Accessibility / Report Error

Capital simbólico do trabalho das visitadoras sanitárias da Fundação Serviço de Saúde Pública, Alagoas/Brasil

Symbolic capital of the work of the female health visitors of the Public Health Service Foundation in the State of Alagoas, Brazil

Resumo

De caráter histórico, o estudo analisa o trabalho das visitadoras sanitárias da Fundação Serviço de Saúde Pública, em Alagoas, entre 1960 e 1990 e o capital simbólico a elas conferido. Foram utilizadas fontes documentais e orais, estas produzidas em entrevistas realizadas com recurso da história oral temática, concedidas por visitadoras, médico e enfermeira. As informações foram analisadas com base nos conceitos de habitus, campo, capital simbólico e distinção, de Pierre Bourdieu, e revelaram que as visitadoras sanitárias foram relevantes na assistência à saúde das comunidades onde atuaram, detendo marcas distintivas para inculcar práticas sanitárias por meio de visitas domiciliares e discurso autorizado para reconfigurar o habitus higiênico das famílias. Essa atuação lhes conferiu poder e capital simbólicos legitimados pela comunidade.

história da enfermagem; políticas públicas de saúde; visitadoras de saúde; capital social

Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz Av. Brasil, 4365, 21040-900 , Tel: +55 (21) 3865-2208/2195/2196 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: hscience@fiocruz.br