Visões do Novo Mundo na pintura religiosa da Renascença

Visions of the New World in Renaissance religious painting

Este artigo aborda o estudo dos elementos familiares aos exploradores europeus que estabeleceram suas primeiras coordenadas a partir de analogias com o Paraíso e com Cocanha para assimilar e interpretar pictoricamente o Novo Mundo, uma realidade antes desconhecida, e integrá-la à cultura ocidental. Assim, o Cristianismo é muito importante, porque vai oferecer o referencial - em um primeiro momento - para estabelecer a imagem do índio em episódios religiosos da cultura ocidental europeia. Uma imagem que ora será positiva, vinculada ao paraíso, e ora negativa, sendo vinculada ao inferno.

Paraíso; Jardim do Éden; Cocanha; Inferno; Epifania; Adoração dos magos; História da salvação; Imagens; Novo Mundo


Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências e Letras, UNESP, Campus de Assis, 19 806-900 - Assis - São Paulo - Brasil, Tel: (55 18) 3302-5861, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, UNESP, Campus de Franca, 14409-160 - Franca - São Paulo - Brasil, Tel: (55 16) 3706-8700 - Assis/Franca - SP - Brazil
E-mail: revistahistoria@unesp.br