Nova compreensão sobre como a thigmomorfogênese afeta o desenvolvimento de plantas de Epipremnum aureum

Adalberto Di Benedetto Claudio Galmarini Jorge Tognetti Sobre os autores

RESUMO

Plantas trepadeiras (Epipremnum aureum) conduzidas suspensas, desenvolvem folhas maiores em comparação com plantas conduzidas sem suporte (rasteiras). Esse efeito pode ser visto, em parte, como uma resposta thigmomorfogênica; mas o efeito gravimorfogênico também pode estar envolvido, uma vez que o transporte polar de auxinas é afetado negativamente em plantas com hastes horizontais ou pendentes, o que pode resultar em um balanço hormonal alterado, a nível da planta como um todo. O presente trabalho teve como objetivo estudar como as auxinas e citocininas exógenas podem influenciar o crescimento de estacas enraizadas de E. aureum sob diferentes sistemas de condução. Estacas enraizadas de E. aureum foram cultivadas como trepadeiras em uma tábua de madeira vertical ou rasteiras sobre bancada em casa de vegetação ou suspensas em uma cesta. Todas as folhas de cada planta foram pulverizadas até escoamento à tarde, com quatro doses de ácido indol-3-acético (AIA), 7 dias após o transplante e, após uma semana, com quatro concentrações de benzilaminopurina (BAP), resultando em 16 tratamentos combinados com hormônios. A aplicação de IAA ou BAP a 50 mg L-1 em plantas rasteiras e suspensas, promoveu crescimento significativo mas, em plantas trepadeiras, observou-se, em geral, efeito negativo. Mudanças na assimilação líquida e taxas fotossintéticas, juntamente com coeficientes alométricos modificados, foram responsáveis por essas respostas. A maior promoção do crescimento por reguladores de crescimento exógenos, observada em plantas rasteiras ou suspensas em comparação com plantas trepadeiras, pode ser interpretada principalmente como uma resposta gravimorfogênica.

Palavras-chave:
auxina; citoquinina; plantas de folhagem; gravitropismo

Associação Brasileira de Horticultura UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos,, 52171-900 Recife-PE, Tel. (81) 3320 6064, www.abhorticultura.com.br - Vitoria da Conquista - BA - Brazil
E-mail: abh.ufrpe@gmail.com