O conteúdo visual publicado na imprensa durante uma crise sanitária: o caso do Ebola, Espanha 2014

Daniel Catalan-Matamoros Beatriz Guzmán do Nascimento Andrea Langbecker Sobre os autores

Considerando o número escasso de estudos neste âmbito, o objetivo é analisar o conteúdo visual na imprensa durante a crise sanitária do Ebola na Espanha, que causou um grande alarme na sociedade em 2014. Em uma amostra de diários nacionais, identifica-se conteúdo visual em 92% (n = 160) dos artigos sobre o Ébola e em 87,5% (n = 14) das capas. A fotografia é o recurso mais utilizado (69,2%), seguido por gráficos (9,2%) e inforgráficos (8,8%), enquanto ‘conflito’ é o enquadramento mais frequente (42%). Detecta-se um rápido aumento no conteúdo visual nos dois primeiros dias da crise, que diminui gradativamente a partir do quinto dia (p <0,001). Este estudo pode abrir novas vias de pesquisas que aprofundem na investigação do conteúdo visual, especialmente durante uma crise sanitaria devido à grande importância que a comunicação adquire.

Imagem; Fotografia; Saúde Pública; Crise; Ébola


UNESP Distrito de Rubião Jr, s/nº, 18618-000 Campus da UNESP- Botucatu - SP - Brasil, Caixa Postal 592, Tel.: (55 14) 3880-1927 - Botucatu - SP - Brazil
E-mail: intface@fmb.unesp.br