Barbeiros- sangradores e curandeiros no Brasil (1808-28)

Bleeders and healers in Brazil (1808-28)

Esta análise sobre os terapeutas populares baseia-se na documentação da Fisicatura-mor (1808-28). A partir, principalmente, de processos sobre oficializações de atividades médicas, abre-se acesso a categorias como sangradores e curandeiros, cujas atividades seriam cada vez mais perseguidas ao longo do século XIX. Na hierarquia das práticas de cura seguidas pela instituição, as exercidas por tais terapeutas eram menos valorizadas e, através da análise quantitativa dos dados, mostrou-se possível identificá-las com posições sociais desfavorecidas. Foram igualmente analisadas informações sobre o seu trabalho e sua aceitação fornecidas por alguns terapeutas populares e por sua clientela.

história da medicina; terapeutas populares; Fisicatura-mor


Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 - Prédio do Relógio, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel./Fax: (55 21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@coc.fiocruz.br