Produção de beterraba em função de doses de torta de mamona em cobertura

Beet production depending on rates of castor bean cake as topdressing

RESUMO

Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência de doses de torta de mamona aplicadas em cobertura na produção de beterraba. Foram realizados dois experimentos no município de São Manuel-SP, no período de 05 de setembro a 10 de dezembro de 2012. Foram testadas doses de torta de mamona em cobertura (0; 150; 300; 450 e 600 g/m2) e uma testemunha com cobertura inorgânica (129 g/m2 de sulfato de amônio e 24 g/m2 de cloreto de potássio), totalizando seis tratamentos, no delineamento experimental de blocos ao acaso, com quatro repetições. No primeiro experimento a adubação de plantio constou apenas de composto orgânico (40 t/ha) e no segundo, além do composto orgânico, foi feita a adubação inorgânica com NPK 4-14-8 (1,7 t/ha). A adubação de cobertura nos experimentos foi parcelada em três vezes, em intervalos de 14 dias após o transplante. Não houve influência das doses de torta de mamona em cobertura em todas as características avaliadas, com a adubação orgânica associada à inorgânica no plantio, sendo que a produtividade média obtida foi de 37,5 t/ha. Na ausência de adubação inorgânica no plantio, com a aplicação de até 600 g/m2 de torta de mamona em cobertura, obteve-se aumento linear em todas as características. Para cada 100 g/m2 de torta de mamona houve aumento de 7,2 g da matéria fresca de raiz, 1,5 mm no diâmetro da raiz e 2,2 t/ha na produtividade, obtendo-se, na maior dose (600 g/m2,) os valores máximos de matéria fresca de raiz (139,5 g), diâmetro de raiz (6,5 cm) e produtividade (42,9 t/ha).

Palavras-chave:
Beta vulgaris; adubação orgânica; massa seca.

Associação Brasileira de Horticultura UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos,, 52171-900 Recife-PE, Tel. (81) 3320 6064, www.abhorticultura.com.br - Vitoria da Conquista - BA - Brazil
E-mail: abh.ufrpe@gmail.com