Em prol do sacrifício do isolamento: lepra e filantropia na Argentina e no Brasil, 1930-1946

For the sacrifice of isolation: leprosy and philanthropy in Argentina and Brazil, 1930-1946

José Augusto Leandro

O Patronato de Leprosos, na Argentina, e a Federação das Sociedades de Assistência aos Lázaros e Defesa Contra a Lepra, no Brasil, foram instituições criadas com o objetivo de auxiliar doentes do mal de lázaro e suas famílias. Capitaneadas por mulheres da elite, as entidades, a despeito das singularidades dos seus contextos nacionais, agiram de maneira similar, ambas complementando as políticas de saúde direcionadas à lepra em seus respectivos países. Este artigo pretende demonstrar as semelhanças nas estratégias de atuação das duas instituições filantrópicas que, durante as décadas de 1930 e 1940, agiram em consonância com os médicos defensores do isolamento compulsório.

Argentina; Brasil; lepra; filantropia; políticas de saúde


Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365 - Prédio do Relógio, 21040-900 Rio de Janeiro RJ Brazil, Tel./Fax: (55 21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@coc.fiocruz.br