Accessibility / Report Error

Os inventários de desejo. Censos Municipais de Rosário, na Argentina (1889-1910)

Este trabalho propõe uma abordagem para Rosario censos municipal, considerando as estatísticas como um gênero de escrita e uma ferramenta no processo de formação histórica da proto-promoção e marketing urbano. Nós estudamos a produção e circulação das estatísticas da província de Santa Fé e Rosário 1887-1910. A primeira parte do trabalho centra-se no processo de difusão do primeiro censo da província de Santa Fe, na França, durante a Exposição Universal de 1889. Depois reconstruir as várias tentativas de formar escritórios municipais de estatística no Rosario, mobilizados pela trajetória do censo de 1887, as crises de saúde e os preparativos para o censo nacional de 1895. O centro do artigo considera os censos municipais da cidade de 1900, 1906 e 1910 tentando passar do problema da coleção captação para os de produção e invenção e da representatividade para a performatividade das estatísticas como um processo de produção social de conhecimento e do censo como um artefato cultural.

Estatística; cultura urbana; perfromatividad; marketing da cidade; censo


Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências e Letras, UNESP, Campus de Assis, 19 806-900 - Assis - São Paulo - Brasil, Tel: (55 18) 3302-5861, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, UNESP, Campus de Franca, 14409-160 - Franca - São Paulo - Brasil, Tel: (55 16) 3706-8700 - Assis/Franca - SP - Brazil
E-mail: revistahistoria@unesp.br