Em diferentes escalas: a arquitetura do Hospital-Colônia Rovisco Pais sob o olhar do médico Fernando Bissaya Barreto

On different scales: the architecture of Hospital-Colônia Rovisco Pais from the perspective of doctor Fernando Bissaya Barreto

Sandra Xavier

Em 1938, o médico português Fernando Bissaya Barreto promoveu a construção de um 'internato de leprosos' no centro de Portugal, afastado dos grandes centros populacionais, mas de fácil acesso a todo o país. Inaugurado em 1947, o Hospital-Colônia Rovisco Pais segue o modelo de um hospital-asilo-colônia, sendo simetricamente segmentado por pavilhões iguais em número e características para os dois sexos. Seguindo uma lógica disciplinar e não de exclusão, o plano urbanístico, o desenho dos edifícios e o próprio mobiliário e decoração são configurados, sob a influência direta de Bissaya Barreto, como instrumentos de intervenção sobre o corpo físico e moral dos doentes de Hansen, mas também, e em outra escala, de controle e modificação da sociedade portuguesa no seu conjunto.

lepra; arquitetura hospitalar; Fernando Bissaya Barreto (1886-1974); Portugal; século XX


Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 - Prédio do Relógio, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel./Fax: (55 21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@coc.fiocruz.br