Trácia grega e a peraia de Tasos de período arcaico: interação, diálogo, contatos e redes no Norte do Egeu

Juliana Figueira da Hora Sobre o autor

Resumo

É nosso objetivo, neste artigo, apresentar aspectos geográficos e históricos acerca da Trácia Sul-Ocidental e da ilha de Tasos, assim como trazer à tona e destacar a interação existente entre continente e ilha. Tasos possui uma marcante proximidade com o continente e, de acordo com as fontes arqueológicas2 2 Pesquisadores do serviço grego de Arqueologia (Ephoria) e Escola Francesa de Atenas (EFA), empreenderam, a partir da segunda metade do século XIX, escavações sistemáticas tanto na Trácia quanto na ilha de Tasos. , se fez presente uma relação estreita entre a ilha e a região da Trácia desde o período Neolítico. Com a chegada dos gregos, no período arcaico, a fluidez do contato entre continente e ilha solidificou-se a partir dos assentamentos tasienses no interior do território trácio. Esta relação foi marcada por intensos intercâmbios comerciais e sociais e interações locais e regionais no Norte do Egeu em período arcaico.

Palavras-chave:
Trácia; Tasos; colonialismo

Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências e Letras, UNESP, Campus de Assis, 19 806-900 - Assis - São Paulo - Brasil, Tel: (55 18) 3302-5861, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, UNESP, Campus de Franca, 14409-160 - Franca - São Paulo - Brasil, Tel: (55 16) 3706-8700 - Assis/Franca - SP - Brazil
E-mail: revistahistoria@unesp.br
Accessibility / Report Error