Institucionalização das ciências, sistema de gênero e produção científica no Brasil (1939-1969)

Institutionalization of the sciences, gender system, and scientific production in Brazil (1939-1969)

As experiências de educação feminina em nível superior, proporcionadas pelas políticas educacionais implantadas a partir da década de 1930, promoveram a inserção profissional de mulheres no mundo acadêmico e científico. Largamente negligenciada na historiografia brasileira das ciências, a análise desse fenômeno lança uma nova perspectiva sobre o sentido da institucionalização e profissionalização da atividade científica, processo no qual as mulheres atuaram efetivamente. Procuramos identificar sua presença ali, por meio da análise da produção científica presente em quatro revistas, no período entre 1939 e 1969, evidenciando-se diferenças de sexo quanto ao padrão de publicação.

produção científica feminina; gênero e ciências; educação feminina; universidades no Brasil; faculdades de filosofia, ciências e letras


Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 - Prédio do Relógio, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel./Fax: (55 21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@coc.fiocruz.br