particular, estatísticas, cadastros e formulários - cunhados para estabilizar determinadas políticas de adoção. Ao mesmo tempo, atento às “proliferações” (Tsing; Mathews; Bubandt, 2019) - produto e produtor de tensões do próprio sistema - que levam acontecimentos em direções inesperadas. Ao apreciar esses eventos que iniciam quase sempre em escala limitada e com consequências incertas, minha intenção é restituir o poder desses exemplos a alimentar certa esperança - profundamente pragmática, epistemologicamente ambivalente e subarticulada - em possibilidades futuras ainda sequer imaginadas.

    Resumo em Inglês:

    Abstract In the following reflection on child adoption policies, we seek to establish a bridge between, on the one hand, ethnographic episodes - dense and contextually situated - and, on the other hand, comprehensive systems with large-scale and far-reaching consequences. To carry out this endeavour we analyze the administrative, statistical and bureaucratic infrastructures connecting political philosophies of the moment to the attitudes and actions of the various actors (professionals, servants and users) under observation. This approach allows us to trace throughout the past few decades of technological instruments - in particular, statistics, registries and forms -, designed to stabilize certain adoption policies. At the same time, we pay close attention to “proliferations” (Tsing; Mathews; Bubandt, 2019) - product and producer of tensions in the system itself - that conduct matters in unexpected directions. In appreciating these events that almost always start on a limited scale and with uncertain consequences, our intention is to enhance the power of these examples to nurture a certain hope - deeply pragmatic, epistemologically ambivalent and subarticulated - in yet unfathomed possibilities.
  • Comunicabilidad y mediatización de los discursos psicoanalíticos en Buenos Aires Espaço Aberto

    Marsilli-Vargas, Xochitl

    Resumo em Espanhol:

    Resumen En este artículo analizo la circulación de discursos psicoanalíticos fuera de la clínica a través de algunos de sus canales mediáticos más cotidianos y masivos. Para ello utilizo el concepto de comunicabilidad (Briggs; Hallin 2007), que ilumina cómo se difunden los discursos a través de ideologías desarrolladas históricamente, y de mediatización (Agha, 2011), que designa la amalgama que se forma entre procesos comunicativos y su mercantilización. El análisis se centra en tres medios: humor gráfico, programas de televisióny anuncios publicitarios que circulan en la ciudad de Buenos Aires. Un argumento clave del análisis es que la escucha psicoanalítica juega un papel importante en la diseminación y reproducción en la esfera pública de discursos psicoanalíticos a través de la recepción y continuo reciclaje de estos discursos por parte del público lego.

    Resumo em Inglês:

    Abstract In this article I analyze the circulation of psychoanalytic discourses beyond the clinic through some of its most popular media representations. To do so, I use the concept of communicability (Briggs; Hallin 2007), which help us understand the way in which discourses are disseminated through ideological channels, and mediatization (Agha, 2011), which designates the amalgam formed between communicative processes and their commodification. The analysis focuses on three media forms: graphic humor, television programs, and advertisements circulating in the city of Buenos Aires. A key argument of the analysis is that psychoanalytic listening plays an important role in the dissemination and reproduction in the public sphere of psychoanalytic discourses through their reception and continuous recycling by lay audiences.
Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social - IFCH-UFRGS UFRGS - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43321, sala 205-B, 91509-900 - Porto Alegre - RS - Brasil, Telefone (51) 3308-7165, Fax: +55 51 3308-6638 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: horizontes@ufrgs.br