Ideologia, ciência e povo em Amílcar Cabral

José Neves Sobre o autor

Resumo

O artigo contribui para o debate em torno do modo de historiadores e cientistas sociais entenderem as relações entre ideologia e ciência, frequentemente consideradas domínios de reinos rivais. Após, num primeiro momento, analisar e posicionar-se criticamente diante dos estudos cabralianos, o artigo focará o modo como os estudiosos de Cabral configuraram sua atividade agronómica. E, finalmente, submeterá o conceito cabraliano de “povo” a uma análise genealógica, propondo que a emergência de tal conceito no discurso de Amílcar Cabral deve ser entendida como resultado da interseção entre o desenvolvimento do pensamento nacionalista anticolonial no antigo Império português e o desenvolvimento dos estudos agrários no Portugal metropolitano.

Amílcar Cabral (1924-1973); estudos agrários; anticolonialismo; ciência; povo

Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 - Prédio do Relógio, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel./Fax: (55 21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@coc.fiocruz.br